OS PANTERAS NEGRAS – AMANHÃ VAI SER OUTRO DIA.

Braço erguido, punho cerrado, forte. Luvas negras. Assim os atletas norte-americanos, medalhistas nas Olimpíadas da Cidade do México, Tommie Smith e John Carlos desafiaram a ordem mundial no pódio olímpico. Eram os Panteras Negras do movimento Black Power do final dos anos 60 e início dos 70. A luta era contra a América Branca e a discriminação racial. E tudo de fétido que ela representa.

Mas o que isso tem a ver com esse blog atleticano?

Tudo.

A começar porque o Clube Atlético Mineiro é o clube da Massa. De um povo sofrido, injustiçado, mas inigualável em amor e abnegação.

Um dos seus maiores ídolos, assim comemorava seus gols (Black Power): Reinaldo, ou simplesmente, Rei.

Atrás de cada desenho mágico que era um toque de bola, um drible de corpo, um cerebral movimento diáfano que fazia deitar seus marcadores ou um sonho mágico que era um gol de Reinaldo; e que, simplesmente por ser um gol de Reinaldo, era simples, mas complexo.

Vivíamos, àquele tempo, uma ditadura, autorização imposta pelas armas. Violência legalizada mas não legitimada.

O futebol era o Campo dos Sonhos do povo brasileiro. Em cada obra prima de Reinaldo, servido gentil e coletivamente por Cerezo, Luisinho, Marcelo, Paulo Isidoro, Éder, João Leite e Cia, havia a revolta, o enfrentamento de uma situação posta e anti-libertária.

Punho cerrado, o artista era carregado pelos companheiros de luta, a Massa aliviada, de alma lavada da vida. Havia esperança. O Rei iria nos libertar. Não haveria mais militares. O mundo seria nosso, seria do povo. Em cada jogo, como na música de outro gênio, o Galo insistiria em cantar. Amanhã seria outro dia.

Onde está este Clube Atlético Mineiro?

O Galo perdeu a sua alma?

Não amo menos. Mas não encontro mais.

Onde está o Rei libertário e seu povo feliz e esperançoso?

Porque tanta catarse e sublimação?

Porque tamanho desencontro entre os atletas e a Massa?

Porque tanta enganação e fanfarrice?

Hoje tem jogo contra o Santos de Neymar. Este que, na opinião do colunista é o maior jogador do mundo na atualidade.

Hoje estarei lá na Arena do Jacaré, porque sei que “Amanhã Vai ser Outro Dia”. Braço erguido e punho cerrado. Forte e Vingador.

Galo! 

Para seguir este colunista no twitter, clique aqui

Siga este blogueiro no twitter clicando aqui

Anúncios

7 comentários sobre “OS PANTERAS NEGRAS – AMANHÃ VAI SER OUTRO DIA.

  1. Brilhante Roberto, dias atrás comentando outro post seu passei de leve por este fato, na minha luta insana contra o “esquema” do futebol nacional, lembrando que fomos prejudicados em 77 naquela final contra o SPFC com 10 pontos a mais porque a ditadura não queria ver o Rei fazer o gesto dos Panteras Negras em plena final de camp. brasileiro em rede nacional numa época que 99% da população assistiria, não havia internet, só haviam 4 canais de TV e pouco entretenimento, portanto a abrangência daquela final era absurda. Tiraram o Rei da final por uma expulsão 11 meses antes, e depois o Arnaldo fez o resto do serviço, certificando que o Galo não saísse campeão. Cadê aquele nosso Galo???

    1. É, cara. Cadê o nosso Galo? É o que o brilhante colunista Coruja tbm se pergunta. Cadê aquele Galo q fazia tremer os oponentes? Abraços, André.

      1. Congratulations ao @fredbizz , não tinha visto que o texto era dele, muito bom e veio em boa hora, alguns mais jovens podem estar se perguntando o que a ditadura tinha a ver com o futebol. TUDO.
        Em 1977 o presidente da então CBD era o almirante Heleno Nunes e o futebol era o ópio do povo, eles não queriam o Rei de “punhos cerrados” bagunçando a final do brasileirão para todo o país ver em cadeia nacional. Ia deixar ele dar a vitória aos “rebeldes” num país controlado pelos militares? Creio que não.
        E a rede globo, grande colaboradora da ditadura herdou o controle do poder do país no futebol e em tudo o mais assim que os militares perderam força.
        Estamos pagando até hoje por sempre termos sido rebeldes.
        Avante Galo!!!

  2. __ Enquanto no sul explodia a onda “Paz e Amor “dos hippies,no norte o sentimento era de revolta… por aqui ,nos estádios de futebol,á época, o REI era perseguido por cometer o “ato de vandalismo”, ao erguer o punho cerrado após estufar as redes, sustentadas pelos “figurões da ditadura”. Para esmagar o levante, causado por este ato,resolveram puní-lo; como[?] agredindo com a “MÃO GRANDE”, aquilo que era sua maior paixão,o CAM.

    __ Pho**a Fred ! fostes fundo ao fundo do baú,ein meu amigo!? show de texto cara!! Pelo fim da rapinagem em nossa comunidade ALVINEGRA,cometida pelos MIB – os homens de preto,amarelo,vermelho etc… QUEREMOS NOSSO GALO DE VOLTA !!!! Black/White Panther Party Of SELF-DEFENSE

  3. Seu texto fez eu levantar voce nos braços, simbolizando o Rei de punho erguido.

  4. Vai lá, sim, Coruja! Punho erguido. O Galo é nossa liberdade. Reinaldo não cabia num mundo estreito. Era um Rei vasto, como vasta era sua cabeleira e seus gols por cobertura… O Galo é nosso Grande Sertão. Sem fim. Abraço, mano velho. Galo!

  5. Eu acredito.
    Espero um bom resultado lá contra o Vaxco, mesmo com alguns desfalques, mas para mim o principal é o Pierre.

    Como disse, semana passada, alguns jogadores, vão conseguir fazer os outros jogarem.

    Na minha relação, não tinha colocado o Rever, mas incluo, hoje, não pelo gol, mas pela sua atuação no geral, passou a jogar futebol, o mesmo que jogou contra a argentina, pq antes estava uma gracinha, falhando igual ao Leo Silva, que continua entregando o jogo, todas as partidas, é cartão amarelo, ou gol para os adversários.

    Então para mim quem vai salvar o Galo continua sendo Pierre, Bernard, Soutto, Berola, Triguinho e Rever.

    Ontem até que o serginho entrou e procurou jogar na bola, se todo jogo, fizesse isto, somente o feijão com arroz, sem usar as mãos e muitas faltas, seria um bom reserva.

    E o Guilherme continua sua trajetoria pelo Galo, agora, deverá ficar um bom tempo no estaleiro, talvez nem jogue mais este ano E ALGUEM VAI SENTIR FALTA.

    Mas o André, pede sequencia de jogo, mas o cara entra e não faz nada, aliás, prejudica o time, deveria entrar e jogar pelo menos um pouquinho, assim poderia merecer a sequencia que pede.

    Berola ontem entrou, mas amarrou um barbantinho na bola, e acabou prejudicando o time, acho ele um dos que entra e esforça e tem vontade de jogar, mas ontem, prejudicou o time, em querer dar sempre mais um drible.

    E para aqueles, que criticam o Bernard, ontem o cara foi o único que chutou a gol e quase faz o Rafael engolir um frangaço, tá faltando dorte ao menino, na hora que marcar um gol, deslancha de vez.
    Mas nem por isto, alivia o seu erro, tem que alguem chamar sua atenção, está num cai e cai bobo, querendo cavar faltas e penalti e acaba levando cartão e prejudica o time, tem que parar urgente.

Os comentários estão desativados.