DAQUI A POUCO, O ATLÉTICO ENFRENTA O GRÊMIO PRUDENTE, EM SETE LAGOAS.

Novamente mudando de casa quando deveria mudar a atitude.

É nessa mudança de postura que ainda botamos fé para enfrentar o restante do campeonato.

Neste domingo, vamos entrar em campo para um embate contra um time tinhoso, chato e difícil de ser vencido.

E para isso, provavelmente, o Atlético formará, no 4-4-2, com:

Fábio Costa, Diego Macedo, Jairo Campos (Werley), Réver e Leandro; Rafael Jataí, Serginho, Fabiano (Edson Mendez) e Diego Souza; Daniel Carvalho e Obina.

Esta é apenas uma sinalização de escalação, pois o treinador ainda definirá a equipe e o esquema.

Se fosse eu, colocaria Daniel Carvalho no lugar de Diego Souza e lançaria Berola no ataque junto com Obina.

Ao mesmo tempo, entendo que Diego Souza tem de jogar para readquirir a velha e boa forma, a qual está demorando tanto a chegar quanto as cartas escritas em 1800, transportadas em lombo de cavalo.

Como sempre, a preocupação é com relação ao congestionamento do meio de campo, que tem uma enorme dificuldade de combater, de dar o bote certo e de proteger a defesa.

Se o Galo lutar as batalhas daqui para frente com a alma alvinegra no coração, escapará até com certa facilidade da espada afiada da 2ª divisão.

Pois se analisarmos a formação da equipe, veremos que tem jogadores de alto nível em todos os setores.

Por isso, me preocupa muito mais a ATITUDE do que propriamente o jogo jogado.

Já não peço que joguem bem, que joguem bonito, nada disso.

Já não rogo por uma partida fluente, de passes milimétricos e nem de jogadas ensaiadas. Isso seria exigir além da capacidade do treinador e do time como conjunto harmonioso.

O que eu imploro é por vitórias. Jogando bem ou jogando mal, pouco me importa.

O que a nação atleticana quer é ver mais 3 pontos na sacolinha, pontos estes que, somados, nos afastariam cada dia mais da zona do desconforto e do desespero.

É isso que queremos, nada mais.

Pensando assim, vamos pra cima deles, meu Galo querido!

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> robertoclfilho

Anúncios

7 comentários sobre “DAQUI A POUCO, O ATLÉTICO ENFRENTA O GRÊMIO PRUDENTE, EM SETE LAGOAS.

  1. Roberto, meu time teria algumas mudanças, jogaria com: Renan, Rafael Cruz, Réver, Lima e Eron; Jataí, Mendez, Ricardinho e Daniel Carvalho; Berola e Obina.

  2. Também penso dessa forma, Roberto. Já não me irrita a teimosia do professor, a insistência com o “genrão”, apelidado sabiamente por alguém de “o homem invisível”.
    Como eu disse no Terreirão, o Kalil acredita no projeto e não vai mudar o comando, então temos que esquecer isso e torcer pelo Galo.

    A única coisa que aspiro agora é não ser rebaixado. E como Deus de vez em quando dá uma olhadinha prá gente (pênalti mal batido pelo Ricardinho e não defendido pelo goleiro e duas batidas de roupa do Fábio Costa sem ninguém do Vasco prá aproveitar) quem sabe não beliscamos alguma coisinha na Sula.

  3. Faço minhas as suas palavras, pricipalmente a o final do texto, a esperança já foi p/ o espaço.

    Fé mesmo só na massa, que pode enfiar a atitude tão necessária na goela desses jogadores e fazer eles se arrependerem desse corpo mole.

    Como na quinta, vou ver o jogo preparado p/ o vexame, acima disso o q vier é lucro.

  4. …tarde Roberto e amigos .
    … vaiiiiiiiiiiiiiiiiiii GALOOOOOOOOOOOOOOOOOOÔ , arrregaça com o grêmio prudebaruirense,sei lá o q da vida,tomara q o luxemba tenha juízo hj á tarde,coloque um time q seja time de fato,sem invenções mirabolantes,com cada qual em seu lugar de origem,os melhores de cada posição,fazendo o óbvio ou seja , três pontos na sacolinha sem maiores problemas,é isso…
    Abs.atleticanos e bora ver o GALo jogar ,eitchaaaaa…trem bão sô !!!

  5. Concordo com muitas assertivas destacadas , mas o gol do atlético foi uma grande jogada que começou no Leandro, corta-luz do Carvalho e a qualidade do Ricardinho e o iluminado Obina mais um vez decidindo a nosso favor, não foi apenas um lampejo individual como destacou em seu twitter.

    O time do galo pela qualidade que tem não apresenta o futebol que lhe convém, isso é fato ! mas temos que levar em conta alguns fatores que pela nossa paixão as vezes passam desapercebido.

    O Profêsso não tem 8 meses de trabalho com esse grupo ( como dito por você), o grupo foi totalmente remodelado, saíram jogadores de qualidade duvidosa, bem verdade que estavam entrosados e treinados e bem dispostos a vencer, mas jamais conquistariam algo pelo seu futebol. A bola tem um “ algo mais “ que nos momentos de decisão prevalecem.

    E importante lembrar, dos problemas de contusão ( que em 2010 chega a ser absurdo) , Luxa ainda não conseguiu repetir o time em dois jogos sequer.

    Jogos meio e fim de semana, não dão ao nosso treinador a oportunidade de treinar o time em pelo menos um tempo considerável.

    A contusão do treinador em um momento crucial para equipe, também tem que ser levado em conta, exatamente quando teria o tempo para ajeitar a equipe, aconteceu o desastre.

    Então, vamos dar tempo ao tempo, e rezar pra esse time se acertar o quanto antes, fizemos tudo certo, talvez pecamos no planejamento da remodelagem da equipe, entretanto vamos dar oportunidade ao que realmente pode nos dar algum retorno. È difícil pedir mais paciência a torcida do galo, mas é o que nos resta ! VAI GALO !

    Caro amigo Roberto, admiro seu trabalho ,leio sempre sua crônicas e são sempre bem escritas e coesas, respeito e considero sem sua analise e opinião sobre nossa situação momentânea, mas como formador de opinião, acho você tem que ter um pouco mais de cuidado ao analisar nosso time.

    Grande abraço.

    1. Se vc lê as crônicas do L&N há mto tempo, sabe q o cuidado que tenho é o de analisar realisticamente o Galo e seus entornos. Às vezes, amigo, a palavra “cuidado” pode significar fazer vistas grossas a determinados fatos só para se manter politicamente correto. E este não é o objetivo do L&N! E ademais, o fato de ser formador de opinião não pode engessar a liberdade de expressão que eu, vc e todos nós temos.

      Cada ponto de vista é diferente do outro e como tal, eu o respeito. Mas desta vez, não posso concordar com vc. Haverão outras oportunidades de comungarmos da mesma idéia. Abraços e volte sempre.

Os comentários estão desativados.