MÁRIO MARRA FALA À NAÇÃO ATLETICANA – EM ENTREVISTA.

O L&N tem a imensa honra de entrevistar Mário Marra, um comentarista esportivo da mais alta qualidade, um dos melhores deste país. Mário Marra prontamente atendeu ao meu pedido e se dirigiu  à nação atleticana. E o fez com postura e opiniões corajosas que só os homens corretos possuem. Além disso, foi tão sincero na entrevista, que, ao ler a  última resposta (quando fala de sua mãe atleticana), não pude conter a emoção. E muitos também se emocionarão, tenho certeza.

Vamos à entrevista:

Lances & Nuances: Prezado Mário, você é recém saído de Minas Gerais. Hoje, atua na rádio CBN em nível nacional e também participa do “Arena”, programa esportivo do Sportv. O que mudou na sua vida profissional, além da mudança para São Paulo?

Mário Marra: Mudou muita coisa. Em BH, eu dividia minha vida profissional. Não podia me dedicar integralmente. Em São Paulo, a minha dedicação é integral e a minha preocupação é apenas com o trabalho. Não posso falar por outras pessoas, mas levo uma vida muito mais profissional e concentrada. Fiz minha rotina de trabalho e a Rádio estimula o meu desenvolvimento

L&N: Conte-nos um pouco de sua vida em Minas Gerais, do seu progresso pessoal por aqui e de como você se interessou pelo jornalismo esportivo.

MM: Sou daqueles alucinados por rádio e pelo futebol. Sou um consumidor de futebol e sempre quis trabalhar com esporte. Joguei futsal no juvenil da AABB e aos 19 anos senti que não dava mais para viver de sonho. Fiz duas cirurgias no joelho direito e passei a ter medo das divididas, ou seja, acabou a aventura com a bola.

Como sempre consumi futebol e sempre tive interesse pela parte tática que o futsal ensina muito bem, procurava ver o esporte com um olhar diferente e crítico. Em 2000, o então gerente de jornalismo da CBN, Walter Huamany, falou de mim para o Guiotti e tive a oportunidade de comentar meu primeiro jogo. Era um America x Rio Branco, de Andradas.

O detalhe é que estava com minha mãe no hospital e vivendo seus últimos dias. Encarei o jogo e dei muita sorte nas substituições. Fui chamado outras vezes e outras.

Em 2002, com a chegada da Rádio Globo Minas, assinei meu contrato como comentarista. Fiquei dois anos trabalhando, me divertindo, aprendendo e depois de dois anos é que fui contratado. Dois anos sem receber? Sim! Era uma aposta e deu resultado.

Fazia Publicidade e mudei o curso para Jornalismo. Acho que a base do trabalho foi o respeito. Não xingava ninguém e não é preciso ser jornalista para apenas gritar. Usava a ironia e a educação para falar que o jogador estava mal. Algumas pessoas passaram a perceber que eu procurava não repetir velhas fórmulas. Na verdade, sempre me senti incomodado com gritarias e ofensas. Tenho um filho e fico pensando o que ele sentiria se ouvisse que eu sou ridículo, idiota e por aí vai. Respeito é primordial.

L&N: Qual a sua opinião sobre Ricardo Teixeira, alvo de acusações graves de recebimento de propinas, mas que sempre consegue manter-se são e salvo no cenário brasileiro?

MM: Ricardo Teixeira representa o que existe de mais atrasado no país. É constrangedor perceber a arrogância e politicagem. Se ele tivesse interesse em melhorar o futebol brasileiro, já teria resolvido. São muitos anos de cargo e pouquíssima evolução. A estrutura do futebol brasileiro é errada. A CBF se serve dos clubes e deveria ser o contrário. A Copa do Mundo no Brasil era um sonho de infância e se transformou em uma grande decepção.

As coisas acontecem bem na nossa frente e vão continuar acontecendo. A Copa é dele e para ele. Quem se junta a ele corre o “risco” de se dar muito bem e de se queimar como profissional. Até parece que existe uma conspiração internacional contra ele. Ora! É óbvio que tem muita coisa mal explicada e culpa no cartório.

L&N: Sabemos que você tem um carinho especial pelo futebol mineiro. Sendo assim, você acha que o Daniel Carvalho, do jeito que está, deveria ter mais chances ou o Dorival Júnior está certo de mantê-lo até mesmo fora da lista de relacionados para os jogos?

MM: Não é que eu tenha um carinho pelo futebol mineiro. É que sou mineiro de coração. Nasci em São Paulo e vim pra BH com menos de dois anos. O Mineirão é minha casa profissional. Antes de completar meus 8 anos, no dia 5 de março de 78, estava lá com minha mãe e meu padrinho. Sinto-me mineiro e quero ser sempre mineiro.

Critiquei a contratação do Daniel Carvalho desde o anúncio e o tempo me mostra que eu não estava tão errado. O futebol dele não casa com a idéia de bola do Dorival. O time dele tem cara de time rápido e Daniel Carvalho trava o jogo, desacelera. Alguém poderia até argumentar que ele pensa o jogo e é verdade. Entretanto, é preciso entender que para o grupo, a presença dele no time titular não é boa. Os outros treinam, trabalham, emagrecem e ele nunca entra em forma? O que os outros jogadores falam entre eles? Como fica o treinador que cobra de uns e permite que outros se excedam? Sem falar no dinheiro jogado fora, né…

L&N: Apesar de estar apenas no início, qual seria a perspectiva do Galo para o campeonato brasileiro depois das duas vitórias recentes e do nível de futebol jogado até aqui? O que podemos esperar da equipe?

MM: Costumo ver e rever as coletivas na TV Galo. O discurso do Luxa era totalmente furado e fui muito criticado ano passado por falar isso. Pare para ver e rever o que o Dorival fala. A base, a idéia de time é a mesma desde o início do ano. Ele não se contradiz e não precisa apelar para o discurso do pão, da fome e outras viagens. Não sei se o Galo vai para a Libertadores, mas sei que o trabalho é mais confiável.

L&N: Recentemente, a Folha divulgou que o Atlético era o clube mais endividado do futebol nacional, o que foi prontamente desmentido pelo presidente Kalil, que acusou o jornal de se basear em dados errados. Posteriormente, outros meios de comunicação propagaram que o Atlético é o time mais rico do Brasil se forem considerados patrimônio, faturamento e gastos. Afinal, em quem podemos acreditar? Ou tudo é um jogo político de acordo com as circunstâncias?

MM: Não me pareceu um jogo político. Houve uma mudança da interpretação de uma nova regulamentação. O que percebo é que a imagem do Galo está mudando. Aquela idéia de um time que caminhava para a falência se desfaz. O investimento em estrutura faz bem e trará resultados. É uma pena que em campo as coisas ainda caminhem lentamente, mas é melhor acreditar em seriedade. Acho e repito que o Atlético precisa de uma oposição séria, inteligente e competente. Fatalmente eu votaria no Kalil, mas a oposição é salutar e engrandece, questiona. Alexandre Kalil faz um bom trabalho, mas não gosto de ver o conteúdo (que normalmente é bom) perder espaço para a forma (gritaria).

L&N: A mídia mineira é, aos nossos olhos, flagrantemente parcialista, da mesma forma que enxergamos a mídia nacional com o foco voltado para o eixo Rio/SP. Até quando _ no seu conceito de jornalista íntegro e isento _ vamos conviver com esse tipo de atuação, que abre mão da essência do jornalismo, que é o de bem informar sem subterfúgios e sem preferências?

MM: Não vejo solução. O Rádio é muito regional e o normal é que a tv e os jornais dediquem mais tempo aos clubes locais. Existem boas opções. O Ig Esporte faz uma cobertura legal, o Lance! também. Acompanho o Globo Esporte.com e percebo o espaço até nas coletivas do Atlético transmitidas ao vivo. A CBN procura ter uma visão nacional e a Estadão ESPN também. É devagar, mas aos poucos veremos algo de novo e menos regionalizado.

L&N: A torcida atleticana, meu caro Mário, admira o seu trabalho devido ao posicionamento sempre coerente e com muito conhecimento de futebol. Qual a sua mensagem para a numerosa nação atleticana para este ano?

MM: – O que falar para a torcida do Galo? Falar que nos poucos momentos de lucidez dos últimos dias da minha mãe, ela pedia para que eu cantasse o hino para ela? Falar que meu filho já sabe o que é sofrer com o time? Prefiro falar que o Galo está andando para frente. É impossível separar a paixão e achar que o Atlético vai caminhar apenas com a razão. Se eu pudesse pedir alguma coisa, eu pediria o que sempre procurei fazer: não vaiar nunca. Eu disse NUNCA! Por mais que os jogadores não mostrem esforço ou técnica, eles usam a camisa e participam da história. Contra aquela camisa não deveria haver vaia. Sei que o sofrimento e o descontentamento são grandes, mas são menores que a esperança de um dia ver um time que honre a torcida. Acredito no trabalho do Dorival e acho que com seriedade, as coisas podem caminhar melhor.

Muito obrigado pela entrevista, caro Mário Marra.

Para seguir o entrevistado no twitter,  clique aqui

Para seguir este blogueiro no twitter, clique aqui

Anúncios

34 comentários sobre “MÁRIO MARRA FALA À NAÇÃO ATLETICANA – EM ENTREVISTA.

  1. Muito legal a entrevista com o Marra, Roberto.
    Ele é um dos principais comentaristas que tempos hoje,
    sempre antenado e compromissado com a verdade!
    É um dos poucos daqui de Minas que salvam…

  2. Bela entrevistas…

    Parabéns ao Mario que conseguiu crescer na profissão sem vender seus valores! Espero sinceramente que continue assim pois o jornalismo esportivo brasileiro precisa disso!

    Sucesso!

  3. Sensacional Roberto.
    Excelente entrevista, com perguntas inteligentes e diretas como um jornalista desse porte merece. O Marra é um cara autêntico que não se esconde e nem se manifesta para agradar A ou B. Emocionante a declaração sobre a mãe atleticana e animadoras as palavras de otimismo quanto ao futuro do nosso GALO.
    Abraços.

  4. Muito boa a entrevista.Para não me alongar, destaco exatamente a última resposta do Mário quando ele fala de um comportamento deplorável de parte de nossa torcida( se é que realmente são torcedores!): a vaia!Eu perco o prumo quando vejo a torcida vaiando jogador qdo o mesmo erra um passe ou perde um gol.Esta não é a torcida do Galo da qual me orgulho de fazer parte!A Massa já transformou o limitado em mito, o medíocre em craque e o desacreditado em lenda.Aí me vem um grupo de “çábios” à beira do gramado que se comprazem em vaiar o time?Francamente não entendo!Aquele abraço.

    http://www.twitter.com/gilciano

  5. As vezes leio, ouço e escuto coisas a respeito do GALO e a sua torcida, e quanto mais ouço, escuto, leio menos eu sei o porquê desta quimica que há entre o GALO e a torcida. É um coisa que não dá pra entender, sobrenatural.

    As suas palavras Mario, me deixaram comovido, pois são pessoas como vc, num simples testemunho que eleva a grandeza e o sentimento do atleticano. Parabens . Abraço.

  6. Roberto,

    Do Carvalho a entrevista. Sou amigo do Mario Marra, ambos fomos representantes da industria farmacêutica, eu ainda sou, e sei o tanto que ele é sério e competente. Já dividimos muitos cafés e almoços para falar dessa paixão que se chama CLUBE ATLÉTICO MINEIRO. E como não se emocionar com história da mãe. Isso é Galo!!! Sem mais.

    Thalmo Pimentel

  7. __ Parabéns Roberto,o L&N em breve se tornará[não é, que já não o seja]um meio de comunicação e informação, dos mais respeitado que já se viu e, ouviu falar, em sítios de Blogs Esportivos na internet.Sabes o porque[?],simples..! diversificação,aliada a credibilidade.Tu,num espaço de tempo curto,proporcionou-nos entrevistas, com dois dos mais capacitados e imparciais, comentaristas esportivos que atuam no futebol tupiniquim,Lédio Carmona e Mario Marra.Esta é minha opinião,e acho que tu compactuas com ela,caso contrário não estarias perdendo teu precioso tempo, nos brindado com as entrevistas feitas com eles.[aqui sem babação,não precisas disto,ok!;-)

    __ Mário,deve ter sido duro atenderes o pedido de vossa mãe,mas ao mesmo tempo prazeroso,fico imaginando a alegria que tu,proporcionastes á ela.Chego a arrepiar-me só de imagimar,putss…!Todo aquele que honra pai e mãe,é abençoado;e tu deves ser um deles…parabéns cara, pelo homem e pelo profissional que tu és.

    Saudações ALVINEGRAS

  8. “Se eu pudesse pedir alguma coisa, eu pediria o que sempre procurei fazer: não vaiar nunca. Eu disse NUNCA!”

    Frase lapidar!

  9. Nossa, bacana demais.

    Já admirava o trabalho dos dois, agora, mais ainda.

    E sem fingimento, meus olhos se encheram de lágrimas na resposta à última pergunta. Bacana demais!

    Salve Roberto! Salve Mário!

    Abraços.

    @RuyMorato

  10. Nóóóó!!
    Muito legal esta entrevista.
    E você tem razão, mestre blogueiro: não dá para ler a última resposta impunemente. É de rasgar o coração. Obrigada, Roberto, pela iniciativa. Obrigada, Mário Marra, pela disponibilidade.
    Gosto de palavras que geram esperança.
    Há poucos dias escrevi algo sobre esperança, acho até que já postei aqui, mas não lembro direito, então vou repetir:

    Não podemos fabricar esperança a partir do nada. Mas devemos regar a que vemos nascer teimosa, pequenininha, boba, até que crie raízes tão fortes que já não possa ser outra coisa senão nossa, outra coisa que não nós. (Ana Cris Gontijo)

    Galoooo!

    Um abraço alvinegro.

  11. Primeiramente, quero parabenizá-los pela ótima entrevista.
    E, que isso cara.. essa última parte da entrevista, foi um golpe. Me emocionei aqui!
    Sinceramente, não consigo explicar esse sentimento pelo CLUBE ATLÉTICO MINEIRO. quando vejo histórias como esta, quando menos percebo, as lágrimas já estão prontas para caírem.
    Assim como disse o cara do post acima, é algo sobrenatural mesmo e, realmente não dá pra entender esse sentimento, que nós atleticanos temos pelo time. Não sei se vamos conquistar tìtulos de “expressão”, se vamos ser campeões da Copa Do Brasil, Libertadores ou até mesmo Mundial. Se isso acontecer, será ótimo, lógico! Mas, se não acontecer, sinceramente!?.. Não serei menos ATLETICANO que sou hoje. Além disso, a única certeza que realmente tenho, é que NUNCA abandonarei o CLUBE ATLÉTICO MINEIRO!
    Abraços!

  12. Sem palavras….. a ultima parte da entrevista me deixou assim…. por isso que é tão dificil explicar o que é ser ATLETICANO, gostaria muito que os torcedores mais novos, tivessem este encantamento com o GALO igual temos.
    Quanto ao Mario Marra, vi ele domingo no Meio de campo da rede minas, o cara é craque, e enxerga como nós os erros do time do GALO, mas também vê as virtudes da equipe.

  13. Meus sinceros parabéns ao Roberto e ao Mário pela excelente entrevista.

    Avante SENHOR SUPREMO DAS ALTEROSAS!

  14. Bom Dia

    OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

    Já se passaram 2 (dois) dias da publicação de mais um escândalo do império perrellista e até agora a imprensa azul covarde perrellista não tocou no assunto!

    O Zezé Perrella, como sempre, PARA DESVIAR O FOCO dos escândalos, exigiu que foi feito as pressas uma lista APONTANDO O TIMECO FALIDO EM 4º LUGAR NO RANKING DA CONMEBOL E Já ordenou que essa imprensa podre, covarde e inescrupulosa publicasse e a ordem foi obedecida conforme os capachos :

    http://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2011/05/30/noticia_cruzeiro,185729/cruzeiro-segue-em-4-lugar-no-ranking-da-conmebol-atualizado-nesta-segunda-feira.shtml

    Meus amigos vocês perceberam como esses omissos, covardes e inescrupulosos da imprensa mineira fazem JUS aos adjetivos aplicados não é mesmo?
    ENTÃO VAMOS CONTINUAR INSISTINDO COM A MATÉRIA ABAIXO

    QUESTIONADOS PELA PRESSÃO DAS PESSOAS DE BEM SOBRE O CASO CONFORME AS FONTES: http://www.hojeemdia.com.br/cmlink/hoje-em-dia/noticias/politica/zeze-perrella-pdt-tem-patrimonio-invejavel-que-o-tre-desconhece-1.286981

    http://blogdojuca.uol.com.br/2011/05/perrela-o-ameacador/

    VÁRIOS E VÁRIOS SERVOS DOS METRALHA SE OMITIRAM COM DESCULPAS PORCAS E INFANTIL. VAMOS CITAR APENAS EXEMPLOS DE JORNALISTAS RESPONDERAM:

    SERÁ QUE ELES ESQUECERAM E FINGE ESQUECER QUE O ACUSADO, DENUNCIADO… ANÃO DE JARDIM PERTENCE AO MEIO ESPORTIVO. É UM PRESIDENTE DE CLUBE E POR ISSO ESSA MATÉRIA TEM QUE SER DIVULGADA E COMENTADA COMO DETERMINA A CARTILHA ?

    Fábio Pinel: Assunto para TRE/MG, Polícia Federal e outros. Não tenho competência para debatê-lo. Limito-me a estranhar certos fatos…

    Dimara Oliveira: essa situação não é da minha editoria querido.Ela se refere a política e a geral.O nosso jornalismo geral já está trabalhando

    NÃO PODEMOS ESQUECER QUE ESSA IMPRENSA VIVIA ARREBENTANDO COM O EURICO MIRANDA, DUALIB, PAULO CURI, ZIZA RICARDO GUIMARÃES, KALIL ETC… EM SEUS TWITERES , BLOGS, SITES PROGRAMAS ESPORTIVOS?
    MAS QUANDO SE TRATA DOS IRMÃOS METRALHA, MAIS ESPECIFICAMENTE O ANÃO DE JARDIM , ESSA GENTE COVARDE E INESCRUPULOSOA DA IMPRENSA-MG FICA MUDA, CALADA, OMISSA…

    VALE LEMBRAR QUE ESTAMOS MONITORANDO TODOS OS PROGRAMAS ESPORTIVOS E POLÍTICOS DE MINAS GERAIS E ATÉ O MOMENTO A IMPRENSA NÃO DIVULGOU NADA. ESTÃO TODOS MUDOS E SE BORRANDO DE MEDO ANÃO QUE AMEAÇOU A JORNALISTA E A TODOS QUE PELO MENOS TENTAR DIVULGAR!

    Ontem no programa bastiZEIRO do repórter João Vitor Xavier, o MESMO QUE TRATOU A TORCIDA ATLETICANA DE “CACHORRADA” O REFERIDO REPÓRTER TAMBÉM NÃO TOCOU NO ASSUNTO.
    VALE LEMBRAR QUE ESSE REPÓRTER TEM DETONADO COM A INSTITUIÇÃO ATLÉTICO, JÁ CANSOU DE COMENTAR E DIVULGAR TUDO SOBRE O GLORIOSO EX; DÍVIDAS , ATRITOS POLÍTICOS, ATRASO DE SALÁRIOS ETC…CERTAMENTE A MANDO DOS IRMÃOS METRALHAS.
    E PRA VARIAR ESSE REPÓRTER QUE É DEPUTADO QUE vc torcedor atleticano o ajudou a ser eleito, fez questão de divulgar mensagens de marias fazendo chacota com o glorioso e com a massa dizendo que : “o flanelinha voltou. o Atlético está guardando a vaga para eles”

    MEUS AMIGOS FICAM TODOS VCS SABENDO QUE O ÚLTIMO JORNALISTA QUE PERDEU SEU EMPREGO , FOI O CLÉSIO GIOVANI QUE PUBLICOU A MATÉRIA SOBRE OS JOGADORES : Diego Renan, Edcarlos, Montillo, Pedro Ken e Dudu, barrados na Boate Chalezinho!

    COMO DIZ UMA COLEGA ISABELLA “O mais engraçado é ver o comparsa dele, Aécio Neves, bradando aos quatro cantos que exige a investigação sobre o enriquecimento do Pallocci. Qual será a opinião o Aecinho para o correligionário dele?”
    ALÔ: MP, PF, CONSELHO DE ÉTICA, SINDICATO DOS JORNALISTAS, OAB E AMCE,
    VCS VÃO ASSISTIR TUDO ISSO CALADOS?
    AS DENUNCIAS SÃO GRAVES!
    A IMPRENSA AZUL COVARDE ESTA PRESTANDO UM GRANDE DESERVIÇOS AO POVO CO ESSA OMISSÃO!
    E A AMEÇA DO ANÃO AOS JORNALISTAS, ESPECIALMENTE A JORNALISTA AMÁLIA GOULART ?

  15. Amigo, a entrevista que você publica no L&N é mais um daqueles textos seu que copio e gravo no meu arquivo pessoal, para ler em outros momentos.
    Sabia que você é um grande escritor, um blogueiro como poucos que há nesse mundo virtual da internet…
    Parabenizo-o pela entrevista, pela forma e conteúdo das perguntas. Excelente.

    Quanto ao Mário fiquei admirado com a sinceridade, e com a forma como colocou suas idéias. Admiráveis. A resposta a última pergunta é emocionante. Mário Marra fará parte dos poucos jornalistas esportivos que respeito, dos poucos que vou parar para ouvir. Obrigado Roberto por me apresentá-lo.
    Jota.

  16. Conheço pessoalmente o Mario , o cara é tudo isso que ele falou ai ! Autêntico , verdadeiro e profissional acima de tudo !
    Parabéns Roberto pela bela entrevista !

  17. Parabens,mt boa entrevista. Concordo com o q ele disse sobre as vaias. No jogo da final com o cry, a torcida vaiou o Patric num jogo contra o maior rival emq o time tava jogando bem. Independente do cara ta mal no jogo, qdo a torcida comeca a vaiar jogador do proprio time a tendencia eh coisa desandar. Outra coisa, penso q por piores q sejam esses jogadores q a torcida pega no pé, eles sao patrimonio do Galo e desvaloriza-los eh desvalorizar o proprio Galo. O Kalil ja disse uma vez q o Galo compra e vende seus jogadores como qq time no Brasil, por isso acredito q importante controlar os animus, pq se nao so vai jogar bola nesse time Felipe Souto e Giovani e qdo o Galo precisar fazer caixa vai ser p cima desses q os clubes europeus virao, ficando os d+ encostados no clube.

  18. Eh Roberto, este blog esta caminhando a passos largos para se tornar um dos principais blogs esportivos. Te dar os parabens pelos trabalhos apresentados aqui ja esta virando um lugar comum, mas nao posso deixar de repetir… parabens pelo excelente trabalho!
    Eh deste tipo de profissional competente e comprometido com a profissao que o mercado anda carente.
    Como vc. mesmo disse, eh impossivel chegar ao final desta entrevista sem se emocionar e a cena nos vem a cabeca. Quanto amor esta senhora teve pelo Galo!
    Parabens Marra! Continue com a sua jornada e sera cada vez mais recompensado por ele! Espero que o seu filho, que ja sabe o que eh sofrer por um time, tambem descubra o que eh torcer por um time respeitado nacionalmente e possa, junto com a Massa, comemorar titulos e conquistas!
    Um abraco!

  19. Parabens ao Roberto pela ideia da entrevista, sempre admirei o Mario Marra, mas agora o admiro muito mais. Otimas perguntas, otimas respostas, uma entrevista show de bola pra MASSA se deliciar, e tbm para os cruzeirenses que visitam o blog, que eu imagino que não devem ser poucos, pq morrem de inveja de tudo que é do Galo. Galoooooooo

  20. Mário Marra: – O que falar para a torcida do Galo? Falar que nos poucos momentos de lucidez dos últimos dias da minha mãe, ela pedia para que eu cantasse o hino para ela? Falar que meu filho já sabe o que é sofrer com o time?

    Sensacional esse trecho!
    Valeu, Roberto. Que o sr publique outras entrevistas interessantíssimas como essa.
    Parabéns.

  21. Bom dia ROBERTO!

    Ainda insisto que vc deveria criar um tópico semanal para o JULIO CÈSAR divulgar o OBSERVATÓRIO DA IMMPRENSA.

    Ou então JULIO CESAR, vc criar um BLOG sobre essas informações.

    São sensacionais e devem ser divulgadas.

  22. Bom Dia!

    OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

    COVARDES AMORDAÇADOS

    Já se passaram 3 (três) dias e até agora nada da imprensa azul covarde perrellista divulgar e comentar sobre as falcatruas publicada pelo isento Jornal hoje em dia , matéria da independente e honesta jornalista Amália Goulart.

    INTERESSANTE QUE A RÁDIO DO EMANUEL RAPOSA CONSIDERADA A QUE MAIS PROTEGE E ESCONDE AS SUJEIRAS DO MUNDO PODRE PERRELISTA CONTINUA FINGINDO QUE NÃO SABE DE NADA.

    ONTEM NO PROGRAMA BASTIZEIRO ESTAVA REUNIDO A TURMA DOS SERVOS PERRELLISTAS, Leopoldo Siqueira, dimara, Alexandre Simões, João Vitor e mais uns que falhou na memória, eu até achei que iriam comentar sobre a matéria do Hoje em dia, feita pela jornalista Amália Goulart, mas como era esperado, nada foi comentado. Fizeram perguntas aos convidados Rafael Miranda e Rafael, goleiro do timeco falido.
    Eu até desconfio que eles fossem comentar, mas foram impedidos… Sei lá.
    Meus Amigos a ameaça do anão a imprensa, especificamente a jornalista Amália é caso de Polícia.
    O que me deixa intrigado é a omissão de toda imprensa que sempre é ameaçada e humilhada pelo anão e problema é que o Sindicato dos jornalistas (se é que existe) e AMCE-MG não fazem nada para defender a classe!

    GENTE A COISA É SÉRIA E CASO DE POLÍCIA. O presidente do Cruzeiro ameaçou a repórter e prometeu retaliação. “Estou doido para pegar um jornalistazinho assim, igual a você. Isso vai ter volta. Vai ter retaliação”, afirmou.

    E AI SEUS COVARDES, VCS NÃO VÃO FAZER NADA? VAI ACEITAR MAIS ESSA AMEAÇA? NÃO VÃO SE DEFENDER E DEFENDER A JORNALISTA?
    VCS SÃO UNS COVARDES. UNS TRASTES HUMANOS!
    ALÔ MP, PF, CONSELHO DE ÉTICA, SINDICATO DOS JORNALISTAS, OAB E AMCE VCS VÃO FICAR INERTES IGUAL A ESSA IMPRENSA COVARDE?

    MINHA MENSAGEM ENVIADA PARA O BLOG DO INDEPENDENTE E HONESTO JUCA KFOURI
    Juca que deixa revoltado o povo de bem das Minas Gerais é a omissão da imprensa mineira. Ninguém coomenta nada. Jamais comentaram nada. Os poucos que publicou e pelo menos abriu a boca…foram demitidos dos seus empregos. Os perrellas vem aprontando e sendo investigados desde 2003 e nunca a imprensa comentou ou publicou algo. Um jornalista de nome alexandre simões foi quem começou a investigar e chegou a publicar uma matéria “paixão & fortuna” Enriquecimento ilcíto dos perrellas. Só que ele foi demitido e ninguém saiu em sua defesa. Todos ficaram mudos ex: Conselho de ética, Sindicato dos jornalistas e AMCE e até hoje são omissos. Dizem que essa gente se borra de medo dos perrellas e são comprometidos com eles.

    Isso é uma vergonha para o povo mineiro.

    Muita gente…mas muita gente entupiu de mensagens a imprensa: rádio itatiaia, inconfidência, rádio globo-Minas, Jornal Estado de Minas, Revistas, Site super esportes, tv alterosa, rede globo, Band minas, Rede minas …enfim toda imprensa para que fosse noticiado essa matéria que entrevistassem os perrellas e todos os envolvidos, como ele sempre fazem quando se trata de dirigentes de Atlético e outros clubes, mas nada…ninguém até agora comentou nada…! Estão todos calados na maior COVARDIA.eu queria ver como e com que cara esses sujeitos da imprensa conseguem olhar para seus entequeridos? No mínimo são todos covardes
    Parabéns a jornalista Amália Goulart e ao Jornal Hoje em dia, o único que tem publicado as falcatruas do mundo sujo perrellista e a Vc Juca que tem nos passado informações de tudo já que a imprensa mineira é omissa e covarde e sempre está de joelhos cumprindo os anseiso perrellistas

  23. Bom dia !

    Caro Julio Cesar, porque o espanto ?

    Você já leu alguma noticia criticando o Aecio Neves nestes ultimos 10 anos, em Minas Gerais ?

    Abraços…

  24. Muito boa a entrevista com o Marra e por isso que sou viciado no L&N…rsss

    Atleticano não é apenas um torcedor de futebol.

  25. muito boa a entrevista roberto, sempreachei o mario marra o melhor comentarista mineiro.
    a dimara tb é muito boa isenta, peca so com alguns de seus comentaristas, que secam o galo, mas ela é ótima.
    osvaldo faria tb era bom. mas que a imprensa mineira tem um pé preso com o perrela eu acho ou isso é fantasia?

    1. Dimara??? Vc só pode estar de brincadeira né filho?! Ela não tem nada de isenta. Ela é totalmente azul camarada. Se liga. REspeito sua opinião, mas a partir de agora passa a perstar mais atenção nela pra vc ver e vai me dar razão.

  26. Boa noite.
    COMUNICADO!!!
    COPIE TODA ESSA MATÉRIA E ENCAMINHA PARA RADIO ITATIAIA: http://www.itatiaia.com.br/site/interativa/contatos_imediatos
    NÃO VAMOS DEIXAR O ANÃO E EMANUEL RAPOSA/JOÃO VITOR NOS FAZER DE OTÁRIOS COMO JÁ FIZERAM DURANTE TODOS ESES ANOS. NESSAS ALTURAS ELES JÁ DEVEM TER COMBINADO ALGO DO TIPO: PERGUNTAS DOCES E RÁPIDA E RESPOSTA IDEM! SÓ PARA TENTAR NOS DAR UMA SATISFAÇÃO. VAMOS COBRAR UMA SABATINA E ENTREVISTAS NÃO SÓ COM O ANÃO , MAS SIM COM TODOS OS ENVOLVIDOS EM TODAS AS ACUSAÇÕES !
    LEBREM-SE QUE ESSA GENTE CRIOU O DOSSIÊ DO GALO
    E HÁ POUCO TEMPO MONTARAM UMA EQUIPE DE JORNALISTAS PARA SABATINAR O KALIL: TV Alterosa, o Superesportes e o Estado de Minas
    Paulo Galvão – Estado de Minas
    Péricles de Souza – TV Alterosa
    Rodrigo Fonseca – Superesportes
    Victor Martins – TV Alterosa e equipe do Emanuel raposa

    OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA

    Meus amigos de bem de Minas e de todo o Brasil, Vejam as Mentiras e desculpas porcas do chefe maior da itatiZEIRO, sr. EMANUEL RAPOSA, que sentiu a pressão da massa devido a omissão dele e seus subordinados referente as dezenas e gravíssimas denuncias e acusações aos irmãos perrellas, mais exclusivamente ao anão de jardim!
    ER disse que a rádio dele tem credibilidade e por isso não comentou nada sobre as acusações feitas por um jornal, o hoje em dia ao anão de jardim, até porque a matéria não é do futebol e sim da política, economia e policial.
    ENTÃO PARA ER O JORNAL HOJE EM DIA NÃO TEM CREDIBILIDADE!
    ORA ER, ENTÃO PORQUE VC NÃO ENCAICHOU ESSA MATÉRIA NOS PROGRAMAS DE JORNALISMO DA EMISSORA ( jornal da itatiaia, chamada, rádio vivo,itatiaia patrulha etc.?)
    ORA ER, VC CRIOU O “DOSSIÊ DO GALO” SENDO QUE A MAIORIA DOS CONTEÚDOS NÃO ESTAVAM LIGADOS AO FUTEBOL E ISSO ARREBENTOU COM O CLUBE. DESTRUIU A IMAGEM DO CLUBE, AFASTANDO OS INVESTIDORES, PATROCINADORES, EMPRESÁRIOS DE JOGADORES ETC, MAS GRAÇAS AOS ATLETICANOS AUTÊNTICOS COMO O KALIL, O CLUBE RESURGIU DAS CINZAS!
    O repórter João Vitor xavier que sempre detonou com o Atlético em seu programa. Ele tem a mania de dizer que a Itatiaia gosta de ouvir os dois lados como manda o bom jornalismo. Só que esse conceiro só funciona quando se trata de Atlético. Ele e os demais convidam todos os envolvidos como fizeram na criação “DOSSIÊ DO GALO” entrevistaram o Presidente do clube, do conselho, sócios, ex-prsidentes, etc…etc… e até o MP !
    ENTÃO SR. JOÃO VITOR, JÁ QUE ANÃO VAI AO SEU PROGRAMA NESTA QUINTA-FEIRA( 02/06)
    E FAÇA ENTREVISTAS COM TODOS OS ENVOLVIDOS: A JORNALISTA DA MATÉRIA, O EDITOR DO JORNAL E TODOS OS CITADOS NO CASO!
    APROVEITE TAMBÉM E FAÇA AS PERGUNTAS AO ANÃO SOBRE TODAS ESSAS ACUSAÇÕES CITADAS ABAIXO, QUE VCS E NINGUÉM DA IMPRENSA TIVERAM A CORAGEM DE DIVULGAR E COMENTAR. TODAS AS MATÉRIAS TEM FONTES E SÃO DE PROFISSIONAIS DE FORA DE MINAS, JÁ QUE VCS SEMPRE FORAM OMISSOS EXCETO QUANDO SE TRATA DE ATLÉTICO!!!

    A MATÉRIA Paixão & fortuna

    A dedicação dos irmãos Perrella transformou o Cruzeiro em potência
    futebolística. Na esteira do sucesso do clube, progrediram nos negócios e
    ficaram
    milionários

    Alexandre Simões, Alessandra Mello e Maria Clara Prates Marcelo Sant‘anna
    30/11/03

    AS ACUSAÇÕES DO CONSELHEIRO FERNANDO TORQUETTI

    O conselheiro Fernando Torquetti Júnior contesta a afirmação corrente de que o Cruzeiro está com as contas equilibradas e afirma que o clube tem uma dívida de aproximadamente R$ 100 milhões. O conselheiro acusa a atual diretoria de maquiar o balanço, de contratar parentes e de usufruir do patrimônio cruzeirense.
    “O Cruzeiro hoje é um time endividado, diferentemente do que é divulgado pela imprensa. O Cruzeiro tem uma dívida de mais de R$ 100 milhões e existe na diretoria um cabide de empregos muito grande, algumas famílias dominam vários empregos, com salários astronômicos, de R$ 5 mil, R$ 7 mil, R$ 18 mil”, afirmou o candidato, em entrevista à Rádio Itatiaia.
    “O balanço do Cruzeiro embute dívida de R$ 60 milhões, muito bem detalhada pelo doutor Norival Rezende, presidente do Conselho Nacional de Contabilidade. Ele mostra onde o Cruzeiro conseguiu esconder essa dívida. Ele pegou os direitos federativos dos jogadores, em torno de R$ 57 milhões, e inseriu esse valor no balanço, o que é proibido”, detalhou Torquetti.
    O restante da dívida seria constituída por ações na Justiça. “A sede da rua Timbiras, aquele edifício magnífico, de sete andares, pelo menos três vazios, está penhorada pelo estado de Minas Gerais. Nós temos hoje, em sentença julgada no Tribunal de Justiça, R$ 26 milhões, valor base. Se você reajustá-lo, vai para R$ 40 milhões. Então o Cruzeiro deve hoje em torno de R$ 100 milhões”, completou Torquetti.
    Ele contesta até a maneira como o clube se defende. “Nessas ações no Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o Cruzeiro tem 55 advogados. Você imagina o valor dos honorários. Essa administração que fala que não deve ninguém, que é competente, poderia explicar porque tem tantos advogados à disposição”, concluiu.

    CARROS IMPORTADOS

    Outro questionamento do candidato diz respeito à frota de carros do clube. “Eu sou candidato de oposição para saber para onde vai o dinheiro. O Cruzeiro tem hoje 11 carros, quatro deles importados, à disposição da diretoria. Esses carros estão com os impostos, o seguro, a gasolina e as multas, pagos pelo o Cruzeiro. O Cruzeiro precisa de uma frota dessa, mais de R$ 500 mil em carros?”, indagou Torquetti.
    O conselheiro acusou ainda o vice-presidente de futebol, Zezé Perrella, de fazer mau uso do carro. “Por que o vice-presidente de futebol tem um Toyota Corolla que foi dado perda total, no dia 5 de setembro, um domingo, às 22h? E dirigido por um rapaz de 22 anos, chamado Fábio Elias, nós temos o boletim de ocorrência. Como que um carro do Cruzeiro estava na mão de um rapaz de 22 anos, às 22h de um domingo?”, questionou.
    Torquetti diz que virou candidato à presidência por discordar do último balanço das contas do Cruzeiro, e da maneira com que ele foi submetido ao Conselho Deliberativo. O candidato definiu a contabilidade do clube como “uma caixa preta a que ninguém tem acesso”.
    “Nos anos anteriores, sempre os conselheiros receberam com três meses de antecedência o balanço, você podia verificar o que estava acontecendo. Este ano, o balanço não foi entregue com antecedência. Foi entregue para algumas pessoas, no finalzinho da assembléia. Quando a assembléia estava vazia, fizeram a aprovação do balanço”, contou.
    O desportista mineiro, em especial o verdadeiro torcedor cruzeirense quer saber como ficou essas sérias denúncias do conselheiro Fernando Torquetti?
    Porque a imprensa mineira nunca levou ao conhecimento dos cruzeirenses essas denúncias?

    Fonte: http://www.cruzeiro.org/noticia.php?id=18682

    IRMÃOS PERRELLAS SÃO INDICIADOS POR LAVAGEM DE DINHEIRO

    A Polícia Federal abriu inquérito para investigar possível enriquecimento ilícito do atual presidente do Cruzeiro e deputado Zezé Perrella e do seu irmão, Alvimar de Oliveira Costa, que também já foi mandatário do clube mineiro. Ambos são acusados de lavagem de dinheiro e evasão de divisas na venda do zagueiro Luisão para o exterior.
    O inquérito conclusivo da Polícia Federal mostra que o defensor da Seleção Brasileira foi negociado por US$ 2,5 milhões para o Central Espanhol Futebol Clube, do Uruguai.
    Posteriormente, o clube de Montevidéu negociou Luisão para o Benfica por cerca de US$ 1 milhão a menos. A PF sustenta que se trata de uma ponte comercial usada para ocultar recursos não declarados ao fisco.
    Outra negociação está na mira da Polícia Federal. Há fortes indícios de irregularidades na ida do volante Ramires para o Benfica no ano passado. O Central Espanhol também teria sido usado como ponte para chegar a Lisboa.
    O clube do Uruguai, com sede em Montevidéu, seria usado como “laranja” do mega empresário uruguaio Juan Figger, que tem boas relações com a cúpula do Cruzeiro.
    FONTE: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4441507-EI5030,00-Irmaos+Perrella+sao+indiciados+por+lavagem+de+dinheiro.html

    JUSTIÇA FEDERAL INVESTIGA IRMÃOS PERRELLAS

    O presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella e seu irmão Alvimar, estão sendo investigados por sonegação fiscal e evasão de divisas
    Se não bastasse a eliminação precoce no Campeonato Mineiro e na Copa Libertadores da América, o presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella e seu irmão e ex-dirigente do clube Alvimar de Oliveira Costa, se veem às voltas cada vez mais com problemas na Justiça Federal. E todas as tentativas dos irmãos Perrellas de reverterem a situação em seu favor têm sido frustradas. Dois despachos do Superior Tribunal de Justiça (STJ) datados de 2008 reforçam a situação complicada dos dirigentes.

    O primeiro de 5 de agosto de 2008 trata do pedido de habeas corpus impetrado pelos dirigentes para tentar barrar a quebra de sigilo bancário e fiscal dos dirigentes (Zezé Perrella e Alvimar Oliveira Costa), mas negado pelo STJ. O despacho do ministro relator Og Fernandes, destacou parecer do Procurador Regional da República, Osnir Belice, que afirma que “a quebra do sigilo bancário e fiscal dos dirigentes das empresas e do Cruzeiro Esporte Clube também se faz necessário pois há evidentes indícios de que valores da venda dos passes dos jogadores, bem como outras rendas do citado clube foram desviados em proveito próprio, deixando de declarar ao Fisco, o que constitui crime”.

    Conforme o documento há ainda indícios de lavagem de dinheiro. No pedido de habeas corpus, impetrado em agosto, o advogado dos dirigentes era Ildeu da Cunha Pereira, ex-superintendente jurídico do próprio do Cruzeiro, e que foi detido durante a operação ‘Avalanche’ juntamente com o empresário Marcos Valério, apontado como cabeça do Mensalão.

    A operação ‘Avalanche’ desbaratou um esquema de empresários, despachantes, advogados e policiais civis e federais suspeitos de extorsão, corrupção e fraude fiscal. Em outra tentativa, de 1º de outubro 2008, o habeas corpus foi novamente negado.

    Recentemente outros dois inquéritos foram abertos pela Polícia Federal para investigação de lavagem de dinheiro e evasão de divisas supostamente praticados pelos dirigentes na venda do zagueiro Luisão em agosto de 2003 para o Benfica, de Portugal. A venda do volante Ramires para o Benfica no ano passado também está sob investigação. A PF encaminhou os inquéritos para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região de Brasília.

    Em nota divulgada no site do clube (www.cruzeiro.com.br), o presidente Zezé Perrella garante que a negociação de Luisão ao Benfica foi legal. Ele informa que os 100% dos direitos esportivos do jogador foram adquiridos pelo empresário uruguaio Juan Figger por US$ 2,5 milhões , através do Central Espanhol Futebol Clube, do Uruguai “como comprova toda a documentação, em uma transação absolutamente normal, já que é sabido por todo mundo no futebol que nos acordos comerciais os investidores necessitam de clubes para federar seus atletas”.

    Em outro trecho da nota, o dirigente explica que a negociação de Ramires foi feita diretamente com o Benfica. Perrella diz ainda que as autoridades policiais investigaram cerca de 140 contratos de negociações envolvendo o clube nos últimos dez anos e não encontraram irregularidades.
    Fonte:
    http://www.hojeemdia.com.br/cmlink/hoje-em-dia/esportes/justica-federal-investiga-irm-os-perrella-1.120338

    RECEITA FEDERAL INVESTIGA O CRUZEIRO TERIA FATURADO R$ 89,9 MIHÕES
    O Cruzeiro teria sido o quarto clube do Brasil com a maior arrecadação em 2005: R$ 89,9 milhões. Os números foram apresentados nesta quinta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo. A reportagem informa que 12 clubes do país, entre eles o mineiro, passarão por um pente-fino da Receita Federal por figurarem entre as 12 mil empresas que mais faturaram no Brasil durante 2005.
    A Folha destaca que a Receita Federal tem por norma fazer averiguações mais profundas nas 12 mil pessoas jurídicas com maior arrecadação e naquelas que superam faturamento anual de R$ 45 milhões. O Santos foi o clube brasileiro que mais faturou em 2005: R$ 139,9 milhões. Só 2.967 empresas obtiveram receita superior ao clube paulista naquele ano.
    A diretoria do Santos explicou que o valor se deveu em parte à venda de Robinho ao Real Madrid por 30 milhões de euros.
    No Cruzeiro, o diretor financeiro Nélio Lopes explicou que 2005 foi o ano da venda de Fred para o Lyon por 15 milhões de euros. O clube ficou com 12 milhões (sem retirar comissões e mecanismo de solidariedade), montante que correspondia a R$ 36 milhões no período. “Não tenho os números exatos do balanço de 2005 neste momento, posso providenciar, mas certamente o valor foi mais alto que o normal devido à venda de jogadores”, disse.
    O presidente Alvimar de Oliveira Costa disse que o clube não tem nada a dever à Receita Federal e tem as contas em dia.
    Os dados da Folha de S. Paulo são de dois anos atrás porque as firmas declaram sempre a renda do ano anterior.
    Foi levantada as principais vendas feitas pelo Cruzeiro em 2005 e constatou que outros negócios milionários foram realizados na temporada, como a transferência de Jussiê para o Lens por US$ 4,3 milhões e as cessões de Athirson ao Bayer Leverkusen por US$ 1 milhão e de Kelly para o Al-Ain por US$ 500 mil.
    O clube ainda obteve receitas com cotas de televisão, placas de publicidade, patrocínio, rendas, venda de produtos, clubes sociais e projetos de marketing.

    Principais transferências do Cruzeiro em 2005:
    Jéfferson – US$ 400 mil, para o Tranbzonpor da Turquia
    Marcinho – valor não revelado – Gençlerbirligi da Turquia
    Jussiê – US$ 4,3 milhões, para o Lens
    Fred – € 15 milhões, para o Lyon
    Athirson – US$ 1 milhão, para o Bayer Leverkusen
    Kelly – US$ 500 mil, para o Al-Ain, Emirados Árabes
    Gladstone – € 150 mil, empréstimo à Juventus
    Weldon – € 350 mil, empréstimo ao Sochaux
    Adriano Louzada – € 200 mil, empréstimo ao Porto

    Confira o ranking dos maiores clubes arrecadadores de 2005:

    Valores em milhões de reais*
    1º Santos – 139,9
    2º São Paulo – 113,5
    3º Corinthians – 99,4
    4º Cruzeiro – 89,8
    5º Palmeiras – 82,3
    6º Atlético-PR – 78,1
    7º Flamengo – 70,4
    8º Vasco – 54,1
    9º Coritiba – 49,5
    10º Internacional – 44,2
    11º Fluminense – 40,2
    12º São Caetano – 25,6
    Fonte: Informações extraídas da Folha de S. Paulo

    Mistério Público averiguará indícios de “um possível desvio de bens e enriquecimento ilícito” dos dirigentes.
    Do Pelé.Net
    BELO HORIZONTE – A partir de reportagem publicada no Estado de Minas, neste domingo, o Ministério Público de Minas Gerais abrirá investigação na gestão dos irmãos Perrella, à frente do Cruzeiro desde 1995. O jornal mostrou a evolução patrimonial de Zezé e Alvimar nos últimos anos, enquanto se dedicavam a administrar o clube.
    O promotor da Defesa do Patrimônio Cultural, Eduardo Nepomuceno, investigará indícios de desvio de bens e enriquecimento ilícito, conforme demonstrado na maneira com que a administração de negócios particulares dos irmãos Perrella do clube têm se misturado.
    “Vamos iniciar um processo investigatório, dada a notícia que foi veiculada na imprensa e vamos tentar confirmar aqueles indícios que sugerem um possível desvio de bens ou enriquecimento ilícito”, afirmou Eduardo Nepomuceno, referindo-se à multiplicação da fortuna de Zezé Perrella nos últimos anos.
    De acordo com a reportagem “Paixão & fortuna”, Zezé Perrella declarou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em 1998, quando se candidatou a deputado federal, um patrimônio de R$ 830 mil. Em 2001, o valor já era de R$ 1.942.085,89, mais que o dobro. Atualmente, apenas o capital social de quatro empresas com as quais o dirigente têm ligação soma R$ 3,541 milhões.
    A matéria do Estado de Minas mostra que Zezé Perrella saiu de uma residência em bairro de classe média em Belo Horizonte , quando assumiu o Cruzeiro, em 1995, para uma mansão na Pampulha, avaliada em R$ 2 milhões, além de possuir carros importados e até um avião. Da mesma maneira, Alvimar de Oliveira Costa, atual presidente, vive em apartamento de luxo em Nova Lima , Região Metropolitana de Belo Horizonte.
    A reportagem aponta uma intrincada rede de empresas com as quais Alvimar e Zezé têm ligação, sempre como sócios e nunca como proprietários. O elo entre o clube e as empresas é Euler Mendes Nogueira, conselheiro e auditor das contas do clube que trabalha como contador para os irmãos e serviu como testemunha em alguns contratos de ambos com empresas.
    Eduardo Nepomuceno investigará a movimentação financeira do Cruzeiro nos últimos anos. “A notícia diz que o dirigente teria aproveitado da situação do clube para se enriquecer, então a gente tem que saber o que o clube movimentou na gestão do dirigente, para que ele pudesse tirar proveito ou não dos valores movimentados pelo clube”, afirmou.
    O promotor espera contar com a ajuda da Receita Federal e da Polícia Federal, uma vez que a reportagem aponta para negócios no exterior. Uma das empresas abertas para viabilizar a parceria entre Cruzeiro e Hicks, Muse Tate & Furst, que vigorou de 1999 a 2002, tem sede no paraíso fiscal das Ilhas Cayman.
    “Vai haver uma juntada de documentos, nós vamos requisitar informações ao Cruzeiro, aos investigados, e se possível também contar com a cooperação da Receita Federal e da Polícia Federal para fazer uma análise criteriosa na situação fiscal e em relação a eventuais outras contas do clube que possam estar fora do estado e fora do País”, explicou Nepomuceno.

    Dirigente se defende
    Antes de o promotor anunciar a investigação sobre a gestão dos irmãos Perrella à frente do Cruzeiro, Zezé Perrella, que atualmente é vice-presidente de futebol do clube, divulgou nota oficial, justificando a evolução patrimonial entre 1998 e 2001. Disse que a duplicação do patrimônio foi fruto dos rendimentos da Câmara Federal como deputado federal e lucros das empresas que participa.
    O dirigente explica que já era proprietário das empresas Tapera Participações e Empreendimentos Agropecuários Ltda., Pental Participações e Empreendimentos S/C Ltda., Frigorífico Perrella Ltda. e Catabriga e Cia. “Portanto, não posso aceitar vincular minha evolução patrimonial com a do Clube”, afirma Perrella, na nota.
    Ele nega, pelo comunicado à imprensa, que Alvimar de Oliveira Costa, atual presidente do Cruzeiro, tenha participação em um dos frigoríficos apontados pelo Estado de Minas. Diz que o dirigente tem apenas 25% de participação em um pequeno frigorífico em Tocantins, o Tocantins Empreendimentos.
    Zezé Perrella lembrou que foi o único dirigente a oferecer espontaneamente seis sigilos fiscais e bancário à CPI do Futebol, e que nada de irregular foi encontrado. Acrescentou que está disposto a fazer o mesmo agora.
    “Recordo ainda que fui o único dirigente do Brasil a oferecer espontaneamente meu sigilo fiscal e bancário para a CPI do Futebol, onde nada de irregular foi encontrado. O mesmo estou fazendo a partir de agora com a Presidência e Conselho Fiscal do Clube para que não paire dúvidas sobre minha idoneidade moral”, declara o dirigente, na nota.
    Sobre Euler Nogueira Mendes, o dirigente disse que “foi convidado para conselheiro do clube após vários anos de bons e reconhecidos serviços prestados ao clube, “mantendo completa independência em seus exames”.
    “Em relação a empresa ENM Auditoria, contratada pelo Clube, informamos que seu sócio-diretor Euler Nogueira Mendes foi convidado para Conselheiro do Clube após vários anos e bons e reconhecidos serviços prestados ao Clube, mantendo completa independência em seus exames, o que pode ser comprovado pela emissão de Pareceres com ressalva, por três anos, além de Ter seus serviços analisados por duas auditorias internacionais, quando da Parceria com a HICKS”, diz a nota.

    O LAGO DA RIQUEZA EMERGENTE

    Mais uma vez a imprensa de fora do Estado de Minas nos trouxe mais uma informação sobre o anão de jardim que continua amordaçando a imprensa-Mg que é considerada a baixa e covarde do País. Desta vez a matéria do controlador da imprensa-MG e do futebol mineiro, traz uma fantástica negociação de um imóvel valioso pelo pretendido pelo anão ditador, conforme o parágrafo abaixo: Nenhum empreendimento reúne tantos atributos como o Quintas Ponta do Sol, de Régis Campos, dono da construtora Emccamp. Sua empresa tornou-se uma das maiores referências do País em casas populares. Em Capitólio, porém, seu projeto pessoal é a antítese do modelo de baixo custo. Há apenas 20 lotes, de dez mil metros quadrados cada um. Todos são marinas. Uma pista de avião, que já está pronta, chega até cada um dos terrenos. É um modelo conhecido como “fly in”. Os donos das futuras mansões poderão, literalmente, estacionar as aeronaves na garagem de casa. “Nem teve lançamento formal. Vendi só para amigos. Sobraram dois lotes”, diz Campos.
    Os amigos em questão são pessoas como Zezé Perrella, presidente do clube de futebol Cruzeiro, empresário e ex-deputado federal, e Márcio Alaôr de Araujo, vice-presidente do banco BMG. “Por enquanto, comprei apenas como investimento. Com a valorização, posso vender nos próximos anos”, diz Araujo.
    Fonte: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110502/not_imp713500,0.php

    GUSTAVO PERRELLA TEVE MAIS DE 6 MIL VOTOS EM NOVA SERRANA

    DE ACORDO COM UM MORADOR DA CIDADE NOVA SERRANA,O Nacional foi um grande cabo eleitoral para o “promissor” deputado Gustavo Perrelinha.

    Esse é um exemplo de retorno da parceria. Dinheiro do Clube ajudando a eleger político sem proposta e sem histórico:
    Os resultados das Eleições 2010 trouxeram bons ventos para Nova Serrana e região Centro Oeste, onde 5 candidatos se elegeram para as cadeiras do legislativo estadual e federal.
    Foram eleitos os candidatos Jaime Martins e Domingos Sávio, para a Câmara Federal e para o legislativo estadual os candidatos Gustavo Perrela, Inácio Franco e Fabiano Tolentino, todos com compromisso para o desenvolvimento de Nova Serrana.
    Gustavo Perrela, assume lugar de destaque entre os candidatos eleitos na cidade, pois foi o candidato a deputado estadual mais votado no municiío. Com aproximadamente 6.300 votos Gustavo Perrela mostrou ter conquistado a confiança e apoio dos eleitores de Nova Serrana.
    FONTE: http://www.novaserrana.mg.gov.br/index.asp?c=paginas&modulo=informativo_exibe&url=942&categoriaextra=35&menuextra=1

    ZEZÉ PERRELLA (PDT) TEM PATRIMÔNIO INVEJÁVEL QUE O TER DESCONHECE

    Primeiro suplente do senador Itamar Franco é rei das pastagens e guarda uma riqueza que os eleitores não sabem

    Amália Goulart – Repórter – 29/05/2011 – 13:40

    “É uma fazenda muito grande. Tem terra e boi, daqueles…nelore, pra todo lado. Para entrar na granja de porcos tem que usar máscara e roupa especial. A casa fica no fim de uma rua de pedra. E sabe, ele é bom para os funcionários. A única coisa ruim são as estradas. Ele mesmo só vem de avião”. Este foi o relato de uma senhora que já trabalhou na fazenda do “rei do campo” e dá uma pequena dimensão de uma das propriedades rurais mais completas do Estado. Todo morador de Morada Nova de Minas, a 300 Km de Belo Horizonte, sabe na ponta da língua de quem é a Fazenda Guará: Zezé Perrella (PDT). O cartola dos gramados de futebol também é rei das pastagens. Mas os eleitores não sabem que o ex-deputado e primeiro suplente de senador guarda tamanha riqueza.

    A propriedade está avaliada em cerca de R$ 60 milhões, segundo corretores ouvidos pelo Hoje em Dia na região. “Aqui, nenhuma fazenda de mil hectares sai por menos de R$ 10 milhões. Recentemente, foi vendida uma, até barata, por este preço. A do Perrella vale uns R$ 60 milhões, sem dúvida. Ela tem quase 2 mil hectares”, afirmou o corretor Alisson de Faria Braga, sem saber que a informação era para uma reportagem sobre o patrimônio de Perrella.

    As terras do presidente do Cruzeiro se perdem no horizonte aos olhos de quem passa pelo local. Os registros oficiais obtidos pelo Hoje em Dia são discrepantes. No Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra), uma única propriedade de nome Guará está registrada em Minas Gerais. Tem área de 1.262 hectares . Porém, uma escritura da mesma, emitida pelo cartório de Morada Nova de Minas, aponta área de 480 hectares .

    Segundo Alisson Braga, o preço de venda do hectare que informou refere-se a terra nua na beira do Rio São Francisco, sem equipamentos. Já o corretor Alan Israel Costa, da JA Imobiliária, em Patos de Minas, uma das imobiliárias de maior prestígio na região, onde o agronegócio é forte, informou que a localização da Fazenda Guará é uma das mais valorizadas do Estado. “São terras vermelhas, férteis, e que têm água”, disse.

    Pensando tratar-se de uma reportagem sobre a valorização imobiliária da região, Costa disse que o preço médio do hectare a região da Guará é de R$ 3.500, mas pode ser maior devido à falta de oferta de fazendas para venda. “Lá ( em Morada Nova de Minas) tem fazendas boas. O preço é de R$ 3.500 o hectare, em média, para terras sem benfeitorias”, informou.

    Costa disse que está vendendo uma fazenda de 9 mil hectares por R$ 130 milhões. Possui cinco pivôs centrais e está localizada em uma região de terras piores do que a do presidente do Cruzeiro. A fazenda de Perrella é equipada com sete pivôs centrais de irrigação. Segundo o corretor, somente as terras de Perrella, sem benfeitorias, valeriam R$ 7 milhões. Sites especializados na venda de fazendas apresentam opções de compra de terrenos na região da Guará que se aproximam desse valor. O próprio presidente do Cruzeiro admitiu ao Hoje em Dia que a fazenda de Morada Nova de Minas, considerando os equipamentos e benfeitorias, vale mais de R$ 60 milhões.

    A Fazenda Guará é banhada pelas águas da represa de Três Marias, no Rio São Francisco. Produz de grãos, aves, suínos e gado. A granja é climatizada. “Perrella tem 1,3 mil matrizes (fêmeas reprodutoras)”, disse um funcionário. Uma porca gera em média 8 filhotes a cada gestação. Por dia, saem quatro caminhões da fazenda carregados de suínos para o abate. Parte da carne é exportada.

    As pastagens para o gado, na maioria da raça nelore, estão na margem do São Francisco. Quem está do lado de fora da propriedade pode avistar centenas de animais da raça espalhados. O curral é informatizado. “Ele (Perrella) costuma participar de leilões”, contou um profissional da área.

    Diariamente, saem da Guará caminhões carregados de arroz, trigo, feijão, milho e soja. Num intervalo de aproximadamente de três horas, o Hoje em Dia flagrou quatro caminhões sendo carregados e despachados da fazenda. Grandes silos compõem a paisagem opulenta da propriedade.

    Apesar de vizinhos da fazenda e outros moradores do município assegurarem que a Guará pertence ao presidente do Cruzeiro, o imóvel não consta da declaração de bens do deputado entregue à Justiça Eleitoral em 2010, quando se apresentou como primeiro suplente do senador eleito Itamar Franco (PPS). Ao contrário, a julgar pelo documento, Perrella nem mesmo pode ser considerado rico. Depois de dois mandatos parlamentares, um como deputado federal e outro como estadual, e de dez anos na direção do Cruzeiro, ele informa ter um patrimônio de apenas R$ 490 mil.

    Oficialmente, a Guará é de propriedade da Limeira Agropecuária e Participações Ltda. Segundo a Junta Comercial do Estado de Minas Gerais, 95% das cotas da empresa são divididas entre os filhos de Perrella: a estudante Carolina Perrella Amaral Costa, de 25 anos de idade, e o deputado estadual Gustavo Henrique Perrella Amaral Costa (PDT), de 27 anos. Um sobrinho do presidente do Cruzeiro, André Almeida Costa, de 29 anos, detém os restantes 5% das cotas da Limeira e figura no documento como administrador da Fazenda Guará.

    Fazenda lucra com gado e grãos

    A constituição da Limeira Agropecuária criou uma situação curiosa. Oficialmente, o jovem Gustavo Perrella é um milionário, enquanto o pai, empresário há 40 anos, tem patrimônio compatível com o de um brasileiro da classe média.

    Graças ao prestígio de Zezé Perrella, Gustavo foi eleito deputado estadual no ano passado. Na declaração de bens entregue à Justiça Eleitoral, Gustavo tinha patrimônio de R$ 1,9 milhão. Deste total, segundo o documento, R$ 900 mil se referiam às quotas da Limeira.

    Gustavo indicou na mesma declaração que uma parcela, no valor de R$ 250 mil, do patrimônio total era procedente de doação do pai, em dinheiro. Os demais bens listados são um carro, um apartamento, quotas de outras duas empresas e saldo em caderneta de poupança.

    Carolina ‘Perrella’ parece detentora de um grande tino empresarial. Em 2009, na última alteração contratual da Limeira registrada na Junta Comercial do Estado de Minas Gerais (Jucemg), as cotas da jovem estudante na empresa, equivalentes a 47,5% do total, valiam R$ 855 mil. Os valores eram os mesmos atribuídos ao irmão Gustavo. Mas, a julgar pelas avaliações informais atualizadas da Fazenda Guará, o patrimônio real de Carolina pode chegar a quase R$ 30 milhões.

    Isso porque, embora dona de fazendas avaliadas em dezenas de milhões de reais, a Limeira valia em 2009, segundo o contrato social, apenas cerca de R$ 1,8 milhão. Mas, além das avaliações de corretores, é certo que a fazenda tem gerado lucros com a criação de gado, porcos, aves e com a produção de grãos. Pela declaração de bens à Justiça Eleitoral de 2010 de Gustavo Perrella, houve variação patrimonial positiva de R$ 55 mil em relação ao valor das cotas indicado na alteração contratual registrada na Jucemg em 2009.

    Segundo o contrato social, as atividades da Limeira são cria, recria e comercialização de bovinos, suínos, aves e peixes; a produção, beneficiamento, reembalagem e comercialização de grãos e sementes; extração e comercialização de leite e derivados; produção e comercialização de madeira; industrialização e comercialização, no mercado interno e externo, de produtos agropecuários.

    Abrigo para descansar

    Para quem tem uma rotina intensa, a Fazenda Guará é um ótimo local de descanso. O ex-deputado estadual Zezé Perrella que o diga. É lá que ele gosta de passar os finais de semana. Em meados de janeiro, por exemplo, o Hoje em Dia entrou em contato com o motorista do ex-deputado. Conhecido como Dadá, ele informou que o patrão (Zezé Perrella) estava na Guará, descansando.

    “Ele não pode falar porque está na fazenda dele”, afirmou Dadá. Na ocasião, Perrella estava sendo procurado para falar sobre a acusação feita pelo empresário Antônio César Pires de Miranda Júnior de que o presidente do Cruzeiro teria feito acerto prévio com um terceiro empresário para vencer licitação do Governo estadual.

    Frequentemente, Perrella é visto na companhia de amigos e de parceiros de negócios na Fazenda Guará. Um desses visitantes é Ildeu da Cunha Pereira, superintendente do Cruzeiro. Ildeu foi preso pela Polícia Federal em 2008, junto com o empresário Marcos Valério Fernandes de Souza, acusado de ser o operador do esquema conhecido como mensalão.

    Moradores da região e funcionários disseram que Perrella invariavelmente aterrissa de avião ou de helicóptero na pista particular da fazenda de Morada Nova de Minas, a poucos metros da casa sede. Parentes do deputado, originários de São Gonçalo do Pará, cidade natal de Perrella, também costumam visitar a propriedade. Mas, segundo amigos da família, eles ficam acampados pela fazenda. “Ele (Perrella) quer cortar isso porque o lugar fica uma bagunça”, disse um outro visitante da Guará.

    A casa usada por Perrella na Guará não segue os padrões de grandeza das pastagens e dos equipamentos agrícolas. É aconchegante, mas discreta. Tem duas suítes, mais três quartos, piscina e área de lazer. A decoração é rústica. Uma grande varanda rodeia a edificação. Árvores estrategicamente plantadas garantem privacidade aos donos e frequentadores. Nas proximidades, habitações para funcionários e uma casa para hóspedes.

    Transação tem cifras discrepantes

    Mesmo sendo avaliada por corretores da região em pelo menos R$ 60 milhões, a Fazenda Guará foi vendida, oficialmente, à Limeira Agropecuária por R$ 360 mil. A escritura da propriedade, registrada no cartório de imóveis de Morada Nova de Minas, dá conta de que ela tem 480 hectares e foi negociada no dia 9 de novembro de 2009.

    O vendedor foi Waldemar Alves de Moura, um pequeno fazendeiro de Biquinhas, município vizinho a Morada Nova de Minas. Procurado pelo Hoje em Dia, Waldemar negou a venda da fazenda. “Não vendi nada para ele não”, disse. Ao ser informado que na escritura da fazenda constava a venda com o número do CPF dele, mudou a versão. Confirmou que vendeu “uma pequena propriedade” a Zezé Perrella. “Vendi para ele uma fazenda em Biquinhas. Mas não era nem uma fazenda, era um pedaço de terra”, disse, confirmando o negócio com o deputado, não com os filhos, e o valor de R$ 360 mil da negociação.

    “Mas aquela fazenda lá não é a Guará. Ela chama Néris e é muito menor”, afirmou. Néris era o nome da Guará antes da venda. “Terras na Fazenda Néris, município de Biquinhas, que a partir desta data será denominada Fazenda Guará”, diz trecho da escritura da propriedade. No documento, a fazenda está localizada em Biquinhas. Mas , no contrato social da Limeira consta que a Guará está localizada em Morada Nova de Minas.

    Corretores da região informaram que, em 2009, a fazenda já valia mais de R$ 40 milhões, e que ela foi comprada, numa transação anterior, por cerca de R$ 10 milhões. Os corretores não souberam informar com precisão o ano em que Perrella teria adquirido a propriedade. Um amigo da família informou que esteve na Guará em 2008, na condição de convidado. Neste período, segundo ele, a fazenda já pertencia a Perrella. O amigo do deputado exibiu duas fotografias feitas durante a visita.

    Na escritura da fazenda consta também que ela possui uma reserva florestal. “Esta fazenda é tão grande que ela vai de um vilarejo a outro”, disse um trabalhador rural da região. A Guará começa próximo à comunidade de Val das Flores e termina na Frei Orlando. “Aqui no Val das Flores quase todo mundo trabalha na fazenda de Zezé Perrella”, informou o trabalhador que pediu para não ser identificado na reportagem. Cerca de 200 funcionários são contratados da Guará. Dois ônibus passam, por dia, recolhendo os trabalhadores nas comunidades para levá-los ao trabalho.

    Empresa possui outra fazenda

    A Limeira Agropecuária e Participações Ltda. tem uma segunda fazenda, a Mato Dentro. Fica no município de Igaratinga, no Centro-Oeste de Minas, e é especializada na produção de bovinos e suínos. É administrada pelo irmão de Zezé Perrella, Geraldo de Oliveira Costa.

    Graças a um documento de 30 de julho de 2008 da Superintendência Regional de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável do Alto São Francisco, é possível mensurar a propriedade. Segundo fiscais do meio ambiente que estiveram na fazenda para emitir parecer sobre um pedido de licenciamento, as terras abrigavam 4.500 porcos, 250 cabeças de gado e 75 hectares de pastagens.

    A ração que alimenta o rebanho é produzida na fazenda. A Mato Dentro se dedica a engorda de leitões até o ponto de abate. “Os animais são mantidos em galpões com comedouros, bebedouros, lâmina d’água, grades plásticas, gaiolas, cortinas para propiciar conforto térmico, praticidade, economia de água e facilidade nas operações de higienização dos animais para o processo produtivo”, diz trecho do documento.

    Ex-deputado já é investigado

    A Polícia Federal já investiga a suspeita de enriquecimento ilícito de Zezé Perrella. Trata-se de um inquérito referente à gestão do cartola no Cruzeiro Esporte Clube. Em maio do ano passado, o deputado e o irmão dele, Alvimar de Oliveira Costa, foram acusados de lavagem de dinheiro e evasão de divisas na venda do jogador Luisão.

    A investigação mostrou que o jogador foi negociado com a equipe Central Espanhol Futebol Clube, do Uruguai. O valor da transação foi de US$ 2,5 milhões. O problema, apontado pela Polícia Federal, é que, pouco tempo depois, o clube de Montevidéu vendeu Luisão para o Benfica por quase US$ 1 milhão a menos. A suspeita é de que a negociação com o Central Espanhol tenha sido de fachada para esquentar dinheiro sem origem declarada. Existe ainda uma segunda investigação na PF para apurar suspeita semelhante na venda do volante Ramires para o Benfica, em 2009.

    Como deputado estadual, Perrella teria a chance de ganhar R$ 1 milhão no mandato, somando salário, auxílio moradia e outros benefícios. Ainda assim, terminou o mandato com uma declaração de bens de R$ 490 mil. Fontes do meio político disseram que existe a possibilidade de Itamar Franco ser convidado, no fim do ano que vem, para reassumir a presidência do Conselho Administrativo do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG). Desta maneira, Perrella assumiria a vaga de Itamar no Senado. O senador foi internado na última semana em São Paulo para tratar de uma leucemia.

    No site da Assembleia Legislativa consta que a profissão de Zezé Perrela é empresário. “Atua nas áreas da agricultura e agroindústria, em especial no comércio de carnes”, diz o perfil oficial de Perrella.

    Irritado com a abordagem do Hoje em Dia para falar do patrimônio pessoal, o ex-deputado Zezé Perrella (PDT) informou que a fazenda Guará vale mais de R$ 60 milhões. “Ela vale muito mais. Não é só isso”, disse. O presidente do Cruzeiro ameaçou a repórter e prometeu retaliação. “Estou doido para pegar um jornalistazinho assim, igual a você. Isso vai ter volta. Vai ter retaliação”, afirmou. Ele disse que doou todos os bens para os filhos “há oito, nove anos.”

    Patrimônio de Zezé Perrella na mira do Ministério Público
    A evolução patrimonial do presidente do Cruzeiro e suplente de senador, Zezé Perrella (PDT), será investigado pelo Ministério Público de Minas Gerais, de acordo com informação do jornal Hoje em Dia.
    O MP quer saber como Perrella conseguiu adquirir uma fazenda avaliada em R$ 60 milhões, mostrada pelo Hoje em Dia, em Morada Nova de Minas. Lá, a atividade agrícola, que visa até mesmo a exportação, é extensa, com criação de bovinos e suínos, além de plantação de grãos.
    Ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), Perrella informou ter R$ 490 mil em bens, entretanto, antes das últimas eleições. A fazenda está em nome da empresa Limeira Agropecuária, com as ações divididas entre dois filhos do presidente da Raposa e de um sobrinho, segundo o Hoje em Dia.
    Um dos filhos é Gustavo Perrella (PDT), de 27 anos, atual vice-presidente de futebol do Cruzeiro e recém eleito deputado estadual.
    Zezé Perrella está na vida pública desde 1995, quando assumiu a presidência celeste pela primeira vez. Ele também já foi deputado por três vezes e hoje é suplente do senador Itamar Franco (PPS), internado em São Paulo para tratar uma leucemia.
    FONTE: http://www.lancenet.com.br/cruzeiro/Patrimonio-Zeze-Perrella-Ministerio-Publico_0_490751027.html

    Como estão as Ações trabalhistas movidas por ex-jogadores e funcionário; Fred, Sérgio Manoel, Dida, Bosco, André, Adriano chuva, Gabriel, Fábio Junior, Madureira (compra do lateral Peter), grêmio Serrano (venda do Fábio santos), Goytacás (venda do jussiê), Moisés, Ronaldo Nazaré, massagista Teotônio, etc.…, penhora da sede,?
    TONINHO CEREZO, REINALDO E RONALDO LUÍS DISSERAM QUE TOMARAM CALOTE DO CRUZEIRO É VERDADE?

  27. nao adianta o julio cesar ficar falando dos perrelas, ele é suplente de senador ou talvez possa a se-lo. eo sarney, o bens e as falcatruas do ex presidente.isso so pega quando querem.por ex.paulo maluf.cade o sarney, ta la com o governo. o senador alvaro dias pr, ta cxobrando do governo dilma apurar o caso ricardo teixeira, isso de um senador quase as vesperas da copa do mundo. nao vai dar em nada como nao deu pro sarnei, nem dará nada para o perrela, que ja disse que nao será candidato mais. ele sai tranquilo, e dependendo da situaçao no proximo ano muita gente, digo simpatizantes, pedirao ele de novo no clube.
    como disse o mario marra , acho que votaria no kalil, eu tb nao titubeava votariano kalil, mas kalil tem que ficar quieto, evitar a imprensa , por que quando fala fala com o coraçao, e nos sabemos que nos somos demais apaixonados. se colocar o roberto eu ou qulquer um que comentou aqui na presidencia do galo.vamos de certa forma de uma maneira ou outra agir com paixao, nao tem como, mesmo os piores presidentes do galo, sempre deixam a paixao transparecer.
    o clube, é movido de paixao, movido pela sua torcida, estamos acostimados a sofrer, mas nao abandonamos nunca essa loucura esse amor. nao existe no mundo um clube igual ao atletico.
    o incrivel disso tudo é que a torcida continua crescendo. e o clube vive um grande jejum de titulos. se vier um grande titulo, vcs vao ver , a torcida crescera mais.
    oque so falta no atletico é um titulo. de expressao, antes tava jogando a roalha, mas agora com estrutura, com pagamento em dia, acredito que nos proximos anos, o atletico vai ser, um clube mais respeitado e ganhador.

  28. Boa Noite.
    OBSERVATÓRIO DA IMPRENSA
    NOITE DE QUINTA-FEIRA-02/06
    RIDÍCULA, IRÔNICA, MEDROSA, DESRESPEITOSA ….A ATITUDE DO REPÓRTER JOÃO VITOR “PERRELLA” XAVIER. NA APRESENTAÇÃO DO PROGRAMA BASTIZEIRO, ONDE COMPARECEU O convidado ANÃO DE JARDIM PARA FALAR DAS ACUSAÇÕES E DENUNCIAS CONTRA ELE.
    ACONTECEU O QUE JÁ ERA PREVISTO.OU SEJA UMA COMBINAÇÃO ENTRE O EMANUEL RAPOSA, JOÃO VITOR XAVIER E O ANÃOS OBRE OQUE SERIA PERGUNTADO E RESPONDIDO POR ELE. UMA COISA ENSAIADA! O FOCO FOI A MATÉRIA DO JORNAL HOJE EM DIA, QUE ATÉ FOI POUCO EXPLORADA.
    O PROGRAMA COMEÇOU COM UM ATRASO DE 17 MINUTOS! TEVE MUITAS PROPAGANDAS!
    ISSO PARA DAR TEMPO DE ARMAR O CIRCO!
    O repórter certamente já tinha selecionado as perguntas de uma certa foram fáceis e “doce”!
    Ele, sua produção e o anão enrrolavam….esperando chegar o final do programa!
    O anão fez provocações …desrespeitou os ouvintes com palavras agressivas e o João Vitor xavier festejava com muita ironia e risos!
    Meus amigos, vejam as matérias graves que caberia o anão responde-las, mas esse repórter perrellista escondeu…ingnorou:
    A MATÉRIA Paixão & fortuna
    A dedicação dos irmãos Perrella transformou o Cruzeiro em potência
    futebolística. Na esteira do sucesso do clube, progrediram nos negócios e
    ficaram
    milionários
    Alexandre Simões, Alessandra Mello e Maria Clara Prates Marcelo Sant‘anna
    30/11/03

    AS ACUSAÇÕES DO CONSELHEIRO FERNANDO TORQUETTI

    O conselheiro Fernando Torquetti Júnior contesta a afirmação corrente de que o Cruzeiro está com as contas equilibradas e afirma que o clube tem uma dívida de aproximadamente R$ 100 milhões. O conselheiro acusa a atual diretoria de maquiar o balanço, de contratar parentes e de usufruir do patrimônio cruzeirense.
    “O Cruzeiro hoje é um time endividado, diferentemente do que é divulgado pela imprensa. O Cruzeiro tem uma dívida de mais de R$ 100 milhões e existe na diretoria um cabide de empregos muito grande, algumas famílias dominam vários empregos, com salários astronômicos, de R$ 5 mil, R$ 7 mil, R$ 18 mil”, afirmou o candidato, em entrevista à Rádio Itatiaia.
    “O balanço do Cruzeiro embute dívida de R$ 60 milhões, muito bem detalhada pelo doutor Norival Rezende, presidente do Conselho Nacional de Contabilidade. Ele mostra onde o Cruzeiro conseguiu esconder essa dívida. Ele pegou os direitos federativos dos jogadores, em torno de R$ 57 milhões, e inseriu esse valor no balanço, o que é proibido”, detalhou Torquetti.
    O restante da dívida seria constituída por ações na Justiça. “A sede da rua Timbiras, aquele edifício magnífico, de sete andares, pelo menos três vazios, está penhorada pelo estado de Minas Gerais. Nós temos hoje, em sentença julgada no Tribunal de Justiça, R$ 26 milhões, valor base. Se você reajustá-lo, vai para R$ 40 milhões. Então o Cruzeiro deve hoje em torno de R$ 100 milhões”, completou Torquetti.
    Ele contesta até a maneira como o clube se defende. “Nessas ações no Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o Cruzeiro tem 55 advogados. Você imagina o valor dos honorários. Essa administração que fala que não deve ninguém, que é competente, poderia explicar porque tem tantos advogados à disposição”, concluiu.
    CARROS IMPORTADOS
    Outro questionamento do candidato diz respeito à frota de carros do clube. “Eu sou candidato de oposição para saber para onde vai o dinheiro. O Cruzeiro tem hoje 11 carros, quatro deles importados, à disposição da diretoria. Esses carros estão com os impostos, o seguro, a gasolina e as multas, pagos pelo o Cruzeiro. O Cruzeiro precisa de uma frota dessa, mais de R$ 500 mil em carros?”, indagou Torquetti.
    O conselheiro acusou ainda o vice-presidente de futebol, Zezé Perrella, de fazer mau uso do carro. “Por que o vice-presidente de futebol tem um Toyota Corolla que foi dado perda total, no dia 5 de setembro, um domingo, às 22h? E dirigido por um rapaz de 22 anos, chamado Fábio Elias, nós temos o boletim de ocorrência. Como que um carro do Cruzeiro estava na mão de um rapaz de 22 anos, às 22h de um domingo?”, questionou.
    Torquetti diz que virou candidato à presidência por discordar do último balanço das contas do Cruzeiro, e da maneira com que ele foi submetido ao Conselho Deliberativo. O candidato definiu a contabilidade do clube como “uma caixa preta a que ninguém tem acesso”.
    “Nos anos anteriores, sempre os conselheiros receberam com três meses de antecedência o balanço, você podia verificar o que estava acontecendo. Este ano, o balanço não foi entregue com antecedência. Foi entregue para algumas pessoas, no finalzinho da assembléia. Quando a assembléia estava vazia, fizeram a aprovação do balanço”, contou.
    O desportista mineiro, em especial o verdadeiro torcedor cruzeirense quer saber como ficou essas sérias denúncias do conselheiro Fernando Torquetti?
    Porque a imprensa mineira nunca levou ao conhecimento dos cruzeirenses essas denúncias?
    Fonte: http://www.cruzeiro.org/noticia.php?id=18682
    IRMÃOS PERRELLAS SÃO INDICIADOS POR LAVAGEM DE DINHEIRO
    A Polícia Federal abriu inquérito para investigar possível enriquecimento ilícito do atual presidente do Cruzeiro e deputado Zezé Perrella e do seu irmão, Alvimar de Oliveira Costa, que também já foi mandatário do clube mineiro. Ambos são acusados de lavagem de dinheiro e evasão de divisas na venda do zagueiro Luisão para o exterior.
    O inquérito conclusivo da Polícia Federal mostra que o defensor da Seleção Brasileira foi negociado por US$ 2,5 milhões para o Central Espanhol Futebol Clube, do Uruguai.
    Posteriormente, o clube de Montevidéu negociou Luisão para o Benfica por cerca de US$ 1 milhão a menos. A PF sustenta que se trata de uma ponte comercial usada para ocultar recursos não declarados ao fisco.
    Outra negociação está na mira da Polícia Federal. Há fortes indícios de irregularidades na ida do volante Ramires para o Benfica no ano passado. O Central Espanhol também teria sido usado como ponte para chegar a Lisboa.
    O clube do Uruguai, com sede em Montevidéu, seria usado como “laranja” do mega empresário uruguaio Juan Figger, que tem boas relações com a cúpula do Cruzeiro.
    FONTE: http://noticias.terra.com.br/brasil/noticias/0,,OI4441507-EI5030,00-Irmaos+Perrella+sao+indiciados+por+lavagem+de+dinheiro.html
    JUSTIÇA FEDERAL INVESTIGA IRMÃOS PERRELLAS
    O presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella e seu irmão Alvimar, estão sendo investigados por sonegação fiscal e evasão de divisas
    Se não bastasse a eliminação precoce no Campeonato Mineiro e na Copa Libertadores da América, o presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella e seu irmão e ex-dirigente do clube Alvimar de Oliveira Costa, se veem às voltas cada vez mais com problemas na Justiça Federal. E todas as tentativas dos irmãos Perrellas de reverterem a situação em seu favor têm sido frustradas. Dois despachos do Superior Tribunal de Justiça (STJ) datados de 2008 reforçam a situação complicada dos dirigentes.
    O primeiro de 5 de agosto de 2008 trata do pedido de habeas corpus impetrado pelos dirigentes para tentar barrar a quebra de sigilo bancário e fiscal dos dirigentes (Zezé Perrella e Alvimar Oliveira Costa), mas negado pelo STJ. O despacho do ministro relator Og Fernandes, destacou parecer do Procurador Regional da República, Osnir Belice, que afirma que “a quebra do sigilo bancário e fiscal dos dirigentes das empresas e do Cruzeiro Esporte Clube também se faz necessário pois há evidentes indícios de que valores da venda dos passes dos jogadores, bem como outras rendas do citado clube foram desviados em proveito próprio, deixando de declarar ao Fisco, o que constitui crime”.
    Conforme o documento há ainda indícios de lavagem de dinheiro. No pedido de habeas corpus, impetrado em agosto, o advogado dos dirigentes era Ildeu da Cunha Pereira, ex-superintendente jurídico do próprio do Cruzeiro, e que foi detido durante a operação ‘Avalanche’ juntamente com o empresário Marcos Valério, apontado como cabeça do Mensalão.
    A operação ‘Avalanche’ desbaratou um esquema de empresários, despachantes, advogados e policiais civis e federais suspeitos de extorsão, corrupção e fraude fiscal. Em outra tentativa, de 1º de outubro 2008, o habeas corpus foi novamente negado.
    Recentemente outros dois inquéritos foram abertos pela Polícia Federal para investigação de lavagem de dinheiro e evasão de divisas supostamente praticados pelos dirigentes na venda do zagueiro Luisão em agosto de 2003 para o Benfica, de Portugal. A venda do volante Ramires para o Benfica no ano passado também está sob investigação. A PF encaminhou os inquéritos para o Tribunal Regional Federal da 1ª Região de Brasília.
    Em nota divulgada no site do clube (www.cruzeiro.com.br), o presidente Zezé Perrella garante que a negociação de Luisão ao Benfica foi legal. Ele informa que os 100% dos direitos esportivos do jogador foram adquiridos pelo empresário uruguaio Juan Figger por US$ 2,5 milhões , através do Central Espanhol Futebol Clube, do Uruguai “como comprova toda a documentação, em uma transação absolutamente normal, já que é sabido por todo mundo no futebol que nos acordos comerciais os investidores necessitam de clubes para federar seus atletas”.
    Em outro trecho da nota, o dirigente explica que a negociação de Ramires foi feita diretamente com o Benfica. Perrella diz ainda que as autoridades policiais investigaram cerca de 140 contratos de negociações envolvendo o clube nos últimos dez anos e não encontraram irregularidades.
    Fonte:
    http://www.hojeemdia.com.br/cmlink/hoje-em-dia/esportes/justica-federal-investiga-irm-os-perrella-1.120338

    RECEITA FEDERAL INVESTIGA O CRUZEIRO TERIA FATURADO R$ 89,9 MIHÕES

    O Cruzeiro teria sido o quarto clube do Brasil com a maior arrecadação em 2005: R$ 89,9 milhões. Os números foram apresentados nesta quinta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo. A reportagem informa que 12 clubes do país, entre eles o mineiro, passarão por um pente-fino da Receita Federal por figurarem entre as 12 mil empresas que mais faturaram no Brasil durante 2005.
    A Folha destaca que a Receita Federal tem por norma fazer averiguações mais profundas nas 12 mil pessoas jurídicas com maior arrecadação e naquelas que superam faturamento anual de R$ 45 milhões. O Santos foi o clube brasileiro que mais faturou em 2005: R$ 139,9 milhões. Só 2.967 empresas obtiveram receita superior ao clube paulista naquele ano.
    A diretoria do Santos explicou que o valor se deveu em parte à venda de Robinho ao Real Madrid por 30 milhões de euros.
    No Cruzeiro, o diretor financeiro Nélio Lopes explicou que 2005 foi o ano da venda de Fred para o Lyon por 15 milhões de euros. O clube ficou com 12 milhões (sem retirar comissões e mecanismo de solidariedade), montante que correspondia a R$ 36 milhões no período. “Não tenho os números exatos do balanço de 2005 neste momento, posso providenciar, mas certamente o valor foi mais alto que o normal devido à venda de jogadores”, disse.
    O presidente Alvimar de Oliveira Costa disse que o clube não tem nada a dever à Receita Federal e tem as contas em dia.
    Os dados da Folha de S. Paulo são de dois anos atrás porque as firmas declaram sempre a renda do ano anterior.
    Foi levantada as principais vendas feitas pelo Cruzeiro em 2005 e constatou que outros negócios milionários foram realizados na temporada, como a transferência de Jussiê para o Lens por US$ 4,3 milhões e as cessões de Athirson ao Bayer Leverkusen por US$ 1 milhão e de Kelly para o Al-Ain por US$ 500 mil.
    O clube ainda obteve receitas com cotas de televisão, placas de publicidade, patrocínio, rendas, venda de produtos, clubes sociais e projetos de marketing.
    Principais transferências do Cruzeiro em 2005:
    Jéfferson – US$ 400 mil, para o Tranbzonpor da Turquia
    Marcinho – valor não revelado – Gençlerbirligi da Turquia
    Jussiê – US$ 4,3 milhões, para o Lens
    Fred – € 15 milhões, para o Lyon
    Athirson – US$ 1 milhão, para o Bayer Leverkusen
    Kelly – US$ 500 mil, para o Al-Ain, Emirados Árabes
    Gladstone – € 150 mil, empréstimo à Juventus
    Weldon – € 350 mil, empréstimo ao Sochaux
    Adriano Louzada – € 200 mil, empréstimo ao Porto
    Confira o ranking dos maiores clubes arrecadadores de 2005:
    Valores em milhões de reais*
    1º Santos – 139,9
    2º São Paulo – 113,5
    3º Corinthians – 99,4
    4º Cruzeiro – 89,8
    5º Palmeiras – 82,3
    6º Atlético-PR – 78,1
    7º Flamengo – 70,4
    8º Vasco – 54,1
    9º Coritiba – 49,5
    10º Internacional – 44,2
    11º Fluminense – 40,2
    12º São Caetano – 25,6
    Fonte: Informações extraídas da Folha de S. Paulo
    Mistério Público averiguará indícios de “um possível desvio de bens e enriquecimento ilícito” dos dirigentes.
    Do Pelé.Net
    BELO HORIZONTE – A partir de reportagem publicada no Estado de Minas, neste domingo, o Ministério Público de Minas Gerais abrirá investigação na gestão dos irmãos Perrella, à frente do Cruzeiro desde 1995. O jornal mostrou a evolução patrimonial de Zezé e Alvimar nos últimos anos, enquanto se dedicavam a administrar o clube.
    O promotor da Defesa do Patrimônio Cultural, Eduardo Nepomuceno, investigará indícios de desvio de bens e enriquecimento ilícito, conforme demonstrado na maneira com que a administração de negócios particulares dos irmãos Perrella do clube têm se misturado.
    “Vamos iniciar um processo investigatório, dada a notícia que foi veiculada na imprensa e vamos tentar confirmar aqueles indícios que sugerem um possível desvio de bens ou enriquecimento ilícito”, afirmou Eduardo Nepomuceno, referindo-se à multiplicação da fortuna de Zezé Perrella nos últimos anos.
    De acordo com a reportagem “Paixão & fortuna”, Zezé Perrella declarou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE), em 1998, quando se candidatou a deputado federal, um patrimônio de R$ 830 mil. Em 2001, o valor já era de R$ 1.942.085,89, mais que o dobro. Atualmente, apenas o capital social de quatro empresas com as quais o dirigente têm ligação soma R$ 3,541 milhões.
    A matéria do Estado de Minas mostra que Zezé Perrella saiu de uma residência em bairro de classe média em Belo Horizonte , quando assumiu o Cruzeiro, em 1995, para uma mansão na Pampulha, avaliada em R$ 2 milhões, além de possuir carros importados e até um avião. Da mesma maneira, Alvimar de Oliveira Costa, atual presidente, vive em apartamento de luxo em Nova Lima , Região Metropolitana de Belo Horizonte.
    A reportagem aponta uma intrincada rede de empresas com as quais Alvimar e Zezé têm ligação, sempre como sócios e nunca como proprietários. O elo entre o clube e as empresas é Euler Mendes Nogueira, conselheiro e auditor das contas do clube que trabalha como contador para os irmãos e serviu como testemunha em alguns contratos de ambos com empresas.
    Eduardo Nepomuceno investigará a movimentação financeira do Cruzeiro nos últimos anos. “A notícia diz que o dirigente teria aproveitado da situação do clube para se enriquecer, então a gente tem que saber o que o clube movimentou na gestão do dirigente, para que ele pudesse tirar proveito ou não dos valores movimentados pelo clube”, afirmou.
    O promotor espera contar com a ajuda da Receita Federal e da Polícia Federal, uma vez que a reportagem aponta para negócios no exterior. Uma das empresas abertas para viabilizar a parceria entre Cruzeiro e Hicks, Muse Tate & Furst, que vigorou de 1999 a 2002, tem sede no paraíso fiscal das Ilhas Cayman.
    “Vai haver uma juntada de documentos, nós vamos requisitar informações ao Cruzeiro, aos investigados, e se possível também contar com a cooperação da Receita Federal e da Polícia Federal para fazer uma análise criteriosa na situação fiscal e em relação a eventuais outras contas do clube que possam estar fora do estado e fora do País”, explicou Nepomuceno.
    Dirigente se defende

    Antes de o promotor anunciar a investigação sobre a gestão dos irmãos Perrella à frente do Cruzeiro, Zezé Perrella, que atualmente é vice-presidente de futebol do clube, divulgou nota oficial, justificando a evolução patrimonial entre 1998 e 2001. Disse que a duplicação do patrimônio foi fruto dos rendimentos da Câmara Federal como deputado federal e lucros das empresas que participa.
    O dirigente explica que já era proprietário das empresas Tapera Participações e Empreendimentos Agropecuários Ltda., Pental Participações e Empreendimentos S/C Ltda., Frigorífico Perrella Ltda. e Catabriga e Cia. “Portanto, não posso aceitar vincular minha evolução patrimonial com a do Clube”, afirma Perrella, na nota.
    Ele nega, pelo comunicado à imprensa, que Alvimar de Oliveira Costa, atual presidente do Cruzeiro, tenha participação em um dos frigoríficos apontados pelo Estado de Minas. Diz que o dirigente tem apenas 25% de participação em um pequeno frigorífico em Tocantins, o Tocantins Empreendimentos.
    Zezé Perrella lembrou que foi o único dirigente a oferecer espontaneamente seis sigilos fiscais e bancário à CPI do Futebol, e que nada de irregular foi encontrado. Acrescentou que está disposto a fazer o mesmo agora.
    “Recordo ainda que fui o único dirigente do Brasil a oferecer espontaneamente meu sigilo fiscal e bancário para a CPI do Futebol, onde nada de irregular foi encontrado. O mesmo estou fazendo a partir de agora com a Presidência e Conselho Fiscal do Clube para que não paire dúvidas sobre minha idoneidade moral”, declara o dirigente, na nota.
    Sobre Euler Nogueira Mendes, o dirigente disse que “foi convidado para conselheiro do clube após vários anos de bons e reconhecidos serviços prestados ao clube, “mantendo completa independência em seus exames”.
    “Em relação a empresa ENM Auditoria, contratada pelo Clube, informamos que seu sócio-diretor Euler Nogueira Mendes foi convidado para Conselheiro do Clube após vários anos e bons e reconhecidos serviços prestados ao Clube, mantendo completa independência em seus exames, o que pode ser comprovado pela emissão de Pareceres com ressalva, por três anos, além de Ter seus serviços analisados por duas auditorias internacionais, quando da Parceria com a HICKS”, diz a nota.
    O LAGO DA RIQUEZA EMERGENTE
    Mais uma vez a imprensa de fora do Estado de Minas nos trouxe mais uma informação sobre o anão de jardim que continua amordaçando a imprensa-Mg que é considerada a baixa e covarde do País. Desta vez a matéria do controlador da imprensa-MG e do futebol mineiro, traz uma fantástica negociação de um imóvel valioso pelo pretendido pelo anão ditador, conforme o parágrafo abaixo: Nenhum empreendimento reúne tantos atributos como o Quintas Ponta do Sol, de Régis Campos, dono da construtora Emccamp. Sua empresa tornou-se uma das maiores referências do País em casas populares. Em Capitólio, porém, seu projeto pessoal é a antítese do modelo de baixo custo. Há apenas 20 lotes, de dez mil metros quadrados cada um. Todos são marinas. Uma pista de avião, que já está pronta, chega até cada um dos terrenos. É um modelo conhecido como “fly in”. Os donos das futuras mansões poderão, literalmente, estacionar as aeronaves na garagem de casa. “Nem teve lançamento formal. Vendi só para amigos. Sobraram dois lotes”, diz Campos.
    Os amigos em questão são pessoas como Zezé Perrella, presidente do clube de futebol Cruzeiro, empresário e ex-deputado federal, e Márcio Alaôr de Araujo, vice-presidente do banco BMG. “Por enquanto, comprei apenas como investimento. Com a valorização, posso vender nos próximos anos”, diz Araujo.
    Fonte: http://www.estadao.com.br/estadaodehoje/20110502/not_imp713500,0.php
    GUSTAVO PERRELLA TEVE MAIS DE 6 MIL VOTOS EM NOVA SERRANA
    DE ACORDO COM UM MORADOR DA CIDADE NOVA SERRANA,O Nacional foi um grande cabo eleitoral para o “promissor” deputado Gustavo Perrelinha.
    Esse é um exemplo de retorno da parceria. Dinheiro do Clube ajudando a eleger político sem proposta e sem histórico:
    Os resultados das Eleições 2010 trouxeram bons ventos para Nova Serrana e região Centro Oeste, onde 5 candidatos se elegeram para as cadeiras do legislativo estadual e federal.
    Foram eleitos os candidatos Jaime Martins e Domingos Sávio, para a Câmara Federal e para o legislativo estadual os candidatos Gustavo Perrela, Inácio Franco e Fabiano Tolentino, todos com compromisso para o desenvolvimento de Nova Serrana.
    Gustavo Perrela, assume lugar de destaque entre os candidatos eleitos na cidade, pois foi o candidato a deputado estadual mais votado no municiío. Com aproximadamente 6.300 votos Gustavo Perrela mostrou ter conquistado a confiança e apoio dos eleitores de Nova Serrana.
    FONTE: http://www.novaserrana.mg.gov.br/index.asp?c=paginas&modulo=informativo_exibe&url=942&categoriaextra=35&menuextra=1

    PERCEBERAM A IMENSIDÃO DESSE MAR DE LAMAS DO MUNDO PERRELLISTA QUE A IMPRENSA COMPACTUA PELA OMISSÃO???

    ALÔ MP, CONSELHO DE ÉTICA, SINDICATO DOS JORNALISTAS E AMCE VCS VÃO CONTINAR CALADOS? ESSA GENTE INESCRUPULOSA (ANÃO E IMPRENSA) TEM QUE RESPONDERAM NAS BARRAS DOS TRIBUNAIS !!
    ATENÇÃO , VOCÊS TORCEDORES CONSCIENTES E ESCLARECIDOS, VEJAM QUEM VCS AJUDARAM A COLOCAR NO PODER DA VIDA POLÍTICA .
    NÃO VOTEM MAIS EM JORNALISTAS E PRESIDENTES DE CLUBES !!!
    VCS ESTÃO CRIANDO COBRAS PARA NOS ENVENENAR !!!

  29. Chegando atrasado aqui, compadre! Minha semana foi mais que corrida!

    Parabéns pela belíssima entrevista com um dos melhores comentaristas do Brasil. Sempre fui muito fã do Marra, mas depois desta entrevista virei fã número 1. Consegui captar bem o que “se passa” no coração do Mário Marra! E tem muito em comum com todos nós por aqui, né?! hehehe

    Emocionante o relato dele sobre a mãe! Coisa de Atleticano mesmo! BACANA DEMAIS!!!

    Abração!

Os comentários estão desativados.