GERAÇÃO DE OURO?

É interessante observar a nova geração de jogadores que está surgindo no Galo. A tradição de revelar bons jogadores parece estar voltando, reflexo do trabalho sério e do investimento do competente presidente Alexandre Kalil.

Convido-o a uma breve avaliação dos jogadores com idade entre 17 e 21 anos no elenco:

Renan Ribeiro, 21 anos: já passou pela Seleção Brasileira Sub-20 e pode a ela retornar para disputa das Olimpíadas. É visto como o goleiro que resgatará a saga dos ótimos goleiros do Galo. Seu potencial o credencia ao sonho de participar do elenco da Seleção Brasileira que disputará a Copa do Mundo no Brasil em 2014;

Sidimar, 18 anos: com ótimas participações na Seleção de Base do Brasil, o zagueiro capitão do bom time júnior do Galo é apontado como uma grata surpresa. Infelizmente o zagueiro está afastado do elenco por motivos clínicos e tem previsão de volta para o meio do ano;

Fillipe Soutto, 20 anos: lançado em momento de turbulência no time, demonstrou tanta personalidade, técnica, disposição e vontade que não saiu mais da equipe titular. Jogadores como Serginho e Richarlyson, atuais titulares, deverão mostrar dentro de campo se “tomarão” seu lugar;

Bernard, 18 anos: improvisado como lateral direito, o habilidoso jogador mostrou raça, disposição e habilidade, dando uma ótima demonstração do que pode vir por aí. Rápido com a bola nos pés, habilidoso e com bom chute de fora da área, o jovem atleta tem talento para ser um meio-armador de muito sucesso no Galo;

Wendel, 19 anos: o jogador foi integrado ano passado ao elenco principal do Galo. Sua habilidade chama a atenção de quem vê. Embora ainda não tenha tido oportunidades, sempre é lembrado para figurar entre os jogadores no banco de reservas. Em breve poderá demonstrar seu bom futebol para a torcida atleticana;

Giovanni, 21 anos: após brilhante apresentação diante do América-TO, o jogador passa a figurar entre as promessas para despontar ainda em 2011. Autor de um dos gols, o jogador ainda mostrou muita habilidade e visão de jogo ao dar um passe de letra para o gol de Mancini. Em outra oportunidade o jovem quase fez um gol de placa. Sua frieza chama a atenção;

Lucas Kattah, 17 anos: meia-armador e principal jogador do time juvenil campeão de tudo em 2010. Inspira-se em Xavi e Iniesta para buscar melhor posicionamento dentro de campo. Mesmo na condição de armador, foi artilheiro da Future Champions Sub-17, vencida pelo Galo. Dentro em breve dará muitas alegrias aos torcedores alvinegros.

Estou certo que vários dos jogadores citados acima hão de vingar no time principal e nos dar muitas alegrias. Mesclar jogadores experientes com jogadores jovens pode ser a principal estratégia para o momento e converter-se na receita que o nosso treinador procura.

Estamos observando o nascimento de uma geração de ouro no Galo. O momento não poderia ser melhor: nosso comandante tem o perfil necessário para tal desafio e nosso presidente, ao contrário de seus antecessores, demonstra seu anseio em fazer do Galo a potência que um dia o Brasil conheceu.

Que o sucesso esperado para a temporada se concretize. Que nossos “meninos” se transformem em guerreiros, dotados da raça alvinegra, nos dando motivos para constante alegria.

Que nossa expectativa seja, enfim, correspondida.

Deus abençoe o Galo!

Nota do blogueiro: Apesar de não concordar com o imenso otimismo do autor _ e nem discordar 100% de alguns pontos _  publico o texto para que as diversas correntes de opinião estejam registradas neste espaço democrático.

Caro amigo e leitor do L&N, você concorda com o Lindson?

PARA SEGUIR O AUTOR DO TEXTO NO TWITTER, CLIQUE >>> @lindsonbrum

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> robertoclfilho

Anúncios

44 comentários sobre “GERAÇÃO DE OURO?

  1. Concordo com o Lindson sim, compadre!
    Inclusive, o Kalil também deve estar surpreso, já que ele mesmo foi ponderado quando falou da base do GALO dizendo que os bons frutos serão colhidos a médio e longo prazos.
    Renan Ribeiro, Felipe Soutto e Giovanni Augusto já são realidades. Farão parte do elenco que buscará títulos em 2011. Os três têm tudo para, inclusive, serem até titulares da equipe.
    Bernard, Sidmar e Wendel correm por fora, com a estréia dos contratos e a possível chegada de mais reforços carimbados, eles devem ser emprestados. Acho que perderão espaço.
    O Wendel, na minha opinião, é o mais talentoso de todos que você citou. O garoto tem uma capacidade técnica incrível. Mas é marrento demais! Por isso ainda não teve chances com Dorival, que vem adotando essa postura no comando do GALO, onde só joga quem fizer MUITO por merecer nos treinamentos. Mas torço muito para que um dos dois ceda um pouco, pois o Wendel tem capacidade de vestir a camisa 10 do GALO com autoridade.
    Aproveito para questionar a coerência do treinador do GALO. Se o Wendel, com o talento que tem, tem de comer grama nos treinos, por que o Renan Oliveira que dorme em campo e nunca demonstrou o menor comprometimento é titular absoluto? O Giovanni Augusto mesmo DEMOROU DEMAIS para ter sua oportunidade, e só teve por conta da fatalidade como o Jackson. Bom, vamos torcer para que o Dorival tenha razão e que o Kalil consiga uma grana no Renan Oliveira.
    Quanto ao Lucas Kattah, não posso opinar muito porque nunca o vi jogar. Mas sei que tem recebido elogios frequentes e vem ganhando muito destaque na mídia. Tomara que realmente seja bom de bola, pois empresário forte já sabemos que ele tem. Aliás, o garoto tuitou outro dia que estava participando de uma reunião com a Traffic. Torçamos para que o GALO não perca o garoto antes da hora!

    Parabéns pelo texto, Lindson!

    Abraços!

    1. Valeu Thiago,
      Concordo com o que você disse.
      Sobre o Wendel, deveria ter sido “testado” no Campeonato Mineiro, assim como aconteceu de forma sutil com Bernard e com Giovanni.
      Sobre Renan Oliveira, tem mercado dentro e fora do Brasil; só não sei se está nos planos tal venda.
      Abraço.

    2. Pô, cara,
      Você não desiste de falar mal do Renan? Para com isso. Que birra mais sem propósito! O menino tá jogando bola, sim! E quando é substituido, o time cai de produção. Só você que não enxerga. Numa boa, para com isso. Não se torne um frequentador antipático.
      E, dá-lhe, Galo!

      1. Se não ter a mesma opinião sua é ser antipático, em relação ao Renan Oliveira, muito provavelmente continuará me achando antipático.
        Se, um dia, ele virar homem e fazer por merecer vestir o MANTO que veste, tenha a certeza que vou elogiá-lo e muito.
        Não sei você lembra, mas defendi o Renan Oliveira demais aqui no L&N. Inclusive, já até “briguei muito” com o Roberto por criticá-lo, sempre o defendendo e prometendo pro meu compadre que ele nunca mais teria “renantite”. Sempre acreditei no potencial dele. Enquanto isso, a maioria aqui e dos meu amigos pessoais brigavam comigo por defender quem não merece.
        Este ano, caro Vicente, eu cansei! Ele se esconde do jogo. Observe os passinhos de tartaruga dele em campo quando o time adversário está com a bola e também quando o GALO tem dificuldades de furar uma marcação forte e compacta do adversário. Renan é omisso e covarde. E tem talento demais! E é por isso que acho que até o Bueno merece mais vestir o MANTO do que ele. Pois o Bueno é fraco tecnicamente, mas nunca se escondeu do jogo ou teve medo de errar e ser vaiado. Já o Renan, espera um momento traquilo do jogo e sem marcação para usar seu futebol.
        Vicente, me desculpe, mas o GALO voltou a ser GRANDE E RESPEITADO com o Kalil, não precisamos mais se contentar com tão pouco. Jogador pra vestir a camisa 10 de um grande clube tem de fazer a diferença.

        Abração!

        1. Caro Thiago,
          Com todo respeito, não o considero antipático. Só fiz um comentário para você não se tornar um, não só aos meus olhos, mas a todos que são críticos, mas com moderação…
          Não estou discordando de você quanto à necessidade de termos um camisa 10, daqueles que realmente chamem o jogo para si.
          Só que, atualmente, nós temos o Renan Oliveira, com possibilidades para o Bernard e o Giovani. Ocorre que esses, parece, ainda não tem a segurança requerida pelo Dorival Jr. para vestir a 10. O Daniel Carvalho foi craque, mas o barril que carrega não está deixando que ele retorne aos bons tempos. E olhe que defendi o DC quando da matéria da tal “balada” no pagode.
          E, pode-se notar claramente o que falei para você: quando o Renan é substituído o time cai de produção. Domingo passado, poderiamos ter faturado alto sobre o Mequinha deixando uma margem inalcançável de gols. Mas o rítmo caiu vertiginosamente quando o DC entrou.
          Então, o que peço novamente é simples: vamos parar de criticar o Renan. Não temos ninguém para substitui-lo. Quando tivermos um craque no plantel, não vou ser eu que vou criticar uma possível negociação com outro time.
          Agora, quanto ao Bueno… você superou: rsrsrsrs – O rapaz não é da base, foi trazido pelo “moleque”, está com um bom salário e pago em dia, a camisa dele é engomada direitinho para os jogos (e até para os treinos), usa um gel fixador de excelente marca para o cabelo ficar direitinho, ganha as gratificações pelas vitórias ou empates, etc. etc…. E se o cara não atleticano de coração, ele tem mais é que não ter medo de vaia e não tentar se esconder para não perder as mordomias. Enganou, ou chantageou o Dorival até agora com sua mediocridade.
          Desculpe-me pelo tamanho do desabafo, mas pela correção e respeito com que você escreve, não poderia ser muito resumido em meu comentário.
          Grande abraço.
          E, dá-lhe, Galo!

          1. Só vou discordar de mais uma coisinha só…rsrs. Você disse que o time cai de produção quando o Renan Oliveira sai do time. Será? Pois ele joga como titular desde o início do ano, e o GALO jogou bem os 4 primeiros jogos e o Renan não foi destaque em nenhum deles. Contra as marias, que foi o jogo mais importante, ele nada fez e ainda perdeu um gol feito por medo de errar.
            Depois disso o GALO caiu de produção e o Renan continuou com o mesmo futebol de antes. Mais um jogo importante aconteceu, contra o Prudente, e o Renan nada fez nas duas partidas contra a equipe paulista.
            Agora, no jogo contra o América de “Tiotió”, o GALO voltou a apresentar um bom futebol. Mas das jogadas que encantaram a MASSA, o Renan não participou de nenhuma. Ele fez os dois gols, sim, mas os responsáveis pelas jogadas de ataque envolventes do GALO foram Guilherme Santos, Mancini, Magnata, Giovanni e Daniel Carvalho. Quando o DC entrou contra o Tiotió e a Caldense, ele apareceu bem, sim. E contra o mequinha, ele entrou justamente para cadenciar o jogo, e o fez muito bem.

            Caro Vicente, esteja certo que eu torço muito pelo Renan e pelos outros 10 jogadores que vestem o manto durante os noventa e tantos minutos de jogo. Meu pai até brinca comigo, dizendo: “Você critica o menino a semana toda, e na hora do jogo fica: vai Renan, entorta ele, arrebenta, garoto!…rsrs”.
            Mas depois de mais uma decepção, eu sou “obrigado” a criticá-lo uai!
            Mas vou seguir seu conselho, vou esquecer um pouco do Renan.

            Desculpe também pelo tamanho da “resposta ao desabafo”…rsrs.

            Grande abraço, Vicente! “E, dá-lhe, Galo!”

  2. Boa Tarde!

    O Escritor Eduardo Murta está escrevendo um livro da coleção Ídolos Imortais, Maquinária Editora, e pediu alguns jornalistas( com ajuda de torcedores) para indicar os 10 maiores jogadores da história do Atlético. Não importa a posição na qual jogaram.
    ESPERO que o verdadeiro torcedor atleticano que tem vergonha na cara, NÃO VOTEM NAQUELES TRAÍRAS QUE FORAM JOGAR NO TIMECO AZUL CALCINHA POR UM POUCO A MAIS DE GRANA. ESSES SUJARAM E MANCHARAM A NOSSA HISTÓRIA!
    E TAMBÉM NÃO VOTEM NO DARIO (PEITO DE AÇO).
    ENTENDA O CASO DADÁ!
    O TAL DARIO (DADA) DO PROGRAMA ALTROSA ESPORTE, USA A CAMISA DO GLORIOSO P/ DEFENDER OS INTERESSES DO GALO E MASSA, MAS NA VERDADE DEFENDE OS INTERESSES DO TIMECO FALIDO, MELEKINHA ETC. MENOS O GALO!

    COM O RETORNO DO SR. DARIO AO PROGRAMA ALTEROSA ESPORTE, O ATLÉTICO GANHOU MAIS UM INIMIGO.

    Em todos os comentários sobre o cruzeiro, esse sujeito entra no papo só para enaltecer o timeco falido, sua diretoria e seus simpatizantes;

    Nos lances polêmicos de jogo envolvendo o Galo, os representantes do melekinha e do timeco falido comentam contra o Galo e esse traíra ao invés de defender o Galo, ele sempre concorda com os “inimigos” em detrimento ao glorioso e ainda bate palmas!

    Quando algum jogador do Galo faz uma falta dura, esse traíra gosta de dizer: Ele tem que sair preso e algemado”

    Nos lances polêmicos envolvendo o timeco falido, os representantes do melekinha e do timeco falido comentam em favor do timeco falido e mais uma vez o traíra concorda com eles e ainda bate palmas!

    Na escolha dos melhores do troféu Telê Santana, os representantes do melekinha e do timeco falido puxam a sardinha para os seus lados e o Traíra os apóia e ainda bate palmas!

    Em todas as matérias mostradas sobre o timeco falido: Ações sociais, festa de organizadas etc. esse traíra apóia e bate palmas.

    Quando o goleiro Fábio é evacionado, pelos simpatizantes azuis, esse traíra fala que ele é o melhor do Brasil e ainda bate palmas!

    Nos desfiles das gatas do campeonato mineiro, todas entraram… Cumprimentaram a bancada e aos telespectadores conforme manda os bons costumes morais. Exceto a representante do cruzeiro que pra variar, E PARECENDO UMA COISA ENSAIDA, essa DEPRAVADA, tripudiou o glorioso, zombou do velhota traíra E esse Otário ainda teve a cara de pau de bater palmas para ela.
    Enquanto os demais, inclusive o apresentador do programa, aquele horroroso Péricles Boca de vampiro, davam gargalhadas, fazendo chacotas do nosso glorioso!
    Aliás, mas como esse tal de Toledo (boneco de borracha) gosta de zombar do glorioso. Este infeliz sempre esteve contra o Galo e nossa massa. Mas o que nos conforta que o timeco dele é muito ruim e todo esse tipo de pessoa paga! A justiça tarda mas não falha!

    Só pra vcs terem uma idéia. ESSE MONTILLO EVACIONADO PELA IMPRENSA AZUL, INCLUSIVE POR ESSE TRAÍRA COMEMORA GOLS INSINUANDO QUE ESTÁ MONTADO E GALOPANDO NUM CAVALO QUE É O TIME ADVERSÁRIO.NO JOGO CONTRA O MELEKA, ELE FEZ GOL E DEDICOU AO FILHO
    ESSE TRAÍRA,BOBÃO…BABACA… CHEGOU AO PONTO DE PEDIR O ANÃO DE JARDIM PARA NATURALIZAR O MONTILLO A BRASILEIRO, DIZENDO QUE ELE JOGA DEMAIS….E TODA MASSA GOSTA DELE. Mas gosta dele? De onde esse traste tirou isso?

    Mas quando o tardelli fez um gol contra o timeco falido e fez aquela comemoração dedicada a filha, Aimprensa , a bancada e inclusive o velhota traíra o condenou, dizendo que ele está tirando sarro na torcida azul e o caso foi parar no tribunal.Palavras do velhota traíra:” gosto muito do tardellinho, mas dessa vez ele errou feio.isso não de faz”

    Sabemos que ele é torcedor declarado do inter e ponte preta. Mas aqui em beagá fala que é atleticano e ele tem ódio do clube porque não entrou na seleção dos 100 anos do Atlético. Ele diz que não entende porque os eleitores desse time o deixaram de fora. A explicação é simples: em 2005 ele jogou uma pelada de veteranos com a camisa do Corinthians, no Pacaembu. Fez um gol e deu entrevistas dizendo que “um gol com a camisa do Timão vale por três com a camisa do Galo”. Os atleticanos que tomaram conhecimento disso não vão perdoá-lo nunca.”

    PORTANTO, o verdadeiro torcedor atleticano Jamais perdoará os traíras que juravam de amores pelo Galo e pela massa, mas por um punhado de grana a mais foram parar no cruzeiro. Os maiores exemplos foram: Cerezo, Luisinho, Éder Aleixo, Paulo Isidoro, Reinaldo Rosa, Guilherme Pançudo etc. OS QUE FIZERAM GOLS MOSTRARAM AQUELE LIXO DE CAMISA, ALÉM DE BEIJÁ-LA, EX; Guilherme, REINALDO ROSA E Éder e por último o mercenário Caçapa.
    ESSE TAL DE CAÇAPA AGIL DA MESMA FORMA QUE OS TRAÍRAS : Cerezo e Luisinho, que antes diziam que ao retornarem da Europa voltariam para o Galo para receber menos, inclusive o Cerezo dizia que jogaria de graça, mas voltou da Europa, mudou de idéia. Não aceitou a proposta do Galo e foi p/ o S.Paulo. Dois anos depois foi dispensado. Teve a cara de pau de procurar o Galo, mas também não aceitou a proposta do Galo e foi p/ o Cruzeiro. Após um ano lá no rival, acabou sendo dispensado e ainda tomou cano de 80 mil na época. E mais uma vez esse traíra procurou o pres. da época, o Paulo Curi e esse CARTOLA OPORTUNISTA$$$. acertou um contrato com esse traíra com um salário de R$ 20 mil, dizendo que era um salário SIMBÓLICO.
    Espero que o Kalil não abra as portas para esse mercenário, traíra… Como abriu p/ o Guilherme pançudo que fez estágio de treinador no Galo.
    SERÁ QUE O CAÇAPA VAI CONTINUAR MOSTRANDO SEU FILHO COM A CAMISA DO CRUZEIRO?

    *jogadores e ex-jogadores considerados ídolos do timeco falido sempre disseram que jamais jogariam no Galo em respeito à torcida azul alguns
    ex: Raúl, Dirceu Lopes, Dracena, Élson, Cris, Sorin, Marcelo Ramos, Martinez, Nonato, Fabrício, Alex

    EX-JOGADORES DO TIMECO FALIDO QUANDO FAZEM GOLS NO EX-CLUBE NÃO COMEMORAM EM RESPEITO AOS MARIAS EX:: Marcelo Ramos(Atl/PR) e Fred(FLU) FIZERAM GOLS E NÃO COMEMORARAM
    JÁ OS EX-ATLETICANOS QUANDO FIZERAM GOLS NO GALO COMEMORARAM E AINDA NOS PROVOCARAM Ex: Guilherme, Reinaldo Rosa, Éder.

    ENTENDA O CASO CEREZZO

    Cerezo Descumpriu a promessa, que quando voltasse ao Brasil, jogaria de graça no “Grorioso” , mas não foi isso que aconteceu. Fez leilaõ foi parar no São Paulo. onde jogou 2 anos e depois dispensado. Sem propostas, procurou o Afonso paulino, até então pres. do Galo. Almoçaram juntos para um acerto, mas não aceitou a proposta e num jantar com pres. César Masci, ele acertou um contrato de um ano. Num jogo contra o União S. João em Araras, o timeco falido empatava de 0 a 0 até os 42 min do 2ºempo. Este resultado levaria o timeco falido para segunda divisão. Mas infelizmente no último minuto do jogo, o cerezzo fez o gol da vitória que salvou o timeco falido e esse traíra comemorou tanto que parecia um maria apaixonado. Num Clássico contra o Galo o timeco venceu o jogo e no gol ,esse traíra e mais os jogadores do timeco falido foram abraçar o autor do gol próximo a massa e mostraram aquele lixo azul calcinha.
    Um ano depois Esse traíra teve a cara de pau de procurar o pres. Paulo Curi que acabou aceitando esse traíra que não jogou de graça coisa nenhuma. Acertou um salário de 20 mil reais que segundo esse traíra e o Paulo curi, era um salário simbólico!

    Sobre o Éder foi a mesma situação de comemorar gol próximo a massa e mostrando aquele lixo azul calcinha.
    P.S. Éder fez um gol não me lembro contra quem, mas de acordo com o Lélio Gustavo, ele foi até a massa e nos mandou calar a boca e fez banana!

    Paulo Isidoro
    Eu gostava dele, mas quando foi jogar no timeco falido e induziu seus filhos a torcerem pelo timeco falido, eu riscou esse sujeito da história. Pra quem sabe os dois filhos desse traía jogam nas divisões e base do timeco falido.

    SELEÇÃO DAS TRAÍRAS QUE O VERDADEIRO TORCEDOR ATLETICANO JAMAIS OS PERDOARÁ!!!

    Hélio, Alves, Caçapa, Luisinho, Cláudio Mineiro, Clebão, Cerezo, Paulo Isidoro, Reinaldo Lima, Reinaldo Rosa, Guilherme pançudo, Éder, Ronaldo(primo do tostão)

    E mais tarde todas essas traíras foram dispensadas do cruzeiro com muita humilhação e o último foi o Caçapa. Bem feito para esse safado, que gostava de fazer média com os cruzeirenses, aparecendo diariamente nas TVS, junto com seu filho e ambos vestidos com a camisa do clube. E AGORA TRAÍRA, VAI PEDIR O SEU FILHO PARA ELE JURAR DE AMORES PELO GALO E TENTAR SENSIBILZAR O KALIL E A MASSA? Mas é claro que não. VALE LEMBRAR QUE
    não aceitou a proposta do Galo e foi p/ o Cruzeiro. Após um ano lá no rival, acabou sendo dispensado e ainda tomou cano de 80 mil na época. E mais uma vez esse traíra procurou o pres. da época, o Paulo Curi e esse CARTOLA OPORTUNISTA$$$. acertou um contrato com esse traíra com um salário de R$ 20 mil, dizendo que era um salário SIMBÓLICO.
    Espero que o Kalil não abra as portas para esse mercenário, traíra… Como abriu p/ o Guilherme pançudo que fez estágio de treinador no Galo.
    SERÁ QUE O CAÇAPA VAI CONTINUAR MOSTRANDO SEU FILHO COM A CAMISA DO CRUZEIRO?

    RELATOS DE ALGUNS TORCEDORES SOBRE OS TRAÍRAS

    Alejandro disse:
    26 de abril de 2011 às 0:09
    Kafunga , Luizinho , Eder , Reinaldo , Nelinho , Marques , Taffarel , Dario , Humberto Ramos , Ewerton . Tecnico Tele
    Obs – muitos idolatram Cerezo, ele soh serviu pra tirar o Cruzeiro da segunda divisao em 1996 , esnobou o GALO , eh o maior engodo do GALO nunca ganhou nada pra gente de importante e eh um mentiroso , um leiloeiro .

    André Guimarães disse:
    26 de abril de 2011 às 0:39
    Na minha lista não tem Cerezo que deu passe pro Paolo Rossi, Salvou as marias da 2ª divisão, perdeu penalti em 77 e brincou de ser tecnico do Galo e tomou goleada das marias. Nem considero ele um atleticano pra dizer a verdade e não dou moral pra ganhador de campeonato mineiro também não, por mim coloca 10 do time de 71 sem se esquecer dos 2 mais importantes que fizeram os gols do título, Dadá e Oldair.
    Eu tô querendo saber quem serão os ídolos que vencerão alguma merda daqui pra frente, os que passaram sem vencer nada eu quero que se f…
    O Galo é o time dos 12 grandes que tem menos títulos de todos, uma vergonha, até o Bostafogo “ganhou” mais um brasileiro de antes de 71 nessa manobra da curriola da CBF e turminha do Zezé.
    Vê se eu vou dar moral pra cachaceiro gordo igual ao Guilherme, e um pipoqueiro igual ao Marques que em toda final machucava antes!
    Meus amigos atleticanos, sou psicopatamente atleticano e ainda estou esperando as glórias de que vcs estão falando, pra mim só existiu 71 e eu tinha 4 anos, o resto foi só desilusão. As 2 Conmebol foram legais também mas não são valorizadas por ninguém. É triste, mas acho que se todo atleticano fosse mais exigente como eu as coisas não estariam assim até hoje, torcedores endeusam uns merdas que não merecem nem ser cumprimentados.

    mauricio souza disse:
    26 de abril de 2011 às 8:20
    Parabens, para o ALEJANDRO e o ANDRE GUIMARÃES, pelos comentarios, jogadores que merecem ser idolo do Galo é Dario e sua turma de 71 o resto é resto. A maioria colocou Reinaldo, Cerezo, Paulo Isidoro, Eder, Luizinho, todos eles jogaram no lado frio da lagoa.
    E para o FABRICIO CRUZ, os 200 PERNETAS PARA ESQUECER, é só lembrar das contratações do atual presidente: Fabio Junior, Alex Alves, Marcelo Djean, Dejair, Evanilson, VAldo, Cleison, Alessandro, Alessandro Cambalhota, FErnandinho, Leandro, Juninho goleiro, Ramon, Tigrão, Jonilson, Renan, Leonardo Silva, Guilherme, Patrick, Ricardo Bueno, entre outros de triste memória.

    ATLETICANOS, TENHAM VERGONHA NA CARA E NÃO VOTEM NESSES TRAÍRAS!
    Eu escolhi o dez jogadores que de fato honraram o glorioso e nossa massa:
    Kafunga, Carlayle, Ubaldo Miranda, Cincunegue, Elzo, Grapette, Lola, Danival, Toninho Catimba, Décio Teixeira.
    Técnico; Telê

  3. Assim como o Roberto, também fico com um pé atrás. Mas quero a esperança. O texto me fez bem. Repito aqui o que escrevi no meu blog há 2 dias:

    Não podemos fabricar esperança a partir do nada. Mas devemos regar a que vemos nascer teimosa, pequenininha, boba, até que crie raízes tão fortes que já não possa ser outra coisa senão nossa, outra coisa que não nós.
    (Ana Cristina Mendes Gontijo)

    Por isto, amigo Lindson, fico feliz que você tenha trazido em texto esta semente de esperança que não é verde, mas alvinegra. Tomara que brote e fique frondosa.

    Abraço em preto e branco,

    AnaCris

    1. Ana,
      linda sua frase.
      Como alvinegros jamais abandonaremos a esperança pelo Galo.
      Abraços à amiga.

  4. Bem otimista Lindson, mas realista, sem dúvida.
    Tenho uma opinião que precisamos de uma conquista de peso. No “mínimo” um campeonato Brasileiro, mas o ideal seria a Libertadores. Com isso jogadores com Renan R., Giovanni, Soutto, etc… não terão que vestir uma “camisa tão pesada”. A necessidade de um título forte é muito grande. Isso vem descaracterizando nosso torcedor, fico abismado em ver a impaciência da Massa.

    Queimamos muitos jovens talentos, e ainda continuamos queimando. Não só no campo, mas nas ondas virtuais da internet ainda mais. E a nossa diretoria não percebeu isso. Renan Oliveira é o exemplo atual. Já está mais do que queimado, e não é negociado. Ainda tem mercado, mas está se desvalorizando. Para mim tem muita técnica, mas não tem raça suficiente para jogar no Galo.
    Em outro time, com menos pressão, ele pode se dar bem e nos render dividendos. Uma grande pena pois é o melhor jogador que produzimos nos últimos anos, mas não deu liga no Galo. Sugiro mandá-lo para o Coritiba do Marcelo Oliveira que o conhece bem.

    1. Joga Galo,
      Concordo com a opinião sobre a conquista. Vários jogadores jovens acabam pagando o pato; poucos resistem à pressão da torcida.
      Sobre Renan Oliveira desde antes de sua ida para o Vitória que defendo tal opinião. Complicada e estranha a situação da “forçação de barra” com o cara. Os anos vão passando e as chances não sendo aproveitadas.
      Abraço.

  5. Hj acordei com uma sessão nostalgia das boas, meu!Simplesmente o vídeo,daqla fatídica final de 77.Como aqle time gera admiraçào até hj!Tínhamos um meio de campo levíssimo e criativo,mas ao mesmo tempo, pegador e raçudo.No ataque faltava o algo mais,o toque preciso ao gol,que as redes já haviam se acostumado à amparar.Faltava ali o REI,e até elas ,as redes, sentiram a sua falta naqla tarde/noite. A torcida “normal”[pré-galoucura],parecia ser um coração só,pulsando no peito dos cento e tantos mil ali presentes,ligado à uma única veia,que conduzia o sangue ALVINEGRO,como se fóssemos univitalinos.Era só incentivo,não ouvia-se vaias ao ATLÉTICO,só GAAAAALOOOOO GAAAALOOOO… parecia sair de uma só garganta,alto…forte e cheio de orgulho da EQUIPE que estava ali,entre as quatro linhas, lindo demais da conta! Posso dizer com todo orgulho que eu estava lá.Molecote ainda,surpreso e acomodado na “cacunda” do meu velho,não conseguia entender de onde vinha toda aqla força,todo aqle barulho,que ecoava forte aos quatro cantos do Mineirão,fazendo tremer o gélido concreto que o sustentava.Hj entendo que aqla força, vinha da “PAIXÃO” e o “ORGULHO” dos que ali estavam,em ser do CLUBE ATLÉTICO MINEIRO.Putzzzzzzz…meu!!! cheguei ás lágrimas revendo esta partida,não pelo resultado,mas por todo aquele clima que ali estava embutido. Onde quero chegar com este testamento[rsrsrs],este time era formado quase na totalidade, por garotos advindos da base ALVINEGRA.Torço muito p/ q o DJr,consiga dar encaixe a este GALO atual,com jogadores feitos em casa,não só estes q tu citas em teu texto,mas muito outros.Mesclar juventude á experiência,este é o caminho a ser seguido.
    Lindson,bem-vindo ao L&N e saudações ALVINEGRAS,brow!

    1. Kriko, mas tinha uma organizada, naqueles bons tempos, que era demais.

      F A O Força Atleticana de Ocupação fundada pelo saudoso Diretor de futebol Fábio Fonseca, nada de registro, inscrição, pagamento de mensalidades, e nem lembrávamos de camisa, mas tinha sim a PRETA E BRANCA do GALO e lá em cima, tinha um que era um senhor Atleticano, O JULIO MAIS AMIGO com sua CHARANGA que não parava 1 minuto sequer, insentivando, tocando as musicas festivas e o Hino do Galo Bom Demais, ou tempos que não voltam mais, uma pena, quê Saudades, do Vitor Bastos comandando a torcida sem brigas sem confusões, apenas alegrias, felicidades, apoio incondicional.

      Quem sabe, um dia volte no tempo.

      1. Dia Guerra ! atualmente, acho difícil presenciarmos tamanha sintonia torcida/time, como a que havia nos tempos idos.Neste mesmo ano,o ATLÉTICO bateu o londrina no Mineirão, por 4 X 2 [ um de ZIZA e 3 do REI] lembra? Então, logo no início do jogo,o Reinaldo sofreu um penal,convertido pelo Ziza[q não é o bigududo,arghhh…!],saiu um ¨maluco¨ali da geral,pulou o fosso e fincou a bandeira do ATLÉTICO dentro do gol,bem no centro dele;depois, numa correria desenfreada,atravessou todo o gramado e foi abraçar o Vantuir,para delírio dos que lá encontravam.O que chamava a atenção, era o apoio incondicional que era passado das arquibancadas, para o time.Neste mesmo jogo,houve o empate do londrina,ainda no primeiro tempo e o que se viu,foi um grito de GALOOOOOO ainda mais forte, o time foi prá cima ,e o REI meteu mais três gols.Se fosse hj,a vaia comeria solta,enervando o time,invés de acalmá-lo.Sinais dos tempos,meu amigo !Tempos mágicos,que só quem viveu, pode dizer como era,né não?

        . Abs meu amigo e a luta continua!

        1. Belas histórias Kriko e Guerra!
          Mas essa aí que você contou, Kriko, do cara que invadiu o campo e emocionou a todos, infelizmente não se pode fazer mais hoje em dia. Na suas épocas, os torcedores eram de paz, na acepção da palavra. Hoje, infelizmente, a violência reina nos estádios, e se um cara invadir o campo será maltratado e criticado por todos, até pelos jogadores e torcedores do seu time.
          Eu confesso que sempre tive vontade de pular dentro do Mineirão e abraçar o Marques, meu único ídolo da minha geração. Não posso fazer isso nunca, com nenhum outro jogador que honrar o MANTO como o Xodó o fez. Uma pena!

          Abração!

          1. Hey Thiago! com toda a certeza, hj o futebol mudou muito.Apesar de errado, havia torcedores que adentravam o gramado, para simplesmente abraçar seus ídolos,isto era muito comum.Nos dias atuais,além de prejudicar o CLUBE,caso um torcedor inavada o gramado,não será com a intenção de abraçar seu ídolo,e sim, a de agredí-lo. A torcida ATLETICANA tem muitas histórias prá contar,pessoas mais antigas, como meu pai por exemplo,tem várias.Se colocar no papel dá um livro;tem de tudo, histórias boas,engraçadas,cabeludas e doídas.Como ele mesmo diz: ¨a torcida do ATLÉTICO era danada, como sempre foi povão,na geral qdo saia um gol, era uma chuva de marmitas atiradas ao ar,que dava até medo¨. rsrs

            Saudações ALVINEGRAS,brow !

            1. Kkkkkkkkkk… Bacana demais! Meu pai também me conta muitas histórias como essas! E eu gosto muito de ouvir tudo que diz respeito ao GALO. Mas só de 25 de março de 1908 pra cá… hehehe.

              Valeu, Kriko! Sou fã da sua espontaneidade e carisma.

              Abração!

              1. Vlw Thiago ,a recíproca é verdadeira brow!

                Abs á vc e bjhos em sua princesinha.

                Saudações ALVINEGRAS .

                1. O Ziza, este, era o ponta esquerda que veio do Guarani Campinas, batia falta bem demais, cruzava também muito bem.

                  Mas no Galo teve bons cruzadores de bola, o Tião, colocava as bolas na cabeça do Dario, por isto que ele tem este montão de gols.
                  O Outro foi Marcelino, lateral direito, lá das bandas de Montes Claros, na defesa, batia, nos pntas, só no tornozelo, não era falta, juiz nunca via, e ele atacava tanto, que os pontas direitas, tinham que cai para a meia direita ou pro meio, porque a beirada do campo era do Marcelino, que aprontava ma correria danada.

                  São historias, meu caro Thiago, que só mesmo em resenhas de mesa de um buteco, que temos condições de lembrar das mesmas, aos poucos.

                  1. Eu não vejo a hora de ter a oportunidade de papear contigo sobre nosso GALO, mestre! Também com meu compadre, o Kriko e toda essa galera muito boa do L&N.
                    Sei que estou devendo presença nos encontros, mas assim que eu aparecer no primeiro vou justificar minhas faltas com atestado e tudo se precisar! hehehe

                    Abração, mestre!

    2. Kriko, obrigado pelas saudações.
      Como sonho em viver essa sua nostalgia; que seja dentro em breve, muito breve.
      Grande abraço, meu amigo.

      1. Outro à vc Lindson,com toda a certeza, Deus está preparando algo de muito bom p/ o CAM. A esperança ATLETICANA é eterna brow!

        Saudações ALVINEGRAS.

  6. Beleza Lindson,

    È isto ahí, mostrar, para alguns, que gostam de criticar, mas não vê, nada no Galo, e nem no Kalil.

    Nossa base, não tem nenhuma JOIA como eles falam, porquê ficam olhando a grama do visinho e só é bom o do adversário, mas temos bons jogadores, que poderão em breve, ser um Paulo Isidoro, um Cerezo um Lacir um Marcelo um Getulio um João Leite.

    E vou mais além Lindson, temos lá o centro avante CARLOS que acho muito bom, o goleiro Paulo Vitor emprestado ao Comercial Rib Preto e que subiu para divisão em Spaulo, ROGER lateral e volante que foi campeão agora na Italia com a seleção.

    E pelo trabalho lá, acho que qualquer hora vai surgir uma JOIA um que poderá ser um Reinaldo

    òtimo texto, e continue, pesquizando e escrevendo para nós

    1. Mestre Guerra,
      é triste ver torcedores, “militantes” com os mesmos objetivos e ambições, jogarem contra.
      Temos motivos de sobra para confiar e acreditar no trabalho que está sendo realizado.
      Acho que colheremos bons frutos a partir de 2011; esse achismo é muito esperançoso.
      Grande abraço, meu amigo.

  7. Faço uma ressalva para um jogador esquecido nessa lista, mas que garanto aparecer esse ano: Roger. Lateral direito, 18 anos, convocado agora para a seleção de base e artilheiro do time na copa são paulo de futebol júnior, e artilheiro dos juniores nessa temporada. Escrevam o que eu digo!

    1. Bruno,
      Bem lembrado. O Guerra também comentou sobre o garoto.
      Temos passado tanta raiva e decepção com a lateral direita e nossa salvação pode estar aqui mesmo.
      Abraço, camarada.

  8. Bom dia,
    Ótimo texto, que poderá servir para valorizar a nossa base, totalmente desprestigiada. Como você disse, a hora é agora, com Dorival Junior que gosta de trabalhar com a base. Que seja realmente essa a meta. Só lembrando que o Serginho também é oriundo da base e voltando a jogar da forma inicial, é uma garantia no meio.
    Parabéns!
    E, dá-lhe, Galo!

    1. Vicente,
      Serginho esteve muito bem nas duas últimas partidas, sobretudo, na última.
      Todos sabemos que ele pode render muito. As esperanças que um dia nele tivemos continuam em muitos torcedores, mas outros tantos já jogaram a toalha para o volante.
      Acho que sua grande valorização por parte do Luxemburgo ano passado não lhe fez tão bem. O técnico chegou a dizer em rede nacional que o jogador era um dos melhores da posição e estava com ótimas expectativas quando voltasse. Espero que ele tenha humildade para reconhecer que precisa mostrar seu valor novamente.
      Agora que tem substitutos gabaritados para assumir sua posição ele há de mostrar seu valor. Assim espero.

      Abraço,
      @lindsonbrum

      1. Com certeza, Lindson.
        É essa a esperança de todos, creio eu.
        Grande abraço
        Vicente.
        E, dá-lhe, Galo!

  9. Domingo o Atlético jogou com um meio-de-campo todo da base. Os meninos entraram e deram conta do recado. Isso é muito bom.

    Na Copa SP deste ano, apesar da campanha do Galo, gostei o lateral esquerdo Roger. Aliás, ele jogou em várias posições e em todas jogou muito bem.

    Ainda da base do Galo que deram certo:
    – Pedro Paulo que foi vendido ao Palermo da Itália
    – Kléber que está em Portugal.
    – Marcos Rocha lateral direito.

    Gostei do futebol apresentado pelo lateral direito do Tupi, neste campeonato mineiro. Não me recordo o nome dele, mas sei que é do Galo.

    1. Oi Stela,
      o lateral citado é o Felipe Cordeiro, outro bom lateral.
      Pedro Paulo está emprestado ao Ipatinga.
      Acho que você quis dizer João Pedro; o jogador não mostrou tanto futebol no Galo, mas Kalil conseguiu uma venda que para mim, com todo respeito ao jogador, foi uma “furada de olho”. Ele chegou a figurar dentre os jogadores da seleção Sub-20 ano passado, mas acabou sendo desconvocado. Torço para que dê certo na Itália.
      Kléber é outro jogador que não mostrou tanto futebol no Galo, mas quase todos os times de Portugal gostariam de contar com o jogador. Parte da torcida pegou no seu pé quando esteve por aqui, a velha falta de paciência imperou sobre o atleta; não sei se daria certo, mas não teve tempo suficiente para uma avaliação concreta.
      Marcos Rocha fez um ótimo 2010 pelo Coelho, mas em 2011 precisa mostrar se realmente é um bom jogador; o América conta com o atleta para ser o lateral direito do time na série A, e, dado o nível da competição terá uma grande chance de provar seu valor.
      Abraço.
      @lindsonbrum

  10. Ótimo texto…. Espero que o galo não apenas revele bons jogadores, mas que ele saiba aproveitar estes jogadores, não sou a favor de colocar os meninos na hora do aperto, pois depois que as coisas se acalmam voltam para a base ou banco e nunca mais são lembrados… Lembremos o que sempre acontece na transição mineiro brasileiro, os que salvam as atuações no mineiro ou são vendidos, vao para o banco ou são liberados… Do time que tirou o galo do sufoco ano passado poucos estão ai, claro que nem sempre isso é negativo, mas acrdito qeu o galo pode aproveitar melhor os jogadores que realmente carregam o piano. Pensemos uma coisa, filipe soutto está jogando mto como volante, mas para o brasileiro teremos Richarlysson, Dudu Cearense, Filipe soutto, toró e serginho brigando por 2 vagas, Rick e dudu cearense representam alto investimento, com risco de perder dinheiro com eles no banco. Pela nossa tradição vão ficar no banco o serginho, soutto e toró, sendo que 2 são da base… Espero que o Dorival seja bem coerente na hora de escolher os titulares do time, pois nosso histórico está contra nós neste quisito..

    Abraços aos amigos Lindson e Roberto

    1. Tiago,
      a velha máxima “Futebol é momento” é extremamente atual.
      Richarlyson e Dudu Cearense são excelentes volantes, vieram para ser titulares no Galo e o seriam em qualquer time brasileiro. Entretanto deverão demonstrar tal valor dentro de campo. Vejo que Felipe Soutto só tem a crescer, ele parece ter agarrado a oportunidade como se fosse a última, lembrando que já a aguardava há algum tempo.
      Tenho ótimas expectativas para com esse meio-campo, nem sei quando vi o time do Galo com tantos volantes de qualidade.
      Grande abraço meu amigo.
      Na esperança,
      @lindsonbrum

  11. Ótimo texto, mas sempre digo que é bom ir com calma quando se trata de jogadores da base do Galo. Na minha opinião, um dos motivos da grande depressão em que o Atlético se meteu nas últimas décadas é exatamente a falta de bons frutos na base. Pensem bem: quantos grandes jogadores foram formados no Galo nesses anos todos? Quantos jogadores da base atleticana tiveram grande destaque ou chegaram à seleção? Poucos … pouquíssimos! Não sei o que andaram fazendo nas categorias de base nesse tempo todo, mas o resultado não foi muito satisfatório não. Espero que as coisas estejam mudando, pois se nossa não começar a produzir craques o futuro será nebuloso, igualzinho ao passado mais recente. Tentem lembrar os bons jogadores formados pelo Galo últimos 20 e digam se eu não tenho razão … tem posição que eu não consegui achar um que preste.
    Saudações atleticanas do cerrado

    1. Nobre Cerrado,
      um dos motivadores do texto foi exatamente o cenário atual em detrimento de tanto tempo de frustração.
      Concordo muito contigo que os últimos anos foram nebulosos, mas pelo que sei muita coisa errada foi e continua sendo corrigida.
      Condiciono parte da minha esperança alvinegra no conjunto de fatores relacionados. A outra parte é aquela que não conseguimos explicar.
      Espero e confio que teremos alegrias a curto e médio prazo. Muitos não concordam com meu otimismo, alguns dizem ser vacinados quanto a certos momentos no Galo; mas o “momento” atual nunca foi vivido por ninguém, oi foi?
      Fico com a esperança.
      Abraço,
      @lindsonbrum

      1. Pois é, Lindson …Eu compartilho desse seu otimismo e confiança nos garotos que estão chegando. Aliás, se depender deles, teremos um futuro vitorioso pela frente. O problema é que, esse meu aparente pessimismo provém do fato de nem sempre as diretorias atleticanas sabem lidar com os jovens talentos que surgem na base. Mas, tudo indica que isto está sendo corrigido. E é essa perspectiva de mudança de postura que pode nos dar a esperança em dias melhores.
        Saudações atleticanas aqui do Cerrado Brasiliense …
        Galo sempre!

  12. Desculpem-me por insistir no assunto, mas vou um pouco além do meu último comentário. Já pararam pra pensar no tanto de “promessas” que nos iludiram nesses anos todos? Lembram do Reinaldo? Chegou-se ao sacrilégio de chamá-lo de novo “Rei”. E outros tantos: Cairo, Alcir, Hernani, Lincoln, Paulinho, Ramon, Tchô, Renan Oliveira, etc … foram tantos “foguetes molhados” que nos encheram de esperanças ao serem lançados e nunca “explodiram”. Espero, do fundo do meu coração, que isto esteja acabando. Precisamos de craques … ídolos formados na Cidade do Galo. Chega de falsas promessas. Pra terminar, lanço um desafio: tentem formar um time competitivo com jogadores formados no galo nos últimos dez anos. Já aviso logo que em algumas posições, como as laterais, o resultado é de chorar. O meu é o seguinte: Diego Alves; Marcos Rocha, Lima, Leandro Almeida, Tiago Feltri; Zé Antônio, Fillipe Soutto, Renato e Renan Oliveira; Eder Luis e Rafael Moura. Aí vocês vão me perguntar: “TIAGO FELTRI???? Como assim???” É, meus amigos … Viram como a realidade é cruel?
    Saudações

    1. Boa noite,
      Me desculpe a intromissão, mas acho que você está pessimista, sem perspectiva nenhuma e joga tudo no mesmo saco.
      Não é bem assim. O texto do Lindson exprime exatamente um bom momento vivido pela categoria de base, revelando alguns valores. Ninguém falou em um Reinaldo, mas já temos algo para ter esperança.
      Se liga, pois vivemos na mesma cidade e temos as mesmas notícias, das mesmas fontes, ou seja: quase nada…
      E sendo você de Brasília, que tal começarmos a armar alguma estratégia para incentivar a galera a “ver” o Galo?! Já temos um que frenquenta este blog, o Rafael, você e eu.
      Mas sei que tem mais…
      E, dá-lhe, Galo!

      1. Tem também a IMO que é de BSB

        Só para dizer, se você começar hoje com uma categoria de base, só vai conseguir, alguma coisa, daquí a uns 3 a 4 anos, antes sem chances, a não ser, que faça uma peneira e nela, consiga algum jogador da roça, de alguma fazenda, escondido, e que venha faça o teste e emplaque como uma promessa.

        Então meus caros, da época do Kalil, como presidente, só temos esta turma do sub 17 o resto, já estava no Galo, e alguns que foram comprados, como o Gionani, este menino que dorival tá insistindo com ele o Cláudio Leleu, ao Nikão que foi emprestado ao Vitoria e já tem propostas para ser vendido para Holanda, então da era Kalil, ainda demora uns 2 anos para surtir efeito.

        Mas quando Kalil entrou ele fez uma LIMPA na direção da base, e alguns jogadores também foram dispensados, e os que ficaram, estão ahí, tentando a carreira futebolistica.

        E lembrando, hoje é difícil demais, porque os empresarios agentes procuradores são iguais URUBÙS na carniça.

        Na Holanda, agora, um clube contratou um bebê de 1 ano e oito meses, pode isto.

      2. Até a Dilma é atleticana!
        Levem-na para os braços da Candangalo!
        Abraços,
        @lindsonbrum

      3. Caro Vicente … creio que você sofra do mesmo mal que eu, e tantos outros irmãos alvinegros aqui do DF. Essa sensação estranha de “exílio”, de quem está longe de BH e não respira aquele “atleticanismo” que está presente em toda esquina. Aqui, saímos nas ruas orgulhosos com nossos mantos sagrados e temos que ficar aturando os olhares arrogantes de torcedores dos times cariocas que infestam a capital, principalmente flamenguistas. Tô contigo e acho que temos que ter uma “comunidade” atleticana mais unida. Isso é bom até para incentivar os mais jovens, pois acredite, ser uma criança atleticana por aqui é quase que motivo para sofrer bullying. Tenho um filho de 7 anos e sei bem o que estou falando. Então, quais os pontos de encontro de atleticanos que vc conhece? Eu moro em Tagutinga, e aqui alguns atleticanos se reunem em um bar na praça do DI. Ví a final do último mineiro lá. Assisti alguns jogos do último brasileirão lá no AUTOZEMA, mas esse ano ainda não fui lá. Conhece mais algum?
        Saudações Alvinegras
        Galo Sempre!

Os comentários estão desativados.