ATLÉTICO 2 X 1 SANTOS. REAÇÃO OU FOGO DE PALHA?

Uma vitória suada e sofrida, como sempre são as vitórias do Clube Atlético Mineiro.

Quando teremos um bom resultado sem botar os bofes pra fora e ver o coração sair quicando pela sala?

A partida de ontem foi vencida na base da raça e muita correria. Para alguns, um jogo feio. Para mim, uma clara evolução da equipe em termos de ocupação de espaços e retomada de bola.

Eu não sei se o Atlético vai ou não escapar da degola. Mas depois deste jogo, quando constatei uma importante mudança de postura da equipe, a esperança de permanência na 1ª divisão retorna.

Devagarinho e com uma certa timidez, é verdade, mas retorna.

Entretanto, há um caminho muito difícil pela frente. Daqui em diante, não podemos abdicar nem um segundo do jogo coletivo e da raça demonstrados ontem. Se isso não acontecer, o caldo entorna de vez.

Mas vejo sintomas positivos que permitem acreditar numa continuidade.

RÉVER voltou a jogar aquele futebol vistoso de outrora, além de incutir garra e disposição no restante da equipe. Contra o Santos, sua presença foi fundamental. Os 26 mil reais gastos no fretamento do avião (no retorno do México) valeram cada tostão.

PIERRE é um verdadeiro cão de guarda à frente da zaga, e ninguém se cria por ali, pois o pau canta bonito no ritmo do rap atrevido do Alcino Neto. Encaixou-se como uma luva no esquema e principalmente no espírito do Clube Atlético Mineiro. Dá a impressão de estar aqui desde garoto.

CARLOS CÉSAR chegou num dia e jogou no outro. Não necessitou de 2 meses para entrar em forma. E, a cada dia que passa, se firma na problemática lateral direita do Galo. Aproveitando a cobertura de Pierre e Fillipe Soutto, se deslocou por todos os lados do campo, dinamizando e fazendo fluir jogadas que não existiam antes.

Lembro-me das cornetadas (algumas cruéis) que pintaram no twitter quando Carlos César chegou, certamente porque ninguém o conhecia. Tem muitos torcedores que só aplaudem contratações de grandes nomes.

Assim como grandes nomes são André e Guilherme. Não jogaram sequer um centavo de futebol decente em comparação com a fortuna investida em suas contratações. Até agora, dinheiro jogado no lixo, sem retorno algum!

Enfim, foi uma vitória justa e sadia. Outros se destacaram, como FILIPPE SOUTO e BERNARD, que ainda se tornarão ídolos do Galo, se não sairem muito cedo.

O Atlético se tornou uma equipe mais consistente do meio para trás. Porém, continuamos com aquele ponto nevrálgico pulsando e incomodando. E essa dor chama-se ataque inoperante, que erra quase tudo que tenta.

Para terminar, pergunto-me a todo momento: não seria conveniente convidar novamente o Marques para estar junto ao time?

Teria sido o Messias uma das causas dessa mudança tão significativa na postura da equipe?

E, a cada vez que penso nisso, mais me convenço que o baixinho difundiu partículas de caráter, honradez e amor ao clube ali pelos lados de Vespasiano. Será?

O que você acha disso, caro amigo do L&N?

Siga este blogueiro no twitter clicando aqui

Anúncios

7 comentários sobre “ATLÉTICO 2 X 1 SANTOS. REAÇÃO OU FOGO DE PALHA?

  1. Vitória importantissima, fez reascender as minhas esperanças. Mas o Galo precisa melhorar MUITO, principalmente o ataque que quer enfeitar sempre. O time tem que continuar com esse espirito até o final e a torcida tem que fazer o papel dela, como ontem.

  2. Olhem ahí as faltas que fizeram no Neymar

    @Njr92 bit.ly/oEDck7

    Carlos Cesar deveria ser punido pelo Stjd

  3. __ No GALO é assim,qdo menos se espera,pimbaaaaaaa…! ensaca nada mais nada menos que o campeão da américas,vai entender um troço desses.Roberto,concordo a respeito do Pierre,cara!!que partidaça esse rapaz fez.Qdo levou o cartão amarelo pensei com meus botões: fu*** !!!,mas ai algo iluminou a cuca do cuca[até q enfim,putss!!!],a substituição do soneca,pelo sergim,contribuiu muito p/ sua permanencia até o fim do jogo,já que liberou-o da forte marcação que exercia em cima do “birrento do cabilim feioso”.É um marcador ferrenho ,que sabe o que faz, lembrou-me o Gallo, Doriva, Éder Lopes,Elzo e outros que vi jogar.Formiguinha pura,o cara transcende,sei lá; parece ter uns onze dele em campo,um em cada espaço vazio do gramado.Nossa defesa ter melhorado,passa muito pelas suas atuações,até o Soutto cresceu com sua chegada. Vitória é sempre vitória,inda mais na nossa situação,porém, não se pode relaxar,temos várias pedreiras pela frente, e o caminho ainda é árduo.Ficou provado ontem, que o CAM não sabe jogar contra equipes fechadas, por não termos poder de fogo,as deficiências de nossos atacantes ficam evidentes,as duas próximas equipes que iremos enfrentar,jogam abertas,talvez ai ,teremos o alento de sairmos do rio,com pelo ao menos 4 pontos garantidos,né não? Toda ajuda é benvinda neste momento,qdo não for a do messias marques,que seja a do outro MESSIAS,essa então … nem se fala !!! Abs. companheiro

    PS : o Berola tem de ser presenteado com uma bola só para ele,vai ser fominha assim lá na baêa, meu rei !!! rsrs

  4. Bela vitória na base da raça. Um dos motivos que me ensinou a ser ATLETTICANO foi a velha raça ATLETICANA. Alguns jogadores ontem demonstraram isso. Não vou parabenizar ninguém pois essa é a obrigação de qualquer jogador que vista essa camisa. E a obrigação desses jogadores é de brigar por títulos e não pra permanência em elite. Como não conseguiram figurar entre as equipes que buscam o título, pelo menos tirem o GALO dessa situação em que nunca deveriamos estar.

  5. Marques – visita em boa hora. Mostrou aos outros oque é ser Atleticano.
    Réver – Esse é profissional até a alma e a alma dele torce pro Galo.
    Bernard – Bom de bola esse menino do Galo.
    Souto – Maravilha. O jeito de bater na bola é de craque.

    O resto do time foi só raça e isso é o minimo que queremos e é o que basta pra sair desta humilhante posição (17ª).

    Galo sempre!

Os comentários estão desativados.