BANQUETE DOS MENDIGOS – NO EXPECTATION

O filme chama-se Viridiana. A obra é de Luis Buñuel, cineasta espanhol, radicado no México, mestre do surrealismo, parceiro de Salvador Dalí. A cena enfocada se passa em uma fazenda. A personagem principal, que dá nome ao filme e que cuida da casa, abriga mendigos por um sentimento universal.

Em um determinado momento da estadia no albergue, na ausência episódica de Viridiana, os mendigos invadem a casa luxuosa e se fartam de todas as formas em um banquete impiedoso.

De repente, o cineasta paralisa a película numa alusão à Santa Ceia. A cena é genial. Logo após se fartarem, um a um, aqueles seres deixam espontaneamente o local e retornam às ruas para suas condições de farrapos humanos.

O futebol é, tal qual Viridiana, um vendedor de sonhos. Numa palavra, os que o fazem, são deuses, na maioria, e Deuses, outros poucos. Nós, torcedores, meros mortais, idolatramos o sonho, mas comemos carne. Nas quedas das divindades, cortamos e devoramos, com faca e baba, o deus caído.

Hoje, propaga-se aos quatro ventos que o Atlético é um time “zicado”, azarado, sem glórias, propenso, inevitavelmente, a tornar seus torcedores sublimados através da catarse; que o individualismo que corta a força coletiva em pedaços vive no Galo o seu momento máximo. O atleticano, ao mesmo tempo, acredita e duvida disso.

De fato, no passado recente, nós outros, que amamos essa Esfinge Alvinegra, nos contentamos com a réstia de sol de um inverno britânico e chuvoso. No popular, lâmpada de geladeira.

Até quando esse frio? Até quando essa dor?

Banquete dos Mendigos, também é um clássico álbum dos Rolling Stones da década de 60. A lendária canção “No Expectations” retrata o típico estado de espírito atleticano a cada sonho roubado. Atado a uma Cidade Aberta, de mazelas mil, ferida e maternal . ”Take me to the station, and put me on a train, i’ve got no expectations, to pass through here again (…)”.

Perdão, ó razão, por amar incondicionalmente este  “monstro desgovernado”. Mas não é justamente a razão que nos obriga a sonhar, dia após dia, noite após noite? Não é o tempo a razão de todas as coisas?

Sonho todos os dias com tua volta, ó Gigante de Esporas. É essa a minha razão de todos os dias e por toda a eternidade. Mesmo que tenha que amar e devorar, como um mendigo, até o último dos deuses. Estou e estarei aqui, sempre, como sempre.

Não se esqueça que uma nação inteira está aqui a te esperar!

NOTA DO BLOGUEIRO: A COLUNA DO CORUJA é escrita pelo mais novo colunista do Lances&Nuances, Frederico Alves Bizzoto, o Coruja. Por aqui ele nos concederá a honra e o prazer de ler seus escritos de puro talento.

PARA SEGUIR O COLUNISTA NO TWITTER, CLIQUE >>> @Fredbizz

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> robertoclfilho

Anúncios

17 comentários em “BANQUETE DOS MENDIGOS – NO EXPECTATION

  1. Acertou bem na gorduchinha oooooooo coruja !!! Belo texto !!! 🙂
    Deu até vontade de passar na locadora e pegar a tal da Viridiana !! 🙂
    Abração procê e saudações alvinegras !

  2. O CAM ainda está nos trilhos, pois a MASSA bate cravos, para deixá-los paralelos, não permitindo o descarrilar do trem. A próxima estação está logo ali na frente e uma multidão de novos passageiros com ingressos nas mãos, pronto para pegar viagem, não somente o revival alvinegro, mas para o futuro que todo cominho nos reserva, outras novas celebrando o encontro.
    http://twitter.com/cabrito2606

  3. Meu caro Fredbizz, tu és um poeta, e obrigado pelo toque do filme, vou ver.

  4. Maravilhoso o texto! Show de bola!
    O Dorival poderia ter esse mesmo talento para comandar os jogadores do GALO.
    E seria melhor ainda se Kalil e Maluf conseguissem talentos assim para vestir o Manto Sagrado.
    Eu deixaria esta frase sua para o trio de narigudos: “Não se esqueça que uma nação inteira está aqui a te esperar!”

    Seja bem vindo, Coruja!

    Parabéns por mais uma grande contratação, compadre!

    Grande abraço!

  5. Este Gigante, necessita acordar.

    Ou melhor, todos nos, e quem sabe achar um tecnico, uma comissão, que tenha coragem de adimitir erros, se dignar, a assistir os videos, e mostrar, para os jogadores os erros, afinal por mais burro, analfabeto, ignorante que seja um ser humano, a partir da hora, que mostremos os erros, para eles, automaticamente, são corrigidos.

    Menos, no nosso Clube, no nosso Time, até mesmo na nossa torcida, na comissão tecnica e no departamento médico.

    No clube>>>> fazendo contratações em cima de contratações, atendendo pedido do tecnico,mas sem olhar realmente a necessidade do elenco, e usando de contratações. para se gabar com o rival, implicar e vangloriar, ou então mostrar o famoso chapeu.
    Necessitamos de contratações, pntuais, mesclado, jogadores clássicos mas não podemos esquecer dos carregadores de piano, dos operários, dos serventes de pedreiro, aquele que carrega uma lata de massa, sobe escadas, para entregar o material, para o tecnico o pedreiro construir uma casa.

    Nosso Time >>>>> temos que ter um time balanceado, mas em primeiro lugar, jogadores comprometidos, interessados, que querem algo na vida, não só ganhar o dinheiro no final do mes, mas mostrar para ele familia e para todoss que realmente vale aquilo que ganha, que treina, que corrige seus erros, que se interesse pelo campeonato que está disputando, que saiba das regras do jogo, para não prejudicar o time e CLUBE e seus colegas, um Time que todos lutem pelo bem comum, que um corra pelo outro, um time que antes da partida, estude seu adversário e saiba que ele também tem os mesmos atletas, e vão lutar como nunca pela vitoria, e então ele tem que ser mais e mais que o adversário.
    Um time que saiba o quê está fazendo dentro de campo, e que não fique admirado, pelo que o outro time rival fez, como retrancar, fazer cera, correr mais, porque ele também pode fazer isto e não fez, então ele menosprezou o adversário.

    A Comissão tecnica>>>> que trabalhe, treinando, o jogo da bola, tabelas, troca de passes, cobranças de escanteios, cobranças de faltas, troca de posições, lançamentos, deslocamentos, cruzamentos, saidas do gol, não rebater bola dentro da área, saber sair nas bolas alçadas dentro do gol, saber pular mais alto que os adversários, saber correr do lado certo, na marcação, que a comissão tecnica e o treinador, mostre os erros para os jogadores, para eles não errarem as mesmas coisas em todos os jogos, que faça um TIME COLETIVO e parar de dar chutões, a famosa ligação direta, facilita para os rivais.

    Nossa Torcida>>>> para de zuar, fazer xacotas, denegrir, nossos jogadores, para de endeusar alguns, ídolos isto não existe, só DEUS, gostar do futebol e da pessoa tudo bem, mas achar que ele é infalível, tratar todos como normal, que estão ali para nos dar alegria, mas que são humanos, igual a nós, e é por isto que sempre digo, Para quê rival se temos nossa torcida, porque, ela vaia, denigre o jogador e clube, faz xacotas, e quando alguem imprensa ou rival faz a mesma coisa, ahí critica o presidente, ora, nós é que estamos dando munição para os bandidos, vamos apenas torcer por vitorias, e também esquecer do rivais, que eles vivam a vid deles, e nós vamos viver anossa, para de achar que a grama de lá é melhor, se não pudermos valorizar o que é nosso, é melhor desistir, porque ninguem, vai valorizar para nós.

    Quem sabe, se algumas destas lamúrias que escreví, tornassem realidade, poderíamos comemorar alguma coisa, ou pelo menos ter um pouco mais de alegria.
    E fiquem com DEUS

    1. . Eh isso ai Guerra! a mentalidade dos que comandam nosso GALO,tem de mudar.Acho que nós torcedores ou,uma grande parte de nós,começamos a nos cansar de dar apoio incondicional a tudo que é feito no GALO,ficar balaçando a cabeça[tipo a vaquinha mococa,lembra dela?]e aceitando tudo passivamente,achando que “este ano não vai ser igual aqle q passou”.Tá certo que nossa torcida tbm mudou,não é mais aqla que era temida em seus domínios,metia medo nos adversários,antes mesmo deles entrarem em campo,aqla que fazia o Mineirão tremer com seus gritos de apoio,aqla q apoiava o time nos 105 min.e cobrava no final,aqla q muitas vezes incrédula, viu seu time virar placares impossíveis de serem virados,há poucos minutos do término da partida,aqla que mesmo derrotada, aplaudiu o time de pé, na derrota p o são paulo em 77 e tantos outros feitos,q se formos enumerar,dá um livro.Sabe porque ela mudou? 40 anos de fila!times medíocres que nos fizeram engolir[mesmo assim apoiamos],nos enfiaram goela abaixo,uma segunda divisão[continuamos apoiando”vamo subir galooooooooô},recordes de bilheterias, em cima de recordes de bilheteria,lá estávamos nós quer chova ou, faça sol,lá estávamos nós,e o que ganhamos em troca…descaso.Ando por este Brasil afora,e digo com tristeza,o CAM virou piada pronta,não pelo seu passado[este tem um respeito enorme,ninguém faz xacota dele],mas o atual momento… ninguém vive de passado,no futebol assim como na vida,o que importa é o presente,e o CAM só deixará de ser piada pronta,qdo ganar títulos[mineiro vale,mas nao conta!já temos 40 deles]expressivos nacionais e internacionais.Nossos dirigentes têm de pensar grande,parar de montar times,só p ganhar do time da enseada das garças,e achar q tá bom,não…isto não basta!ganhamos delas este ano,e fomos eliminados de uma competição importante, por um timeco de empresários, que nem identidade tem; e olhe que todo ano é a mesma coisa.Nossos dirigentes,têm de ser profissionais do futebol, descerem da arquibancada,e pensar grande,caso contrário irão perder aos poucos,mas com uma rapidez enorme,o seu bem maior,que é quem não deixa[pelo ao menos por enquanto]o CAM se tornar um timezinho qqer,A TORCIDA.
      . Desculpe se me extendi por demais,ok! Saudações ALVINEGRAS meu amigo.:-)

        1. È meu amigo Kriko,

          Com esta da Elis Regina, eu espero as AGUAS DE MARÇO ou melhor Dezembro, quem sabe até lá tenhamos sorte, passamos a ganhar e nosso tem po não para.

          E peguei emprestado o link para mandar para uma amiga, ok. e postar também no twitter.

  6. Parabéns Frederico!

    O texto reflete muitíssimo bem o espírito Atleticano, de quem não desiste, nunca perde a esperança e se eterniza de “uma vez até morrer…”

  7. . Texto reflexivo ao extremo, pena q nossos dirigentes não naveguem neste gênero de intelecto, e prefiram zapear, por paragens diferentes tipo, screem gems[ the three stoges].Qdo os opostos se atraem,as virtudes em ambos, são ofuscadas pela cegueira, que é instalada durante a relação. ¨I can’t get no…satisfaction…and I try …and I try […]¨

    . Saudações Alvinegras á vc Coruja ! nosso galo ainda é um bebê de penas feias,engatinha e só faz peraltices,quem sabe qdo se tornar adulto,não se torne um Sr. ALTIVO, COM PLUMAGEM VISTOSA,quem sabe!!!! por hora, é preferível que continue dormindo,senão é capaz dele fazer mais uma arte,dqlas bem cabeludas!!! 😦

  8. É isso Fred “Bizzotovsssk”! Meus parabens, excelente e emocionante.
    Arrancou lagrimas deste coração atleticano. Ahh, meu Galo querido!!! Como eu te amo!!!
    Celinho

  9. Linda crônica Curujito, mas achei meio triste. Vê se da próxima escreve algo mais alegre. Tipo a crônica do palhaço de circo.

    Abraço.

Os comentários estão desativados.