O PALHAÇO DA HORA É O CRUZEIRO.

Em seus dois anos de existência, o L&N nunca teve como tema principal o clube do lado afrescalhado da lagoa.

Talvez porque, para nós, ele é tão insignificante que não vale a pena citá-lo.

Ou porque aqueles que vestem azul sejam tão arrogantes dentro de sua pequenez, que causa uma certa náusea falar deles.

Mas qual o motivo que me leva a transformá-los, de repente, no assunto central de uma crônica escrita em um dos latifúndios mais atleticanos da globosfera ?

A resposta é: nesta semana, não somos nós o alvo na berlinda. Não somos mais a bola da vez.

O palhaço da hora é o cruzeiro (peço perdão se já mudaram de nome e eu não fui comunicado!).

O mesmo clube que só cresceu às custas de Tostão, Dirceu Lopes, Natal, Wilson Piazza, Evaldo, etc, lá nos idos longínquos dos anos 1960.

Uma geração vencedora (é verdade) fez crescer uma torcida que até então, era menor que a do América.

Mas cresceu errado. Cresceu tão somente escorada em títulos. Quanto mais títulos, maior a torcida.

A grande maioria formada por simpatizantes oportunistas, que escolhem o clube que está vencendo, ou que gostam mais do azul do que do preto e branco ou do verde e preto. Na verdade, uma escolha mais estética do que de sangue, de amor, de paixão.

Enfim, uma torcida que migrou da turma de indecisos. E indecisos permanecem na sua essência até hoje.

Estou dizendo tudo isso porque se aproxima a hora de o cruzeiro experimentar o inferno da segunda divisão.

E quero ver se, tal qual o glorioso Galo das Alterosas, a sua torcida permanecerá presente, irmanada até na medula espinhal em prol da equipe. Será? Será mesmo que conseguirão?

De 2005 a 2010, o Atlético, mesmo passando cagaços em cima de cagaços, foi o terceiro clube que mais cresceu em número de torcedores no Brasil (mais de 1 milhão e 200 mil torcedores). Acima dele, só Corinthians e São Paulo.

O cruzeiro cresceu, apesar de todas as suas propaladas conquistas, inclusive o “título” de Barcelona das Américas, pouco mais do que cem mil torcedores. Repito: POUCO MAIS DE CEM MIL TORCEDORES!

Isso diz alguma coisa? Na minha modesta opinião, significa que a torcida do Galo é autêntica, de RAIZ, composta por torcedores que, independente das merdas que o time faz, é atleticana até na hora da chamada inevitável de Deus.

Se o atleticano tiver uma bandeira do Galo sobre o seu caixão, ele irá em paz e morrendo de rir dos que ficam! E, ao lado de Deus, ele dará um jeito de, sutilmente, influir naquelas bolas tortas que pegam na perna do zagueiro e acabam entrando. Vocês não viram o gol do Leonardo Silva contra o Coritiba?

Superamos a segunda divisão com mais torcedores do que antes porque os pais são tão atleticanos, mas tão atleticanos, que incutem nos filhos o amor ao Galo desde os primeiros dentes, desde os primeiros passinhos que mais parecem uma pipa dando buscadas. Alguns forçam a natureza e querem ANTES! O grito de Galoooooooo é sagrado, é imortal!

Um pai atleticano se emocionará às lágrimas, se o seu bebê gritar GALO antes de falar PAPAI. Loucura? Pode até ser, mas corre no sangue e não tem cura.

Se o cruzeiro _ o time que em seu hino valoriza mais a vaidade do que o amor verdadeiro _ cair para a segunda divisão, e se permanecer nela, não duvido que, daqui há poucos anos, o América supere novamente a torcida de ocasião.

Não tendo títulos, não tem torcida! É esta a filosofia azul.

Não há nela riqueza de espírito suficiente para segurar a onda!

Não há RAIZ! Não há BERÇO!

Siga este blogueiro no twitter clicando aqui

Anúncios

23 comentários sobre “O PALHAÇO DA HORA É O CRUZEIRO.

  1. Muito bem escrito! Ser Atleticano não é sentimento físico, é espiritual! É como gostar de jazz (como no meu caso, por exemplo). Vem do âmago, vem da alma! Meu filho, de 23 anos é Atleticano simplesmente porque herdou meus gens, minha essência!
    Ou seja, ser Atleticano é uma questão de genética, de DNA. Meu sobrinho, filho de Atleticano, tornou-se Cruzeirense (seu pai se separou, e logo, o fedelho foi influenciado pelo o tio cruzeirense). Mas esse estigma durou até uns 10 anos, pois acabou justamente quando ele viu comigo e com meu filho aquele memorável jogo Atlético 3 x 0 Vitória, quando fomos para a final contra o Corinthians (novo time da Globo, antes era o Flamengo). E ele voltou à sua essência inata: tornou-se Atleticano! Era a genética falando mais alto, finalmente. Portanto o que está impregnado na alma, ninguém tira. O Atleticano já nasce Atleticano. O cruzeirense vira cruzeirense por ocasião. Ademais, time que não passa de dissidência do América, tinha que ter torcedor indeciso e oportunista mesmo. Começaram mal, terminarão mal. É a lei…

  2. Dessa vez abrimos uma excessao para falar das marias felpudas por que e so motivo de gozacao. Elas sao mesmo os palhacos da vez! E tomara que o picadeiro do proximo ano seja pelos campos da segundona. Valeu!

  3. Muito bom. Verdadeiro, engraçado, realista, leve. Expressou nosso sentimento de esperança de que a vida é justa, e devolva com juros e correção monetária a arrogância dos que tripudiaram em cima do Senhor Absoluto das Gerais.
    Que aconteça o que todos nós, ATLETICANOS DE CORAÇÃO, não de ocasião, esperamos: a queda das marias 5 estrelinhas cintilantes. Que a vaidade delas vá para o espaço, e de quebra, elas também.

  4. Hoje é sexta feira, dia bom pra tomar cerveja, e prá manifestar uns desejos… Tomara que a preguiça baiana ataque Marcelo Oliveira… Tomara que o espirito de vingança mafioso ataque Joel Santana… Tomara que Roger Surfistinha entre em campo com modelo novo de uniforme: babydoll “Tomara que caia” e com as pernas bem abertas!!!

  5. Texto incrivel!!!

    Sou atleticano é um amor cravado até na minha pele, faço do Clube Atlético Mineiro a minha alma. GALOOOOOOOOOOOOO

  6. Galo é Galo, essa paixão pelo nosso time vem de berço ou seria de cordão umbilical? Não sei só sei que nasci Atleticano e vou morrer Atleticano, nosso time é raça e amor.
    Agora o lado afrescalhado é torcida de modinha, de radinho sei la o que, só faz numero quando ta na boa.
    Esse time se realmente cair (e vai cair, assim espero) vai perder boa parte de sua torcida de momento, os que vão fica vão ser os mais velhos e vão ser minoria assim como os torcedores do coelho, pessoas mais velhas que viram glorias antigas e passadas que não voltam mais…
    Belo texto!!
    Abraço.

  7. __ Lembra-se do filme “Highlander” Roberto ?! Então! após decapitar os malucos lá e absorver a energia do sem pescoço,o sobrevivente dizia:_ “Só poderá existir UM[…] ” O Kalil que calado é um poeta,as vezes manda bem em raras previsões futurísticas,ele disse que : _ ” chegará o dia em que só haverá um TIME em MINAS,vs verão […] ” e num é que a previsão dele poderá se concretizar bem antes do esperado !!!! Chegará o dia em que a vaidade cerúlea, dará lugar ao chacotismo,aí sim, haverá chiliques e morder de calçoilas … hehehe !!!! Pau nas bonecas purpurinadas e #chuuuuuuuuuuuuupa mariada do kct, qto mais alto o salto,melhor será a queda!! barcelona das américas kkkkkkkkkkkkk

    __ Não vou elogiar seu texto não,cê tá ficando vaidoso kkkkkkkkkkkkkkkkkk mais deixo um forte abraço e meus respeitos.[vai brigá cum eu naum ein] Abraços meu brother de fé ! hehehe

      1. _ Rapá !!! Quem lhe agradece sou eu 🙂 🙂 Como não tenho conta no “tuiti”,agradeço-lhe por aqui “memú”. Brigaduuuuuuuu … por criar este espaço Atleticano até á tampa,e permitir-me fazer uso dele.Aqui me sinto em casa.Tô até folgando ” con usted ” Abs e #GaloSempre

  8. Num mesmo texto, a verdade absoluta se apresenta temperada com lirismo e muito bom humor. “Pipa dando buscada” me fez engasgar com o refrigerante…

    Sensacional, meu amigo. Como sempre.

  9. Vou lancar uma ideia ai (caso ela ja nao exista): a torcida do Galo deveria lotar o portao da Cidade do Galo no domingo para botar sangue nos olhos do time quando estiverem de saida para o jogo em Sete Lagoas. Sangue nos olhos, Galo! E um jogo para ficar na historia, sim!

    Off-topic (como dizia o Munaier): e a CBF e a justica desportiva fazendo ou falando nada sobre a mala branca do cru-cru… a corrupcao mais uma vez sendo aceita sem muitas consequencias… triste.

    GALO!!!

  10. Roberto sempre manda super bem e mais uma vez arrebentou.

    E só quero mais uma vitória.

  11. Azul Cesta basica, tão com o fuim na mão.
    Será, para nós torcida, o jogo do ano, e como acho que os jogadores (alguns) são também torcedores do GALO, vão entrar com o coração na ponta da chuteira, para dar esta alegria, de final de ano para a massa.

    E caso, as marias, azuis cesta basica, confirmem o que nós queremos, os gatos pingados de torcedores que ficarão com o clube, serão menores que a torcida do Mequinha, assim preparem um TRICICLO que vão conseguir lotar o mesmo.

    O resto dos simpatizantes procurem por debaixo das camas, que acharão aos montes.

  12. Boa Roberto! Galo é amor, a gente nasce atleticano! O lado de lá torce por titulos e será um prazer poder ajudar a mandar esse time artificial para a segunda divisão, onde é o seu lugar! Vaaaaai Galooooo!

  13. Os caras estão caindo mas a arrogância continua.

    Muito bom o texto, sou galo até depois de morrer. Meu sobrinho de 4 anos, mesmo com pai e mãe corintianos, torce para o Galo, porque atleticano é assim, nasce assim.

Os comentários estão desativados.