O AUTO DO JOÃO…

“Não tem jeito, um dia ela chega para todo mundo, com a foice na mão e seu sorriso mortal… mas calma, não se assuste. Se você fizer as opções certas na vida, no final tudo vai acabar bem.”

Naquele dia o expediente já estava quase acabando, São Pedro iria entrar de férias depois de quase dois mil anos sem tirá-las. Estava muito difícil encontrar um porteiro a altura para substituí-lo. O jeito era fechar a porta do céu por 30 dias. O povo que espere um pouco, uai! Ele já estava de malas arrumadas para viajar para uma praia paradisíaca quando vê chegar dois atrasadinhos esbaforidos… “Quer apostar que são brasileiros?” _ pensou São Pedro.

_ Vocês são de onde? _ perguntou.

_ De Minas Gerais, o senhor desculpe o atraso _ disse um deles com um sorriso amarelo. (Eu não falei? Brasileiros!)

O que falou era um tal de João Galo Fortes. O que ficou calado, na moita, era um sujeito meio esquivo, com cara de fuinha, o Raposildo Cervídeo Garça.

São Pedro dá uma olhada na ficha corrida dos dois, coça a cabeça, arregala os olhos e fita-os com um olhar de censura. Então diz:

_ É, a situação de vocês não é boa, não. Como estou com muita pressa, vou analisar só três dos sete pecados capitais e isso basta:

1.      Ira: O senhor João Galo demonstrou muita ira quando o juiz roubou do time dele, quando foi prejudicado pela politicagem da CBF, pelos esquemas da Globo, etc…

O senhor Raposildo ficou mais irado quando o rival venceu do que quando o seu time perdeu! Que estranho… ou quando contratou jogadores melhores e a torcida adversária encheu os estádios. Piorou quando o rival foi campeão e as estatísticas disseram a verdade… aliás o senhor gosta de distorcê-las, né não?

2.      Luxúria: O senhor João Galo na sua juventude andou abusando um pouco, depois tomou vergonha, casou e constituiu família. Verdade que após uma coisinha aqui, outra ali, desculpou-se a si mesmo: “a carne é fraca”…

O senhor Raposildo, bem, para não entrarmos em detalhes, digamos que neste aspecto, levou uma vida não convencional, com aquela desculpa de: “eu preciso me encontrar, enquanto pessoa…” Lá na Palestina a gente chamava isso de falta de vergonha na cara mesmo!!

3.      Soberba. Ah, a soberba. Pecado predileto do nosso inimigo. Quantas e quantas almas ele conseguiu levar para o lado dele. O senhor João Galo até que nesse quesito não tem nada de grave, não.

Mas você Raposildo, quanto orgulho, quanta vaidade. Vivia cantando por todo lado “eu vivo cheio de vaidade”. Depois, ter a coragem de dizer que é celeste, que blasfêmia! Sua vida foi só de orgulho, vaidade, etc., enfim o senhor é um soberbo!

São Pedro conclui então:

_ Senhor João Galo, você aprontou bastante na vida, sua situação não é fácil mas como o senhor foi humilde, reconhecendo-se um pecador miserável, está condenado a dois mil anos de purgatório. Ao fim desses o senhor poderá entrar no paraíso.

_ Senhor Raposildo Cervídeo Garça. Para o senhor não tem jeito. Pecou muito, mas de todos os pecados o pior é a soberba. Não sabe se reconhecer como um pobre miserável, não tem humildade. No popular: o senhor se acha! Está condenado ao fogo eterno.

O cheiro de enxofre começa a tomar conta da ante-sala do céu. Uma nuvem cinzenta e já se vê a figura maligna do Cujo. O  rabudo vem surgindo… Raposildo não se contém, coloca a mão no peito, inspira fundo, dá um grito (Ai minha santa!) e desmaia. João Galo sente pena do infeliz e num ato de heroísmo propõe:

_ São Pedro, eu vou no lugar dele. Sou mais forte, posso dar conta daquele bicho-ruim do rabudo. O Raposildo não vai agüentar, tenho pena dele. O senhor dá um jeito, senão vou me valer de Nossa Senhora, igual fez meu primo João Grilo*.

_ Ó rapaz, você não bagunça o trem aqui não _ retruca São Pedro. Você nem sabe do que tá falando, não faz idéia do que é o inferno! Além disso, deixa Nossa Mãe quieta. Está acontecendo uma romaria gigantesca em Aparecida, e ela está muito ocupada. Deixa que a gente resolve essa parada.

São Pedro pega o celular e liga para os outros apóstolos. Delibera com eles e resolve:

_ João Galo, você teve uma atitude muito nobre. Mostrou amar o semelhante a ponto de dar a sua vida por ele. Decidimos que pela sua atitude poderá entrar imediatamente no paraíso. E por sua ação altruísta, até o Raposildo está livre do inferno, ficará no purgatório até o final dos tempos.. E não me fale mais nada, minha viagem já está atrasada. Ponto final e tenho dito… Só sendo muito santo mesmo, viu!

_ E você pode ir embora, ô Coisa-Ruim. Pode voltar pros quintos dos infernos! _ ordena São Pedro ao capeta. O Cão Raivoso sai soltando fogo pelas ventas, enquanto São Pedro de bermudão e camisa havaiana sai correndo para não perder o último avião: Fui!

Raposildo revira os olhos de alegria. Quis dar um beijo no João, mas este se esquivou: _ Sai prá lá, trem…

João Galo entra no céu. O anjo da guarda dele o espera. “Cara, você conseguiu sem passar pelo purgatório, nem acredito, rapaz!” João está meio desconfiado, olhando de um lado para o outro. Não parece muito feliz.

_ Que acontece, João? Você não está contente de estar no céu? _ o anjo pergunta.

_ Cara, não tem ninguém do Galo por aqui. Ninguém que eu conheço veio pro céu não? Aonde está todo mundo?

– Ah, é isso! O anjo cai na gargalhada. Venha comigo.

O anjo leva o João para trás de uma nuvem. Quando chegam lá, João não acredita. É um estádio gigantesco lotadíssimo. Toda a torcida do GALO está de pé, em festa, numa alegria infinita… Está rolando um jogo que nunca acaba.

Ninguém se cansa, todos cantam sem parar: João GALO! João GALO! João GALO! A torcida quer João GALO no time. Nos camarotes, Nosso Senhor e Nossa Senhora, vestidos com “o Manto Sagrado”, estão na torcida! João nem acredita, numa felicidade incomensurável. Chora de emoção.

O anjo da guarda o ajuda a vestir o uniforme do GALO, dá algumas instruções, tal e qual um técnico. João vai jogar pelo GALO. Para sempre! Enfim, depois de sua jornada na Terra, com alegrias e tristezas, vitórias e derrotas, muito mais erros que acertos, o humilde pecador João ganhou o seu prêmio: Ele mereceu o seu céu!!

Enquanto isso, Raposildo vai pagando suas penas até o fim dos tempos. Penará muito, mas graças a misericórdia de Nosso Senhor (e uma pequena ajuda do João, né?) estará a salvo. Vai esperar prá caramba, mas um dia verá o céu.

Moral da história:  Errar é humano, você pode estar do lado errado, mas não faça como o Raposildo, não espere que um atleticano venha lhe socorrer na bacia das almas. Venha para o lado do Bem logo!

*João Grilo é o protagonista da peça Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna. Esta história se inspirou nela e qualquer semelhança não é mera coincidência.

PARA SEGUIR O COLUNISTA NO TWITTER, CLIQUE >> @jotagalo

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> robertoclfilho

Anúncios

7 comentários sobre “O AUTO DO JOÃO…

  1. Sensacional! Quase morri de tanto rir das aventuras do Joao do Galo. Parabens pelo excelente trabalho!

  2. …haushaushaush,um pouco profano,um pouco sagrado…masssss,HILÁRIO prá daná sô!!!o tal do raposildo, deveria ter ido junto com o caramulhão,já que os de sua extirpe,A-D-O-R-A-M queimar a rosquinha…[uiiiiiiiiii!!!! ] hehehehe.De resto, texto típico de final de expediente,prá discontrair.Rindo aqui, demais da conta sô!haushaushaush… eiiiiiiita ferrusô!!!!
    Vlw Jota,texto praláde bacana: diria,supimpa brother!!! haushaushaush

  3. Boa Noite!
    Galer, hoje fiz questão de ouvir o programa BastiZEIRO do joão vitor PERRELLA Xavier, pois sabia que ele aproveitaria a oportunidade para detonar ainda mais o Glorioso, com a pura intenção de desestabilizar o clube que logo após a administração Kalil, a PAZ voltou a reinar no mundo preto & branco! E eu estava mesmo com a razão. O referido repórter anunciava a todo momento a tal entreviata com o Kalil e veio. O Kalil voltou a ser sabatinado e desta vez pelo repórter Álvaro Damião. O Kalil ficou tão nervoso e com toda razão que ele disse o seguinte:
    ” agora é crime pagar as contas em dia?,Porque não vão atrás de quem faliu? O Atlético não Faliu. EU JÁ ESTOU DE SACO CHEIO DESSAS ENTREVISTAS”.
    QUER DIZER , ESSE RECADO FOI PARA IMPRENSA, ESPECIALMENTE PARA A RÁDIO DO EMANUEL RAPOSA.
    GALERA, AGORA PERCEBAM COMO O REPÓRTER PERRELLISTA JOÃO VITOR PERRELLA XAVIER É CÍNICO!

    1º -APÓS A ENTREVISTA DO KALIL , ELE , AR DE IRONIA DISSE: ” O ATLÉTICO TOMOU PORRADA 10 ANOS…FOI PROBLEMAS COM DÍVIDAS, AÇÕES TRABALHISTAS, ATRASO DE SALÁRIOS, DIVIDAS COM FORNECEORES ETC… E AGORA ESTÃO CRITICANDO QUANDO O CLUBE ESTÁ CUMPRINDO SUAS OBRIGAÇÕES”
    Ora nesses 10 anos o patrão dele, emanuel raposa foi cansou de criar polêmicas no Galo, com a intenção de jogar o clube no buraco. O MAIOR EXEMPLO FOI A CRIAÇÃO DO QUADRO : “DOSSIÊ DO GALO” APRESENTADO NO PORGRAMA BASTIZEIRO!

    2º- ESSE REPÓRTE, LEU UMA MENSAGEM DE UM SUPOSTO TORCEDOR QUESTIONANDO, PORQUE O KALIL NÃO PROVOU QUE REVISTA PLACAR ESTÁ CERTA?
    ORA, ELE NÃO FALOU O NOME DO TORCEDOR! MESMO SE FALASSE, PODERIA SER UMA CRIAÇÃO DELE. POIS NA VERDADE É ELE QUEM FEZ ESSA PERGUNTA. ENTENDERAM CCOMO QUE FUNCIONA A COISA? É ASSIM MESMO

    3º- PORQUE ELE NÃO LEU MENSAGENS DE ATLETICANOS APOIANDO O KALIL ?

    4º PORQUE ELE NÃO LEU MENSAGENS DE TORCEDORES QUESTIONANDO A OMISSÃO DESSA IMPRENSA , ESPECIALMENTE A ITATIZEIRO, QAUNDO SE TRATA DAS FALCATRUAS DOS IRMÃOS METRALHA?

    4º PORQUE O EMNAUEL RAPOSA NÃO CONVOCOU JAMAIS O CONSELHEIRO DO CRUZEIRO FERNANDO TORQUETTI QUE FEZ GRAVES DENÚNCIAS CONTRA OS METRALHAS?

    5º- PORQUE A ITAZEIRO NÃO CRIOU O “DOSSIÊ RAPOSA/PERRELLAS?”
    GALERA, NÃO VAMOS DEIXAR QUE ESSA GENTE SUJA, OMISSA, ORDINÁRIA, NOJENTA E COVARDE DESESTABILIZA O GLORIOSO! VAMOS ENTUPIR A CAIXA DE MENSAGENS DESSA IMPRENSA PODRE, COBRANDO RESPEITO AO GLORIOSO E A VERGONHOSA OMISSÃO NOS CASOS PODRES NO MUNDO AZUL PERRELLAS/ CRUZEIRO.
    VAMOS MOSTRAR A NOSSA FORÇA. VAMOS APROVEITAR A AUDIÊNCIA DESSE BLOG QUE É MELHOE E MAIS VISITADO DO BRASIL E FAZER UMA CORRENTE….UMA FORÇA TAREFA CONTRA ESSES TRASTES DA IMPRENSA MINEIRA!

  4. Errar nos erramos, mas nós, reconhecemos nossos erros

    Por isto que sempre estamos com fé no futuro, um dia chegaremos lá, o João chegou e que ele abre o caminho prá nós, aquí neste mundão das Minas Gerais e do nosso Brasilzão, ganhar ganhar e ganhar sempre.

    Bôa Jota, melhor lendo na madrugada, assim ninguem acha que agente dá doido, rindo sozinho.

Os comentários estão desativados.