DAQUI A POUCO, O ATLÉTICO ENFRENTA O AVAÍ-SC

Mais um jogo, mais nervos à flor da pele e mais unhas roídas até o talo.

Lá vamos nós para enfrentar desta vez o Avaí, em Florianópolis.

A notícia ruim é que Zé Luis não joga, preservado por lesão.

A notícia boa é que teremos o ataque 3D (e sem necessidade de assistí-los com óculos especiais).

Diego Souza, Daniel Carvalho e Diego Tardelli estarão em campo, pela primeira vez, juntos.

Mas Vanderlei Luxemburgo ainda não sabe como determinar os posicionamentos de Diego Souza e Daniel Carvalho dentro da cancha sem prejudicar o jogo coletivo da equipe.

É realmente difícil, pois as suas posições e áreas de atuação meio que se confundem. Jogam de forma parecida, só que um é destro e o outro canhoto.

Mas isso não é o bastante para separá-los, pois ambos são inteligentes e habilidosos e saberão encontrar os seus lugares, com a ajuda do treinador.

Muito provavelmente, o time entrará em campo no 4-4-2 com: Fábio Costa, Diego Macedo, Cáceres, Jairo CAMpos e Fernandinho; Jataí, Serginho, Diego Souza e Daniel Carvalho; Diego Tardelli e Neto Berola.

Há, entretanto, grandes possibilidades do esquema de jogo ser o 3-5-2. Neste caso, entraria o Werley e sairia Jataí.

Tanto escalação quanto esquemas são apenas deduções deste blogueiro, baseadas na lógica, mas sem confirmação oficial, pois esta ainda não existe.

Pelo que a razão indica, Cáceres será o titular em ambos os sistemas táticos.

De todo modo, com esquema ou sem esquema, nós temos duas saídas: ganhar ou vencer.

Pois a cada vitória escorrida  por entre os dedos, a nossa situação se complica ainda mais.

Com os reforços, mesmo que poucos e ainda fora de forma, esperamos um time mais consistente, encorpado e criativo.

Um time capaz de vencer a sua quarta partida no Brasileirão e a primeira fora de casa.

É ainda pouco? Sim. Porém, ainda temos tempo de reagir. E vamos reagir.

Vamos pra cima deles, meu Galo querido!

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> @robertoclfilho

Anúncios

8 comentários sobre “DAQUI A POUCO, O ATLÉTICO ENFRENTA O AVAÍ-SC

  1. Tai Roberto,

    Aprovo o seu 4-4-2. Mas não sei se é a mesma opinião do Luxa. Ele adora o genrão!
    De qualquer forma penso que será um jogo muito difícil, mas não tenho dúvidas de que poderemos vencê-lo, apesar da boa campanha do Avai.

    Saudações para todos!

  2. Acho que o Berola devia sair e entrar o Jataí no 3-5-2. O sistema defensivo tá fraco e com Diego Souza e Daniel Carvalho sem fôlego de ir e vir, fica difícil. Melhora o sistema defensivo e atacamos no coletivo, o Berola corre muito e só o Tardelli dá conta de acompanhar. #GALO

  3. Fala meu amigo do lances e nuaces,
    É com prazer que escrevo em seu blog. Mudou de endereço, espero que esse o leva ao desejado.
    Mudar de endereço não é bem facil, pois perdemos visistas importantes.
    É se possivel coloca meu endereço em seu links.
    Parabens, continue mostrando o nosso galo e espero que mude o goleiro, pois a maldição da camisa 1 ainda impera no Glorioso.
    Depois que o Bruno saiu, nunca mais conseguimos um camisa 1 altura do galo.
    Sei não, mas acho que mais tarde o Bruno irá aparecer no ct do galo. E seria otimo se fosse verdade.
    http://www.imprensabrasileira.com.br/

  4. Fala meu amigo do lances e nuaces,
    É com prazer que escrevo em seu blog. Mudou de endereço, espero que esse o leva ao desejado.
    Mudar de endereço não é bem facil, pois perdemos visistas importantes.
    É se possivel coloca meu endereço em seu links.
    Parabens, continue mostrando o nosso galo e espero que mude o goleiro, pois a maldição da camisa 1 ainda impera no Glorioso.
    Depois que o Bruno saiu, nunca mais conseguimos um camisa 1 altura do galo.
    Sei não, mas acho que mais tarde o Bruno irá aparecer no ct do galo. E seria otimo se fosse verdade.

    1. Acho que você está enganado… O último goleiro que tivemos foi o Diego. O Bruno é um traíra! Traiu o Galo e traiu a raça humana ao protagonizar o episódio do sumiço da “Maria Chuteira”. Não é atleta para o Galo.

  5. Bom dia, Roberto e Galera!
    Empate com gosto de empate. Não é com gosto de vitória pois, apesar do nível um pouco superior aos demais jogos, o time do Galo não jogou o bastante para ganhar nem para perder.
    Mas, já deu para perceber que o 352 não se coaduna como esquema para o time. E, se usar o 352, que tenha volantes marcadores, pois o time se perde. João Pedro não é marcador, não tem essa característica. É um risco pois ao marcar ele sempre está sujeito a fazer falta no adversário.
    O Werley já provou e comprovou que não dá… e o Jairo CAMpos precisa de um banco. Quem sabe nessa convocação para a seleção ele volta com mais tarimba. Tá disperso, quando não dá chutão não sabe sair jogando, e por aí vai.
    Achei o juíz muito severo com o nosso time e vista grossa para o Avaí. Afinal, o time é do sul do país também, descendente de alemão… No mínimo, teríamos um penalti a nosso favor se o juiz realmente apitasse ao etilo europeu. Por que vale só contra nós???!!!
    O Serginho continua muito afobado, levando dribles desconcertantes que ajudam a municiar o adversário. Ele tem que recuperar o ritmo logo, senão… banco.
    No mais, o time não foi tão horrível como no jogo passado.
    Mas, o problema é para o jogo com as “marias”… Não temos Neto Berola e Daniel Alves. O Luxa vai ter que treinar muito o time na semana para não entrarmos fraquejados. O Cuca tá pondo as marias pra jogar e elas estão se saindo bem…
    E vamos ver o que vem de novo durante a semana.
    Um bom domingo pra vocês e que o Grêmio de reabilite (somente no jogo de hoje)…
    E, dá-lhe, Galo!

    1. Mais um pouco…
      Esqueci de falar da “garra” que o time mostrou depois das expulsões: Com 10 em campo, o Tardeli “sentiu” o perigo e pediu para sair. Caiu a ficha e permaneceu em campo correndo o suficiente. Depois da expulsão do Berola, até o Ricardinho lutou muito, deu combate, fez desarmes, etc. Todos os 9 se dedicaram bastante.
      Agora pergunto: por que não é assim em todos os jogos? Por que não se vê o mesmo esforço?
      Em entrevista do Fábio Costa:
      “Importante que, na hora da dificuldade, o grupo se uniu e não tomamos o gol”. A dificuldade já não está presente desde o começo do campeonato? Não é “dificuldade” estarmos na zona da degola, perdermos 7 jogos e sermos a pior defesa do campeponato?
      É o fim da picada, ne!!!
      E, dá-lhe, Galo!

Os comentários estão desativados.