COMPROMETIMENTO: UMA AÇÃO EM DUAS VIAS.

ESTA CRÔNICA FOI ESCRITA EXCLUSIVAMENTE PARA O LANCES&NUANCES PELO JORNALISTA E ATLETICANO LEO GOMIDE.

Recordo-me como se fosse hoje. Era uma terça-feira, 8 de dezembro de 2009, por volta das 15:37.
Após uma temporada claudicante no Campeonato Brasileiro, que culminou com a queda do técnico Celso Roth na última rodada da competição, Alexandre Kalil anunciava via Twitter que o Atlético tinha um novo ‘combo’. ‘Combo’?  Sim! Treinador, gestor, diretor, tudo em um só: Vanderlei Luxemburgo.

Por trabalhar no futebol exclusivamente e assim ouvir estórias e histórias sobre ele, coloquei o seguinte comentário em meu perfil no twitter, de imediato:

“Sinto um misto de otimismo e desconfiança. Agora só o tempo me dará a resposta”.

Antes de todo e de qualquer questionamento, deixo bem claro: NÃO SOU A FAVOR DA QUEDA DE VANDERLEI LUXEMBURGO NO GALO!
Porém, já são quatro jogos que ouço, re-ouço, escuto e re-escuto a palavra ‘comprometimento’ em entrevistas coletivas do treinador em questão.
“Comprometimento: qualidade de ater-se às escolhas feitas”

Falta ‘comprometimento’ aos jogadores, segundo o próprio treinador, mas a recíproca é verdadeira?
Ao que parece, o Galo está em uma guerra e o general Luxa expõe seus soldados no front. Já são cinco tiros no peito, a degola no pescoço, mas a culpa é sempre dos comandados e não do comandante.

Mas, pelo que sei, as estratégias para atacar o campo adversário, estabelecer as regras de ataque, devem partir sempre do general, não?
Falta munição? Concordo, falta. O elenco do Galo não inspira confiança, e armas, como Correa, deixaram o grupo sem uma explicação convincente.

Chegou a hora do general 5 estrelas, ou seja, 5 vezes campeão brasileiro, chamar mais a responsabilidade para si, e eximir seus comandados de culpa.

Para finalizar: alguém se recorda do que aconteceu no dia 6 de novembro de 2008?

Se não se lembram, refresco-lhes a memória: na oportunidade, o Palmeiras fazia o jogo de volta pela Copa Sulamericana contra o Argentino Juniors, em Buenos Aires. Perdeu por 2×0 e despediu-se da competição.

Naquela noite, Luxemburgo não estava com o grupo. Priorizando o Campeonato Brasileiro, a delegação viajou para a Argentina com 14 atletas, comandada pelo auxiliar-técnico Ney Pandolfo.
Curiosamente, Luxemburgo resolvera aceitar comentar a partida em rede nacional para a Rede Globo.

E o comprometimento, onde esteve nesse dia?

A torcida do Galo quer CAMprometimento a partir de agora!

PARA SEGUIR O AUTOR DO TEXTO NO TWITTER, CLIQUE >>> @LeoGomide

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> @robertoclfilho

19 comentários em “COMPROMETIMENTO: UMA AÇÃO EM DUAS VIAS.

  1. Perfeito post… uma coisa nao me sai da cabeca, depois da saida do Marques, o time desandou, ganhou soh do Paraguaiense… ms parece-me q os jogadores não querem ganhar. Parece um complo contra o Luxa… só q quem sofre é a torcida. Não quero a saida do Luxa. Ms q a situacao esta mau resolvida… tah precisando colocar os jogadores e o tecnico pra uma conversa cara a cara e deixar o pau quebrar… pra se resolverem… O luxa é um excelente tecnico. Ms está começando a me deixar preocupado…

    Mas acima de tudo sou GAlo, e acredito na melhora. ms não pode demorar não pq se não vamos disputar só sulamericana outra vez. Aí não da né….
    Bora.. GAlo
    Abracos ao Leo Gomide e a vc Roberto… tamo juntos pelo galo.

  2. Isso mesmo: P-E-R-F-E-I-T-O…
    Concordo com tudo o que disse, sem tirar nem por. Parabéns, Leo.
    Agora, disso já sabíamos. Luxemburgo sempre foi assim: eu venci, eles perderam… Humildade passou longe dele. Jamais vai dizer “eu errei, sou o culpado, planejei mal, não previ bem, minha estimativa não foi correta, etc…” Esse é o jeito Luxemburgo de ser. E quando o compramos, compramos o kit completo.
    Mas ninguém é perfeito, e apesar dos pesares, confio que fizemos ao escolha certa em trazê-lo. Tínhamos que tentar um salto de qualidade, após o fracasso com o treinador-medroso-inepto do ano passado.

  3. Estou sem palavras! Foi a mais perfeita análise sobre esse sr que apesar de se dizer manager, e não é, está cada menos treinador… Parabéns ao Leo pelo texto e ao Roberto pela “nova contratação”!

    1. Amigo Rodrigo, seria uma honra para o L&N ter o Leo como contratado. Mas não é, infelizmente. Ele pediu muito e, apesar de valer o que pede, nós aqui não temos como bancá-lo. rsrsrsrs Abraços.

  4. Parabéns! Falou tudo no que diz respeito a Luxa, chegou com status de estrela, impolgou a massa, vendo que haviam personagens no elenco que eram tão ou mais brilhantes do que ele, botou pra quebrar. A dispensa do Marques deixou a desejar, pois eu, na minha humilde concepção, balançou psicologimente o grupo. Pois, se ele, idolatrado por todos, fora dispensado sem qualquer consideração. O que dirá dos restantes quando não mais agradassem ao manager.
    Vejo tbm. como mal resolvida ou explicada a saída do Correa que junto ao Zé eram a base de sustentação do nosso meio de campo. Temos culpado a defesa, mas, num campo de concentração existem as trincheiras com divisão de tarefas. O que a defesa pode fazer se não existe combate antes, a mesma está totalmente exposta. Torço pra que essas contratações possam se tornar realmente reforços, pra fazer-nos esquecer os que saíram. Pois o Galo é soberano a todos os que lá estão e passaram.

    Ana
    twitter.com/anlusantos

  5. Leo(intimidade) foi certeiro, atigindo o alvo do imbróglio todo.
    Não queremos a retirada do Luxa, porém, ele se desgasta no comando do time e perde crédito com a MASSA, para cair é só se jogar!
    O Marques já deu tudo que tinha para dar ao CAM. O Correa tinha muito para oferecer ao time e Jonilson errava menos que Muriqui e Fabiano, mas foram dispensados. Não serviam para o time do Luxa?
    Não tenho medo, tenho FÉ!

    Cabrito

  6. Excelente texto…simples e objetivo…Traduz aquele velho fundamento que para cobrarmos algo dos outros primeiramente temos que dar o nosso exemplo. Ninguém vai ter motivação e garra se o ”cabeça” não demonstra tal atitude!
    Leo Gomide mandou super bem , está de parabéns!
    Saudações Atleticanas ao Leo e ao espetacular Roberto!
    Vocês faz da massa mais especial do que ela já é!
    Bjossss Atleticanos!

  7. O que um comandante tem que fazer quando seu comandado não o respeita? Se tratando de um general, certamente as medidas não seriam brandas. Mas um técnico de futebol não pode usar as mesmas medidas de um general. Não é verdade? Mas o Luxemburgo não é nada tenro, e sabe sim comandar um “exército” de jogadores. E o faz como nenhum outro brasileiro vivo que exerce essa função no futebol. Ele não pode entrar em campo e obrigar os seus comandados a jogarem futebol. Penso que ele sabia sim que o time estaria mais frágil para estes 7 jogos iniciais, e contava com um COMPROMETIMENTO daqueles que iriam representar o clube, principalmente aqueles mais experientes e mais qualificados. E infelizmente ele só pôde contar com o Ricardinho nestas partidas. O Tardelli ficou como um adolescente mimado, chateado com a dispensa de seus “melhores amigos”. E há muito tempo essa é uma sina do GALO, quando o Tardelli não vai bem, o time parece acompanhá-lo. Será que o Luxa deveria meter a porrada no Tardelli? Lembram que foi o Luxa quem o bancou pedindo, quase que exigindo do Kalil, a sua permanência na equipe? E é assim que o tardelli o agradece? Um jogador que tinha a fama de só jogar bola com o Leão, e o GALO e a MASSA o fez se tornar um dos mais importantes atacantes do Brasil? Quem não percebeu que ele PAROU de jogar depois das saídas de Jonilson, Marques, Carlos Alberto e principalmente de Correa(seu melhor amigo) é o pior cego, o que não quer enxergar. O Luxa, e nem tampouco o Kalil, são burros. Eles dispensaram esses atletas por que os contratos dos mesmos terminaram. E o planejamento era esse. Óbvio que serão contratados jogadores para o segundo semestre, e eu pelo menos tenho certeza que com esses efetivados, ninguém mais se lembrará destes que foram dispensados. E os jogadores que virão, certamente só poderiam vir agora nessa janela, do contrário já estariam no GALO. Respeito demais a sua opinião, Léo, mas o Luxa não teve culpa nenhuma. Cabe a ele agora saber em quem poderá confiar, e dispensar esses que não tiveram COMPROMETIMENTO com GALO. É bom lembrar que o Kalil também ficou PUTO com os jogadores (ou com “o” jogador). Agora, se no reinício do Brasileiro esses mesmos problemas continuarem e o GALO não brigar pelo título, aí sim, vou criticar o planejamento do Luxa e Kali. Eu, na minha modesta opinião, acho muito cedo pra criticar o Luxemburgo. Abração!

    1. Concordo com você Thiago.

      Pessoas dizendo que o planejamento foi errado na dispensa dos jogadores, realmente foi?

      Marques: assinou um contrato e escolheu a data final do mesmo. A imprensa dizendo que ele foi dispensado de forma errada e torcida caindo nessa história pra boi dormir.

      Correa: muito caro. Simples assim.

      Jonilson: antes não servia, agora é o salvador da pátria. Ele realmente mudaria o time da maneira que venho escutando?

      Carlos alberto: um ótimo corredor dos 100m livres. Escutei isso no mineirão mais de uma vez.

      Continuo confiando no trabalho do Luxa/Kalil.

      Obs: Kalil não venda o Tardelli por 12 milhões de Euros ou seja lá o que for, não temos atacante desse nível no Brasil.

      Um abraço a todos.

      1. Com a devida vênia, gostaria de “comentar os dois comentários acima”… achei-os muito interessantes. Sim, faltou um pouco de previsão da dupla kalil-luxa, pois jogamos fora as sete primeiras rodadas (vide o número de pontos que somamos). Mas o que Thiago e Mauro comentaram é interessante: poderiam ter feito diferente, havia espaço, tempo ou oportunidade de qualificar mais o grupo? Isso não sabemos, pois o mercado da bola, é caro, cruel e cheio de malandragens.
        Não choro em nada a saída do Marques (meu ídolo, porém teve uma saída apoteótica, na final do Mineiro, deveria estar contente pois o tempo nos pega a todos), Jonilson, Carlos Alberto são fracos ainda bem que foram embora, Correa mais caro do que vale. Luxa tem um currículo vencedor, mas é arrogante, é o jeito dele e já sabíamos disso, não é?

  8. Parabéns pelo texto, mestre Léo Gomide!!!
    Sensacional mesmo. Também penso daquela forma. O discurso ficou batido demais, sempre reprisado a cada derrota da equipe. Um dia era campeão, estava tudo bem, e no outro o time não tinha comprometimento e por aí vai.
    Após ouvir mais uma vez o discurso no último domingo, coloquei em meu perfil no twitter: ‘o mesmo discurso que está enchendo o saco: falta de comprometimento. Luxemburgo, você é o treinador, hein?’

    No mais, parabéns pro Léo e pra vc, Roberto, pela iniciativa.
    Abs

  9. Faz tempo que não vejo o Luxa, como bom profissional, estas constantes acusações via imprensa sobre o grupo, mostra mais um profissional despreparado, amargurado e vingativo.

  10. Noite Roberto e amigos;
    – tiro curto e certeiro,na môsca…perfect !
    Saudações em Branco e Preto á todos.

      1. Roberto,sinto-me como ¨piá¨que acabou de fazer a leitura de um texto e, a ¨fessora¨pergunta qual o título dele,e como resposta, dou-lhe um ¨sorriso amarelo¨rsrs.
        Transmita ao Leo Gomide meus comprimentos pelo texto perfeito,e desculpas pelo equívoco,ok[?].
        Em tempo: expectativa enorme pelos textos do amigo e colegas,sobre a Copa do Mundo no Blog do Christian[Terreirão do Galo],vai ser um show…rsrs.
        abraços ao amigo.

  11. Parabéns Léo. Onde assino?

    Continuo achando o Luxemburgo o melhor treinador do Brasil, e reconheço que Kalil está fazendo de tudo pelo Galo. Mas, precisamos enxergar com olhos racionais.

    Alguns não estão entendendo a revolta da torcida com a saída do Marques. Não foi pelo que ele poderia produzir ou não, e sim a maneira como foi conduzida a sua saída. A Ana Lúcia no post acima disse tudo. Se a dupla Kalil/Luxa faz isso com um ídolo como o Marques, o que não podem fazer com qualquer outro que lá está?

    Jonilson e C. Alberto não eram nossos ídolos, mas que corriam em campo e vestiram a nossa camisa com muito respeito, isso ninguém pode negar. E o Jonilson, para mim, poderia compor o grupo. Suar a camisa e honrar nosso manto o Leandro (queridinho do Luxa) nunca fez.

    A dupla Luxa/Kalil estão fazendo um discurso típico dos políticos brasileiros.
    Posso não entender de política, mas de futebol eu entendo e é por isso que questiono.
    Vamos às incoerências:
    – O Luxa diz que não coloca jogador da base quando o time não está bem. Mas, colocou Jataí, João Pedro, Wesley, como salvadores da pátria após o time estar perdendo. E depois vem a público falar que os jogadores não estão comprometidos com o Galo.

    – O Kalil diz que não tem dinheiro para ficar com o Correa, mas trouxe uma barca de apostas e outros que não se firmaram em time algum: Marcelo, Macedo, Rafael Cruz, Daniel Carvalho(seu físico está mais para jogador de rugby), etc. etc.

    Venho falando aqui há muito tempo. O Luxa não vai ficar com nenhum jogador que não foi ele quem indicou. Seu orgulho não permite isso.
    A saída do Correa é para abrir espaço para o Maldonado, o resto é conversa fiada.

    Guerra, meu amigo, tenho acesso às coisas do América, posso falar com toda segurança: havia, sim, interesse do Perrela pelo Danilo, o Salum não quis nem conversa, por motivos que não posso expor. O mesmo Salum queria que ele fosse para o Galo, fez de tudo. O Luxa vetou, preferiu o Macedo.

    Só o futuro vai nos dizer se o Luxa acertou ou não.

  12. Leo Gomide, eu sou um cara que gosto muito de futebol entender é muito difícil, mas já joguei sou curioso, já vivi no mundo da bola, conheço um pouco e já fiquei na roda dos boleiros, fui treinador de pequenos clubes da várzea de bairros mesmo, assim acho que posso falar de futebol.

    Você como jornalista comentarista e trabalhando na mídia, tem grandes possibilidades de saber de tudo,mas vamos lá o meu ponto de vista e algumas coisas que pesquei lá de dentro do Galo.

    Tardelli, tá do jeito que está, nada pelos que foram embora, mas sim, ele esperava fervorosamente que ia ser convocado, porque se sentia a segunda opção depois do Adriano, então se encheu todo e falava lá que suas chances tinha aumentado demais depois que o Adriano descambou, ele não foi convocado aí bateu a depressão, o stress, o desanimo, a decepção e por isto o cara não jogou nada, e ainda vem saindo para as baladas, minha filha o viu no chevrolet hall na sexta feira antes do jogo com o flu, denunciei aquí, tenho certeza porque foi a minha filha que o viu, mas mesmo antes já tinha falado que estava reclamando muito do juiz e estava no cai cai e não voltava para o combate, inclusive alguns gols ocorreram em contra ataques que ele perdeu a bola.

    Marques já cansei de falar, quem escolheu a data do final do contrato foi ele, se queria tanto ficar no Galo porque resolveu mexer com política, ele arrependeu porque teve aquela acolhida no final do Mineiro e fazendo gol,sendo campeão, mas você e todos os Colegas sabem, em uma empresa que se preza tem que ter pelo menos um pequeno planejamento ( sei que vão falar que no Galo não está existindo) e o Marques convenhamos, não aguenta jogar um jogo todo, na partida contra o Santos deu dó de vê-lo em campo, nada fez e ficava igual uma vaca tonta, tava na hora mesmo, senão poderia em vez de ídolo virar é piada.

    Cazalberto, eu gosto dele, só pedia aos auxiliares, para treinarem ele a aprender a cruzar e chutar, se o CAFÙ aprendeu com o Telê o Getulio o Sergio Araujo então o CA poderia conseguir também, mas o resto da torcida, só faltava jogar bosta nele oitado, porque o resto faziam com ele, e vc que onhece o Kalil e bem, sabe que o Turco não ia reformar seu contrato, prá quê, a torcida ninguem gostava dêle, gastar dinheiro atôa né.

    Jonilson, que eu sempre chamei de Shownilson, gostava dele também , pela sua raça, coragem, entrega, disposição, mas futebol o cara não tem nenhum, e a torcida também não gostava dele, será que ele e o empresario, toparia fazer um contrato somente de uns dias, ou quem sabe de 3 meses, um tapa buraco, porque o pensamento do Kalil e Luxemburgo é de trazer um bom volante, tudo bem pelo menos poderia tentar né, aí acho que talvez Kalil e Luxemburgo precipitaram, poderiam ter reformado o contrato dele mesmo que ele ficasse na reserva ou encostado ganhando acho que mais de 50 mil, tudo bem o Galo tá entornando dinheiro né.

    Correa, como Kalil disse até mesmo o atleta falou, os caras lá estavam dificultando demais as negociações, o Correa disse que uma coisa que eles queriam era a prorrogação de ontrato, e isto ele não aceitava d jeito nenhum, então uma exigencia já estava mais difícil ainda.
    Fiquei sabendo lá de dentro do Galo que os caras lá queriam 600 mil euros sendo assim divide por doze daria 50 mil euros por mes, então seria 150 mil reais mais os salários do Correa, acho que é em torno de 80 mil o cara ia para 230 mil reais por mês, o Kalil a tempos atraz disse que ninguem no Galo ganhava mais que o Tardelli que é torno de 90 a 100 então Kalil disse que estava muito caro, mas semana passa fiquei sabendo fonte do nosso colega Guzella que eles queriam não 600 mas 1.500 milhão de euros, aí passa ser impraticável.

    Amigos Atleticanos e Leo Gomide, mas Correa e Cazalberto estavam nas duas derrotas vexatorias e não resolveram nada, então não seria nas outras que iam resolver, ou eu estou errado!

    Quanto ao Luxemburgo, acho que ninguem trabalha para perder, ninguem quer acabar c o seu passado, apenas quem teve ele ruim desastroso, e outra alguns estão falando que agora ele tá criticando, mas ele não poderia criticar sem ainda ter acontecido as derrotas né, quanto a falar em comprometimento ele estava mandando alguns recados que não foram entendidos e depois ele disse claramente, que todos recebem em dia e não ia pedir a ninguem porfavor para jogar no Atletico, agora se el falou abertamente ou seja em um microfone, todo mundo fala que não devia, mas se ele fecha o treino e não deixa ninguem entrar todos falam que ele tá errado, aí é foda putzz é duro né.

    Algumas contratações, eu por exemplo gosto muito do Neto Berola, e no site do Galo eu anotei o nome dele para contratar, para mim ele é um tipo assim do Danilinho, e já tem gente falando que ele não vale nada não presta, mas o cara jogou 20 minutos somente e com o time todo uma lebreia. o Diego Macedo pode ser que embarcaram mas o cara foi bem no Paulista e vários clubes queriam contratá-lo e o BMG é que tem uma parte dos direitos dêle, o Marcelo aquí no blog mesmo eu disse que não acreditava não confiava nele desde os tempos de Corintians, depois sumiu aí fiquei mais desconfiado, o Aranha eu o achava bom demais,no paulista foi um dos melhores, caiu de produção aquí no Galo, então é o treinador de goleiros que tá errado, porque todos estão errando a mesma coisa pode verificar.

    Daniel Carvalho, disse aquí que não achava bom porque só foi bem no Inter, e hoje tá gordo demais, e acho ele chinelinho, Gosto do Mendez e lá tinha o colega dele no meio de campo também muito bom.

    Mas foi bom você lançar tudo no texto serve de alerta para os comandantes e também para a torcida desabafar, ela tá necessitando.

    tenho dito há tempo o nosso auxiliar Nei Pandolfo foi um bom zagueiro o ví jogar, mas está falhando nos treinamentos no Galo o Jairo Campos quando chegou estava muito bem, o cara hoje prá mim tá uma negação coitado, ninguem esquece tão rápido, nem eu que já tô vivendo de graça coroca veio ainda consigo lembrar que eu sou eu hahahaha

Os comentários estão desativados.