INDEPENDIENTE DE SANTA FÉ 1 X O ATLÉTICO – RENAN RIBEIRO E O CAMPO DOS SONHOS!

Cá entre nós, foi um jogo horroroso!

O time reserva do Galo jogou alguma bola hoje? Meu caro amigo, o Atlético não jogou absolutamente nada!

Nem na defesa _ que se sustentou na base da garra _ , nem no meio de campo _ que inexistiu _ e nem no ataque, que sobreviveu às custas de faltas cometidas em Ricardo Bueno.

Ah, então Ricardo Bueno jogou bem? Não, meu amigo, não jogou nada. Só sofreu faltas em cima de faltas. Mas, pelo menos, soube cavá-las na hora certa e esse foi o seu grande mérito.

Mas o Galo trouxe o mais importante: a classificação para a próxima fase da Copa Sul Americana.

Apesar da classificação e do desempenho abaixo da crítica, não vou criticar ou destacar nenhum jogador… a não ser Renan Ribeiro.

Este sim, foi um gigante!

E, por causa da atuação inesquecível de Renan Ribeiro, eu vou lhes contar uma história, de atleticano para atleticano: Era uma vez…

João Leite era o terceiro goleiro do Galo nos anos 70. O titular era Ortiz, um goleiro argentino doido de jogar pedra na cruz.

Tão louco que, numa determinada ocasião, em vez de pegar com as mãos, matou no peito uma bola chutada por Dirceu Lopes, um dos maiores jogadores do cruzeiro de todos os tempos.

E depois saiu jogando como se nada tivesse acontecido.

Vocês podem imaginar o que aconteceu. A Massa atleticana quase implodiu o Mineirão. Naquele momento, temi desabar junto com as arquibancadas.

Ortiz (foto a esquerda) era um verdadeiro ídolo da Massa. E o merecia com todas as consoantes e vogais.

Era o goleiro das bolas impossíveis.

As fáceis tinham muito mais possibilidades de entrar do que aquelas que qualquer goleiro rezaria para que a Santíssima Trindade resolvesse o problema.

Mas com Ortiz não. Ele mesmo resolvia.

Eu sei que neste exato instante, os leitores que curtiram aqueles momentos mágicos estão morrendo de saudades. Eu também estou, enquanto escrevo.

Contudo, doido como era, Ortiz, um dia, resolveu chutar o balde da diretoria do Galo, que não pagava os salários. Simplesmente sumiu no mundo um pouco antes do início do campeonato brasileiro.

Para o seu lugar, foi chamado o reserva imediato, Sérgio Biônico, um bom goleiro. Mas tinha uma grande problema: a baixa estatura.

E contra o Remo, do Pará, na sua estréia pelo campeonato brasileiro, levou um gol que entrou à meia altura no canto. Bola perfeitamente defensável e que ele deixou passar.

No jogo seguinte, contra o Santos _ e eu estava lá firme na arquibancada  _ Barbatana, o técnico, escalou João Leite.

Era o terceiro goleiro. Mas era alto, forte e ágil. E fechou o gol contra o Santos. E fechou o gol no jogo seguinte. E fechou outras vezes mais. E virou uma verdadeira muralha lá atrás.

Quando tudo parecia perdido, era João Leite que fazia o derradeiro milagre.

Sabem qual o ano em que João Leite se tornou titular? Foi em 1977, ano em que o Galo, invicto como vice-campeão brasileiro, obteve 12 pontos a mais que o campeão, o São Paulo.

E o São Paulo só foi campeão porque o STJD deu um jeito de julgar Reinaldo, o melhor jogador da época, às vesperas da decisão.  Adiaram o julgamento com o intuito de desfalcar o alvinegro de seu artilheiro justamente na hora em que a cobra ia fumar.

No primeiro ano como titular, João Leite (foto a direita) chegara a uma decisão de campeonato.

E durante os dez anos seguintes permaneceu no posto com todo o merecimento. Um dos maiores goleiros que o Galo já teve em todos os tempos.

Porque lhes conto esse episódio da vida do Atlético?

Porque, além do enredo ser muito parecido, eu vejo em Renan Ribeiro a reencarnação dos grandes goleiros que o Galo já teve.

Eu vislumbro em Renan Ribeiro a agilidade de Renato, o goleiro campeão de 1971.

Eu enxergo em Renan Ribeiro a picardia de Ortiz, a destreza de Mazurkievicz, a inteligência de Mussula, os reflexos apurados de Veloso, a elasticidade de Diego Alves, a leitura da jogada de Marcial e a calma de Taffarel, fora os que estou esquecendo em todos estes anos.

Eu intuo em Renan Ribeiro o futuro. Dez anos de titularidade absoluta, se não for vendido de forma insana.

Hoje eu vi João Leite jogar novamente. Hoje eu tive a felicidade de assistir Ortiz praticar os seus loucos milagres e revi Diego Alves com a número um preta e branca.

Foi como se assistisse ao filme “Campo dos Sonhos”. Através da atuação de Renan Ribeiro, desfilaram diante de mim todos os grandes goleiros do Galo, fantasmas queridos.

Estou realizado. E, por favor, perdoem-me a emoção.

Obs: O negrito nos nomes é em respeito aos imortais.

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> robertoclfilho

Anúncios

51 comentários sobre “INDEPENDIENTE DE SANTA FÉ 1 X O ATLÉTICO – RENAN RIBEIRO E O CAMPO DOS SONHOS!

  1. Ótimo texto Roberto. Incrível como sempre na base é onde o Atlético vai buscar seus maiores destques, não só no gol.
    Mas chamo atenção pra uma coisa, perigosa até.
    Temos domingo um jogo complicado. Particularmente, creio que sair de Uberlândia com um empate, pra nós será goleada, devido a ótimo time montado por Cuca. Que eu bata na madeira 500x se necessário, mas já imaginou uma falha desse garoto, o q pode desencadear? Logo, os Vermes das Cornetas que não aparecem agora, darão seu jeitinho de soltarem suas abalizadas opiniões como “esse goleiro não vale nada” e de forma viral isso vai se espalhando até se tornar “verdade absoluta”.

    Eu tb vejo em Renan um dos grandes! Tem tudo pra fazer história com a camisa do Galo assim como Diego fez. Não vi Ortiz, nem João Leite (vi em final de carreira em 92, mas lembro mto pouco) mas vi Velloso e Diego que pra mim foram os maiores dos últimos tempos. E vejo que Renan tem potencial pra ser maior que qq um deles.

    Que o caminho dele seja iluminado por essas palavras e que ele receba as forças de Ortiz, João Leite, Mazurka, Diego e tantos outros.

    1. Oh, Alexandre!
      Não agoura… Qualquer goleiro tá suhjeito a falhas. E o que esse menino já fez lhe deu mais créditos que todos os contratados no período pós Diego Alves.
      O caminho do Renan vai ser iluminado, sim. Não tenha dúvidas, tenha fé. Pode ter certeza de que o Roberto vai bloquear qualquer comentário de críticas descontrutivas ao Renan.
      E, dá-lhe, Galo!

  2. Renan não pode ser vendido nunca! é patrimônio!, e um bom exemplo de sucesso é o que o são Paulo fez com o Rogério Ceni, 20 anos trabalhando no mesmo clube e sempre fazendo a diferença, o Galo precisa de aprender com os bons exemplos….

  3. Belo texto, Roberto.Uma merecida ode ao nosso jovem e portentoso goleiro.Pega muito.Uma pena não haver assumido nossa meta a mais tempo.

  4. Caro Roberto,

    tenho 31 anos e pouco vi o grande João Leite jogar. Na verdade, a única lembrança real que tenho dele foi naquele fatídico 3 X 2 para o Flamengo em pleno Mineirão, semi-final do Campeonato Brasileiro de 1987 (acho q foi esse ano) em que o Renato Gaucho fez o 3º gol depois de ermos buscado o empate com Sérgio Araújo. Mesmo assim, concordo com tudo o q você escreveu sobre o nosso arqueiro. Se essa e as próximas diretorias não atrapalharem, temos tudo, enfim, para termos um goleiro identificado com o Galo assim como Rogério Ceni e Marcos são com São Paulo e Palmeiras, respectivamente.
    Por outro lado, não posso deixar a felicidade pela classificação e, sobretudo, pela atuação do nosso jovem goleiro me impedir de tecer breves desabafos em relação a alguns pseudo jogadores de futebol que, infelizmente, insistem em continuar a passar pelo glorioso Atlético e, o pior, a vestir a nossa camisa em campo.
    Vamos lá. Ontem eu finalmente descobri quem seria o mais desqualificado entre os nossos laterias direito. É, sem medo de errar, o Diego Macedo. Roberto, por favor, você que tem voz ativa aí em BH, peça para que esse rapaz seja mandado embora do Galo tão logo acabe essa temporada! Não aguento mais vê-lo em campo. Faz mal para a minha saúde física e mental.
    Outro pseudo jogador; Diney. Meu Deus! Quem seria o olheiro, tecnico ou qualquer profissional que o valha que indicou ou enxergou a mínima qualificação tecnica nesse indivíduo? Mandem-o embora junto com o “jogador”.
    Mais: e os equatorianos hein? O que dizer de Mendes e Campos. O 1º, visivelmente fora de forma (com aptidão para a prática do futebol, acho q apenas no ano q vem), e o 2º, como sempre, louco para entregar a rapadura. Quanto será que o Atlético não gastou e gasta com esses dois? Meu amigo, à exceção dos brasileiros e argentinos, não há nos demais países sulamericanos tantos bons jogadores assim. Todavia, os que existem já estão jogando na Europa. Se é pra buscar estrangeiros, que seja na Argentina.
    Por hoje, chega. Forte abraço

  5. mais um espetáculo… Roberto tem o dom de escrever…

  6. Amigo Roberto,
    Faço minhas as suas palavras, o cara realmente “mandou bem demais”. Eu sempre tive uma opinião de que um bom goleiro pode ser sim um cara de mais idade mais experiente, pois não precisaria de um condicionameno físico tão apurado quanto os jogadores de linha. Mas hoje vendo nosso arqueiro atuar, repenso esta idéia uma vez que reflexo e elasticidade são próprios dos mais jovens e com o passar dos anos estes atributos vão se arrefecendo. Acredito sim que nosso Renan vai ainda conseguir o equilíbrio ideal entre experiência+reflexo+elasticidade pois é novo e tem se mostrado pronto para tal. Como vc mesmo diz “só o moleque não via”.
    Um abraço

  7. Eu, que sou mais nova e só vi jogar o Diego Alves, fiquei emocionada com suas lembranças, Roberto! Dá-lhe Renan Ribeiro, nosso mais novo herói.

  8. Ok. O João Leite teve mais acertos do que erros. Mas e aquela amarelada em 80 no maracanã? Saiu em um lance fora da grande area sem nenhuma necessidade. E no gol do Nunes me cai antes do cara chutar. era penalty?

  9. Ouvi falar que havia um tal técnico do Galo que achava melhor por uns frangueiros para jogar, pois o Renan era muito menino, podia tremer, e ficar marcado para o resto da vida, e não-sei-mais-o-quê…
    Ouvi falar, sabe.
    Mas não acredito, pois se um técnico, por pior que seja, vê um menino desses treinando nos coletivos, nos jogos sub23, etc… coloca o menino para jogar logo, esperar o quê?
    Bem, pode ser que o tal técnico não treinasse o time, do tipo que aparece só na sexta feira para fazer média. Aí pode ser que a gente acredite, pois ninguém pode ser tão cego assim, né não?
    Ah, só mais uma pergunta, qual foi o “grande estrategista” que indicou para o Galo comprar o excelente Diego Macedo?
    Tenha dó… isso lá é jogador?

  10. Bom dia Roberto e amigos.
    Roberto nada à declarar,a não ser recordar com imensa alegria todos os ¨grandes golkeepers¨mencionados em sua wikipédia virtual.Justiça seja feita à todos eles,que honraram e defenderam com maestria a meta ALVINEGRA.VIVA O GALO e seus eternos¨ ARANHAS NEGRAS ¨daqui á alguns anos RENAN RIBEIRO fará companhia a eles na GALERIA DA MEMÓRIA ATLETICANA,por hora é o NOME DO GALO.
    Recordar é viver…RENAN vida longa á você!!!!
    PS.incluiria ai tbm o Veloso,q honrou a CAMISETA ALVINEGRA em todos os momentos q a envergou,o resto é pura balela.
    Apesar de o Bueno ter cavado várias faltas,o cara me lembra um dançarino do Bolshoi,dançando o Lago do Cisne,só q no melhor estilo pastelão rsrs!…ahhhhh vá ser desengonçado assim,lá na tonga da mironga.Não é má vontade com ele ñ,é q o cara supera todas ás expectativas qdo de posse de la pelota,dali pode se esperar tudo pisão na danada,enrosco de pernas,vôos mirabolantes,rodopios intrapleurais ,golpes de telekate,etc…etc…etc! ôoOoOhw cabuquim sem noção meu,putz!
    O GALO NÃO VAI CAIR…O GALO NÃO VAI CAIR! VAMU VAMU VAMU GALOOOOOÔ,VAMU VAMU A GAÑAR !

    1. Agradeço a lembrança do Veloso, Kriko. O texto foi produzido de madrugada e esqueci dele e do Taffarel. Hoje, alertado por vc, corrigi o lapso. Já estão incorporados ao texto. 🙂 Muito obrigado.

      1. Roberto ,quem tem de agradecer aqui, sou eu meu amigo.Primeiro pelas jóias contidas no L&N ,depois por me dar a honra de poder lê-lo[isto existe,lê-lo rsrs]e fazer parte deste espaço.Obrigado por me aturar.rsrs!
        Fica na Paz e VIVA O GALOOOOOOÔ.

  11. Bom dia, Roberto e Galera!
    O texto retrata exatamente o que o atleticano nato viu ontem. Não tem dúvida, o Renan encarnou ontem todos os “imortais” goleiros do Galo. Defesas seguríssimas, que nos deram a classificação.
    Odes a ele, nosso herói. E que a cada jogo, vá adquirindo mais experiência para administrar as partidas.
    Quanto ao jogo, nada a comentar também: para mim o Lima foi um destaque, sendo também a âncora para as bizonhices do Jairo camPOS e a falta de ritmo do Cáceres.
    Mas, num geral, afora os passes errados de nossos reservas, o time sem entrosamento até que teve alguns momentos que poderiam ser melhor aproveitados se os nossos atletas fossem “um pouquinho” mais competentes ou tivessem um pouquinho mais de boa vontade.
    O Bueno não parava em pé. Era falta em praticamente todos os lances. E o juizão aliviou para os gringos: não saiu nenhum cartão amarelo nas reiteradas faltas pelo mesmo beque.
    Parabéns, Renan Ribeiro. Que tenha vida longa em nossa meta, fazendo com que recordemos nossos “imortais” e se tornar um deles.
    E, dá-lhe, Galo!

  12. Salve massa. O Renan está provando para todos que o Atlético jogou muito dinheiro fora com goleiro sendo seu melhor arqueiro vinha da base,estamos mostrando para o país nossa tradição de revelar grandes goleiros.

  13. Salve massa. O Renan está provando para todos que o Atlético jogou muito dinheiro fora com goleiro sendo seu melhor arqueiro vinha da base,estamos mostrando para o país nossa tradição de revelamos grandes goleiros.

  14. Roberto,

    Que texto! Digno dos nomes que ele exalta! Apasar de ter apenas um ano em 1977, sempre ouvi do meu pai estas histórias dos grandes goleiros que o Galo teve. João Leite vi jogar. Era realmente um gigante! Após João Leite, Veloso foi o que mais me agradou destes citados. Também vejo um goleiro muito diferenciado no Renan Ribeiro. Muito acima da média! Deve ser preservado, cuidado e muito valorizado. Que fique bem mais do que os 10 anos do lendário João Leite!

    Grande abraço!

  15. Belo texto Roberto. São com historias assim que faz do galo a potencia que é. Faltou um goleiro folclorico na lista um tal de Kafunga, mas essa é uma outra historia!!!! Realmente o time jogou horrorosamente, o fernandinho, cruz credo, foi horripilante. Mas conseguiram o objetivo. Essa coisa de conseguir o objetivo é tão racional que ontem vi que realmente amo o GALO, tinha adormecido quando da passagem do “moleque” apos o jogo contra o vitoria. Ontem chutava o vento, chingava o juiz, torcia contra o vento e torcia para o tempo passar logo, cada minuto era uma eternidade. Mas terminou e agora é focar o classico, e os ingredientes estão todos ai. Vamos GALO!!! a coisa vai funcionar.

    Parabens ao Dorival em saber distinguir o que é necessário do que é importante. E tambem para a diretoria. Tivemos uma semana de treinamento, a primeira que teve para trabalhar o nosso tecnico.

  16. excelente texto..O galo tem msmo uma escola e uma bela história com goleiros excelntes..que assim seja com o Renan..

  17. Melhor que atuação do Renan Ribeiro ontem, somente as palavras deste Poeta, que insiste em emocionar a massa! Parabéns pelo texto.

  18. Cara…Sei que pra uma mulher vai parecer um comentário tosco…mas quase chorei rsrsrs
    Chorei pq comecei a imaginar quando o Galo foi um time que infelizmente a minha geração nao vê. Que bom que peguei pelo menos um ícone que é o Marques….que mostrou que além de carater, futebol e carisma….ainda havia esperança de um jogador realmente esta feliz em representar um clube…..Mas…nao quero reclamar também nao…senao parabenoza-lo.
    Confesso que há tempos meu coração não batia assim pelo nosso time….mas vamos que vamos
    abraço!

  19. È Roberto, sou dos tempos do Mussula, e também ví o Helio, sem falar que tbm gostava do Careca muito ágil esperto mas os que mais gostei foi do Mazurka impecável, parecia muito pequeno no gol de gordo, mas nada era um monstro na frente dos atacantes, Ortiz com aquela bermuda comprida, foi ele que lançou já que usavam somente calções e calças em toda a população e hoje você vê bermudas abaixo do joelho, lançamento do Ortiz, Goleiro bater falta e penalidade, também foi iniciado pelo Ortiz, só tremia nas bases quando ele resolvia matar a bola no peito e sair até o meio campo jogando costumava até a tapar os olhos de medo hahaha
    Luizinho, também quebrou bastante o galho no gol do Galo, não podemos esquecer dele.

    Acho o Renan muito calmo, mas ainda sem maldades que ganhará aos poucos, suas saidas ainda é necessario serem corrigidas herança maldita do eduardo bahia ex treneiro dos goleiros que cancei de criticar e escrever contra ele e seus treinamentos, mas acho com o Ivan Izzo poderá ser corrigido já que o auxiliar do Dorival também foi goleiro e quem sabe passe prá ele aluguma experiencia. Ele tem muita coragem, é arrojado, não tem medo das jogadas e para mim o ideal dele, chama atenção e grita com sua zaga, xinga esbraveja o que não acontece com Aranha

    Ontem ele salvou o Galo de levar uma goleada e juntamente com Lima foram os jogadores de futebol do time que também teve alguns lampejos do Berola, o resto coitados não jogam nem no CASCUDÃO do meu antigo clube amador lá de contagem Industial o Birinaute

  20. Fico impressionado com a segurança desse cara no gol, é um craque. Espero que queira fazer carreira no GALO, e não pretenda ir para europa nunca.

    GALOOOOO

  21. Galera

    Roberto tem o dom,”esse cara tem o dom” como diz um ai da rádio de BH.

    Mas eu não acho que o Fernandinho foi péssimo como muita gente tem falado ele deu rapidez as saidas de bolas e se for comparar ele com o Macedo ele pra mim foi o craque da partida. Nem tanto,mas,o cara ta voltando de mais de um mês sem jogar e ta correndo muito.
    Vontade de jogar não podemos negar que ele tem tido nesses jogos que ele entrou.

    Pra mim o time de ontem foi muito bem e honrou muito bem a nossa camisa tendo em vista que esses caras treinaram juntos apenas na Colombia. Mendes sem ritmo de jogo mas mostrou que tem um bom passe,errou alguns mas mostrou que ele tem visão de jogo e sabe jogar. Dinei ta muito verde,Ale jogou bem e o nosso ataque que ficou devendo ainda mais o Berola,graças a Deus o Tardelli está voltando.

    Agora o Renan merece um capitulo a parte e o Roberto mais uma vez foi muito feliz no seu comentário ao lembrar de grandes goleiros que tivemos e das caracteristicas de um bom goleiro.
    Espero que continue assim pois vmaos precisar muito dele nessas finais de copa do mundo.

    Galõoooooooooooooooooooooo.

  22. Amigos, alguns falam mal e criticam o Werley

    Mas ver zagueiros que são da selção de seus paises como Caceres e Jairo Campos, jogar daquela maneira, é de doer as vistas, maltratar meus neorônios, como a Ana Cris disse estava com as faces coradas de vergonha, Ana, vergonha eu tive em ver estes jogadores em campo ontem e falar que era do meu clube do coração, haaaa neeeem vontade de voltar a jogar futebol, dava de mil a zero nestas lebreias, e pensar que torci, vibrei, falei e escreví sobre a contratação do Caceres, achando que ele seria o xerifão do Galo, quê nada é um rifão o xe ele esqueceu lá na argentina vão jogar mal assim lá no pescoço de uma égua sô, junto deles incluo o Mendez Diego Macedo Ricardo Bueno fernandinho e até o menino Diney, o Alê coitado ficou vendido no meio campo e acabou se enterrando também, Ricardo Bueno a única coisa que fez foi receber um punhado de faltas (pelo menos né) e Jhayme que entrou depois fez muito mais que ele, mas também não jogam no Cascudão do meu time.

    Alguem pode me falar quem ensinou ao Diego Macedo e o fernandinho a cobrar falta daquele jeito, se me falarem o nome deste infeliz que ensinou e treinou os dois, EU MATO EU MATO O CARA putzzz que vergonha meu Deus, ver uma coisa daquelas, é de arrepiar e alguem topa avisar ao Renan Ribeiro que o Diego Macedo tá doido pra marcar um gol nele, assim ele toma cuidado com mais este atacante

    Valeu pela classificação mas que time horrivel aliás coloquem um S TIMES os dois Renan e Lima deveriam ser premiados pô jogar 2 contra 20 e ajudado pelo juiz que deveria ter expulsado um punhado de jogadores pelo menos era melhor para os olhos a quantidade de lebreias e perebas seria melhor para se ver Eita joguinho ruim Salve-se quem puder

    1. É Guerra !
      Com certeza foi 2 contra 20 !!!
      Dá vontade de chorar né ?! 🙂

  23. Roberto, lindo texto. O menino Renan foi mesmo um gigante no jogo ontem.
    Domingo, lá em Uberlândia, temos uma pedreira pela frente. Que o nosso menino seja literalmente nosso guarda-redes, como tem sido em momentos tão importantes. Eu o considero diretamente responsável pela reação do Galo. Ontem mesmo comentei com a Camila: jogar com goleiro de verdade é diferente, né? Nossa, que diferença! Temos que saber que ele não é Deus e vai errar em alguns lances. Mas isso não tira dele o que ele já é: um goleiraço.
    Parabéns pelo texto e obrigada por nos brindar com memórias tão bonitas do querido João Leite. Nosso coração alvinegro agradece. :o)
    Beijo!
    Ana Cris

  24. Putz, Roberto!

    Emocionado fiquei eu com esta belíssima homenagem! Cara, o Renan Ribeiro deveria ter acesso a esse texto, viu? Se eu estivesse em seu lugar colocaria essa homenagem emoldurada em um belo quadro!

    E os outros goleiros citados? Se lessem esse texto pode ter certeza que teriam o maior orgulho de divulgar o nome do Glorioso aos quatro cantos do mundo!

    Abraços!

  25. Que isso cara, parabéns!
    Tudo isso se resume em uma só palavra…EMOCIONANTE!!!

  26. Belíssimo texto, compadre. Meu pai também lhe parabeniza. Eu não poderia deixar de mostrar esse texto a ele, que assim como você, teve o previlégio de viver essas emoções. E meu pai me contou aqui, que teve um tal de Revétria, atacante das Marias, que fez três gols no Ortiz. Segundo meu pai, eles eram “compadres”, assim como nós. Sabe dessa história? Ortiz era louco de pedra mesmo. rsrs… Desses imortais que você citou, só vi Taffarel, Velloso e Diego Alves. Quem me dera ter vivido suas épocas. Tomara, compadre, que o Renan Ribeiro repita a tragetória do João Leite. Ou seja, que ele fique por pelo menos 10 anos no GALO. Porque repetir o sucesso do João Leite será moleza pra ele, e sinceramente, acho que ele alcançará vôos mais altos. Queria deixar aqui meus elogios ao Fernandinho, que jogou muito bem ontem. Principalmente na defesa, mesmo tendo que subir ao ataque o tempo todo e ainda cair para o meio-de-campo. Ele teve que marcar as investidas pela direita do ataque adversário SOZINHO. E ainda ajudou ao Lima a cortar muitos cruzamentos de cabeça. Pra mim, se não fosse ele, a coisa se complicaria ainda mais. Mais uma coisa: Quem esse Dinei pensa que é? O Gerson? O Toninho Cerezo? O Falcão? PQP! Vai ser metido assim lá na toca das meninas. Não jogou p… nenhuma e ainda é mascarado feito o Cristiano Ronaldo. Ninguém merece! É isso aí, compadre, rumo a Libertadores 2011! Que venha o Palmeiras! Abração e obrigado pelo maravilhoso texto, a MASSA agradece e o Renan Ribeiro merece.

    1. Sei da história do Revétria, da amizade do dois, mas ninguém acreditou, na época, que houvesse algo por debaixo dos panos. Porque nenhum gol foi falha do Ortiz. Entendeu? Se fosse, tudo bem, poderia alimentar o boato. Mas não houve.

      Abraços ao seu pai, compadre. Abraços.

      1. Entendi. E como você mesmo disse que ele só pegava as bolas “impossíveis”, né?! Ele pode ter deixado as fáceis passar e ninguém percebeu. rsrs… (brincadeira)… Meu pai também não botou fé nessa de “algo por de debaixo dos panos” não. Abração!

        1. Thiago e Roberto, estava no campo e não teve nada errado, foram gols que a defesa dá bobeira e o jogador aproveita, mas foi só isto, o Ortiz colocou um azar no cara que ele não marcou mais gols e saiu daquí rapidinho, foi só 1 partida que ele jogou justamente contra nosso Galo, e depois sumiu.

          1. Pois é, mestre! Meu pai me disse isso também. Que honra poder conversar sobre isso com dois mestres. Tô podendo! hehe.. Abs.

            1. Senhores , se me permitem vou dar uma pitaco sobre esta decisão , pois eu estava no mineirão nos 2 primeiros jogos.

              O primeiro jogo , o GALO venceu por 1 a 0, gol do Danival, de fora da area.
              No segundo jogo, os cru-crus venceram por 3a2 , sendo que o GALO estava vencendo por um a zero e os crucruzetes empataram o jogo na cobrança de falta , quando os jogadores do GALO ainda estavam arrumando a barreira.

              Fomos para o terceiro jogo e o mesmo terminou empatado em 1a1.

              Na prorrogação , o tal Revetria fez 2 gols e deu o titulo as moçoilas.

              Foi dai que se acabou a carreira do Ortiz no GALO, com insinuações nunca provadas, que ele teria entregado os 2 ultimos jogos.

              Abraços, jose eustaquio.

            2. Aproveitando para falar sobre esta época, lembro tambem que antes desta decisão ,o Cerezo tinha dito que enquanto ele e o Reinaldo jogassem no GALO a gente não perdia para o crucru.

              Outro dia na televisão, o Palhinha estava lembrando desta decisão e gozava a frase do Cerezo.

              O Cerezo jogou no GALO de 76 a 83 e conquistou os titulos mineiros de 76,78,79,80,81,82,83. Perdeu somente este de 77 para os crucruzetes.

              Afinal, o Cerezo estava certo ou não ???????

              Abraços.

              1. Obrigado, José, por participar e nos ajudar com seu “pitaco”. Eu, que nasci em 84, não tive a oportunidade de ver o Ortiz defendendo o gol do GALO e nem os craques Cerezo e Rei. É sempre bom aprender com vocês, que viveram estes momentos. E o Cerezo estava certo mesmo, só errou quando vestiu a camisa azul-calcinha das Marias. Lamentável, né? Abração.

                1. caro Thiago, boa tarde !

                  No caso do Cerezo ter jogado nas bibas, também concordo que foi lamentavel, porem dizem que o GALO não tinha muito interesse no seu retorno pois ele estava velho , além do que o GALO ganhou uma boa grana na sua venda para a Europa.

                  Achei muito pior foi o caso do zagueiro Luisinho que foi vendido bem barato para o Sporting de Portugal , como premio pelos serviços prestados ao GALO.

                  Quando ele retornou para o Brasil, tanto o GALO e o crucru demonstraram interesse no seu passe, mas em uma entrevista na televisão, ele disse am alto e bom tom que “Agora eu estou interessado em jogar no Cruzeiro”. Eu vi esta entrevista, não foi ninguem que me falou, no entanto a massa adora este Luisinho
                  (que em outra entrevista, se diz torcedor do Vila Nova) e fica enchendo o saco do Cerezo até hoje.

                  E o FDP do Caçapa então ????

  27. Pois é Roberto,

    Ontem assisti apenas o segundo tempo e concordo com as avaliações que acharam horrorosos os dois times. De qualquer forma não esperava nada de muito espetacular, visto que se tratava de uma que não atua junto ha muito tempo. Além desse desentrosamento e da evidente falta de ritmo de jogo e de preparo físico, hoje é mais que sabido que esse time não treinava!

    Na minha modesta opinião, os melhores em campo realmente foram o Renan Ribeiro e o Lima. Cáceres, Jairo Campos, Mendez e Fernandinho Estão sem preparo físico e sem ritmo de jogo, mas inegavelmente são bons jogadores que, devidamente treinados podem ainda ser muito útil. Pena que esse ano não dá mais!

    Diego Macedo e Ricardo Bueno continuam devendo, e muito. O Bueno, pelo menos ontem conseguiu a proeza de segurar, na base das faltas sofridas, o time adversário em algumas ocasiões. E o Diney ainda está muito verdinho e também não tem jogado bem.

    Tomara que no clássico, os atletas consigam superar as imensas dificuldades que passou a assolar o nosso adorado clube desde a chegada do moleque e possamos comemorar um bom resultado no domingo!

    Saudações!

    1. Kaka, Caceres Jairo Campos Mendez Fernandinho Diego Macedo e Ricardo Bueno, não tem jeito mais não amigo, agente sente quando o preparo fisico tá ruim, mas o futebol também agente sabe quem o tem.

      Infelismente vou dar minha mão a palmatoria, porque sempre dizia que ninguem esquece o que aprendeu, só a minha mãe que já tá com 94 nas costas, mas mesmo assim de vez enquano ela lembra as coisas, mas ver caras de seleção jogar daquele jeito, meu amigo aquilo não é falta de preparo não é falta de vergonha mesmo, em falar que é jogador profissional.

      Você disse sobre o Renan Ribeiro, o coitado tava jogando ontra o Caceres e Campos e pelo que ví o Diego Macedo tá doido para marcar um gol no Renan.

      Me deu vergonha da falta treinada do fernandinho mais o diego macedo, nooosa coisa horrivel, parece piada, do blog bola nas costas, piada do pânico o que ele fizeram só o Marcelo do copo sujo pode reproduzir

  28. Em tempo: gente perdoem o português do meu último post. É que estou no trabalho e escrevi de forma um tanto quanto apressada! E olhem que não é desculpa nenhuma, viu? Hehehe!

  29. Mt bom texto. Desses ai eu so vi o Tafarel, veloso e o diego alves. Uma caracteristica do tafarel q me impressionava era a reposicao de bola dele. Ñ era com os pes como o R.Ceni mas com as maos. No periodo q ele passou pelo Galo tinhamos velocistas de qualidade como o Filho do vento e o naquela epoca jovem, Marques. Era uma marca do time o contra ataque veloz, q sempre originava dessas reposicoes rapidas do tafarel p esses jogadores.
    O veloso era mt bom tb passava confianca p defesa, mas o Diego Alves tinha td p dar errado no Galo, entrou naquele desastre q foi o jogo contra o fortaleza no mineirao, mas mostrou persolidade e deu a volta por cima e desses tres foi oq eu acho q tem maior agilidade no gol, apesar de achar o Tafarel o maior goleiro brasileiro q ja vi jogar.
    Qdo vejo o R.B. jogar me da um misto de raiva e alivio. Raiva pq so o LuxemBURRO p nao colocar esse moleque p jogar vendo as merdas q os outros estavam fazendo. Alivio por ver q o maior dos problemas do Galo estava no banco de reservas e q por sinal foi p outro time q tomara Deus ele vai poder implantar seu “projeto” serie B.

  30. hahhahaha CONCORDO COM QUASE TUDO QUE DISSE, MAS NÃO VI O NARRADOR DA SPORTV NARRAR NENHUMA GRANDE DEFESA DO RENAN RIBEIRO, RENAN RIBEIRO É UM BAITA GOLEIRO, MAS ELE NÃO FOI MUITO EXIGIDO NESSA PARTIDA. ESTE TIME DO SANTA FÉ É HORROROSO, O ATAQUE ENTÃO DEUS ME LIVRE! ME FAZ LEMBRAR O ATAQUE DO FLAMENGO HÁ 3 SEMANAS ATRÁZ, COM VAL BAHIANO E CRISTIAN BORJA, COITADO DA BOLA!

  31. hahhahaha CONCORDO COM QUASE TUDO QUE DISSE, MAS NÃO VI O NARRADOR DA SPORTV NARRAR NENHUMA GRANDE DEFESA DO RENAN RIBEIRO, RENAN RIBEIRO É UM BAITA GOLEIRO, MAS ELE NÃO FOI MUITO EXIGIDO NESSA PARTIDA. ESTE TIME DO SANTA FÉ É HORROROSO, O ATAQUE ENTÃO DEUS ME LIVRE! ME FAZ LEMBRAR O ATAQUE DO FLAMENGO HÁ 3 SEMANAS ATRÁZ, COM VAL BAHIANO E CRISTIAN BORJA, COITADA DA BOLA!

  32. Boa tarde, Roberto e Galera!
    Acabei de ver um comentário no Munaier e não pude conter o riso: é que a Massa está comprando bilhetes para o jogo de domingo e “a Polícia Militar está avisando que o torcedor que se manifestar a favor do Galo dentro do estádio será retirado”.
    Aí o internauta concluiu que quando a PM começar a retirar do estádio os manifestantes pro-Galo devem sobrar uma 1/2 duzia de torcedores…
    E, dá-lhe, Galo!

    1. Vicente, só se a torcida do Galo fosse disfarçada de torcedores do Atletico

      1. Pessoal,
        Não existe lei nenhuma que ampare estes policiais. Retirar de estádio uma pessoa que está torcendo pelo seu time, sem estar arrumando confusão com ninguém ?? Isto dá com certeza é processo em cima da polícia.
        O que eu gostaria muito de ver era a torcida do Galo em peso, do lado de fora, ao redor do estádio, gritando e torcendo feito loucos. Isto traria uma força incrível para os jogadores do time.
        Pessoal peço desculpas pelos palavrões no post anterior, mas sabe como é, assistir a um pesadelo daqueles sem ficar fulo da vida não dá ! Pelo menos para mim ! 🙂
        Abraços a todos.

Os comentários estão desativados.