ALGUMAS HIPÓTESES E UMA SAÍDA

Agora você procura uma explicação. Seu time perdeu um clássico por 6 a 1. Nas semanas que antecederam o confronto, era apontado como favorito. O outro time havia vencido apenas 2 das últimas 18 partidas. Seu time estava invicto em casa no segundo turno do campeonato.

A primeira hipótese é dolorosa demais para aceitar: os atletas que você aplaudiu de pé nos últimos jogos eram muito ruins e você foi enganado. Eles são péssimos e você não percebeu. A vergonha é sua.

Melhor ir para a segunda hipótese: os caras entregaram o jogo. Se eles quisessem, teriam vencido. Mas não quiseram. Essa teoria preserva seu faro de técnico, mas leva a um novo impasse. Não quiseram ganhar porque se venderam ou foi por descaso, por preguiça?

Se foram comprados, você pode reagir de várias formas. Indignar-se como faz com relação a toda corrupção do país, pedir a punição dos crápulas, denunciar e fazer seu papel de cidadão.

Ou então você poderá, de certa forma, sentir-se aliviado porque, no fim das contas, o seu time era bom como você pensou que fosse, mas o cara ama dinheiro mais do que tudo (vergonha pra ele) e, uma vez descoberto e punido, tudo se resolve e a vida segue.

Mas, e se tinham condições de ganhar o jogo, se ninguém pagou dinheiro algum e mesmo assim o resultado foi esse? O que fazer com uma constatação dessas? Então os jogadores simplesmente desprezaram o seu escudo por nada?

Não, impossível. Impossível pensar que os jogadores manchariam uma história que você ama tanto sem receber, hipoteticamente, alguns milhões em troca. Nesse caso, a revolta de alguns se tornaria maior, ao ver sua paixão desprezada a troco de nada.

Independentemente de qual dessas hipóteses o torcedor acredita, é preciso tomar providências.

Qualquer que tenha sido o motivo da derrota por 6 a 1 para um time que não ganhava de ninguém, torna-se claro que o trabalho precisa ser repensado e ganhar novo rumo. E, para começar a rever esses caminhos, o jornalista Mário Marra faz alguns apontamentos:

“Entendo que Alexandre Kalil simplifica muito a conversa quando fala em atuar diretamente e apenas no bolso dos jogadores.
 Em algum lugar da caminhada, em algum ponto da relação com os jogadores, é necessário que eles saibam da grandeza e do passado do clube.
 É necessário pontuar com cada um o que representa um clássico da dimensão de um Atlético x Cruzeiro.
 Não deve ser só em “dinheirês” a conversa. 
É preciso criar nos jogadores alguma identificação com a instituição. (…) Para entender que é necessário voltar a crescer é preciso não se iludir.” (fonte: blogdomarra)

Investigue-se o que tiver que ser investigado. Mas que isso não sirva para desviar o olhar de tudo aquilo que precisa ser consertado há muito tempo e que não tem nada (ou talvez tenha tudo) a ver com o clássico de 04/12/2011.

NOTA DO BLOGUEIRO: Todas as possibilidades que a autora citou se restringem ao terreno das hipóteses, retratando aqui as dúvidas que já estão nas ruas. Não há nenhuma acusação a quem quer que seja. Todos os envolvidos são inocentes até que se prove o contrário.

Para seguir a colunista no twitter, clique aqui

Siga este blogueiro no twitter clicando aqui

Anúncios

6 comentários sobre “ALGUMAS HIPÓTESES E UMA SAÍDA

  1. Eh triste reconhecer e aceitar que o amor que sentimos simplesmente eh desprezado e largado de lado como uma coisa qualquer. Eh certo que clube, diretoria e torcedores precisam repensar varias coisas, e entre elas eh a necessidade de incutir na base o mesmo amor e respeito pela camisa Atleticana.

  2. Eu fico com a 2ª opção … ENTREGARAM O JOGO! Se não levaram vantagens ($), levarão o rótulo de jogadores sem alma. As consequências da omissão ou desonestidade de todo o CAM (menos da Massa), estão sendo percebidas desde já e, acredito, se intensificarão no início de 2012. A paciência da Massa já não existe a mais tempo e, os mesmos jogadores e comissão técnica não terão clima desde o 1º jogo, desde a 1ª pisada no gramado em 2012. Tenho certeza que o CAM jogará dinheiro e oportunidade fora, com o início do ano e a pré temporada.

    Passarei um final de ano muito amargo devido a esta tragédia evitável. O Natal e Ano Novo mais desmotivado que parece se apresentar pra mim. Estou REVOLTADO! E essa ira habita o coração de muitos Atleticanos de arquibancada. E como o CAM virou o QG da impunidade, o Kalil lliberou os jogadores para xingar, agredir e humilhar a Massa Atleticana de todas as formas que lhes convieram. Lembram? Mancini, Richarlysson, G. Santos entre outros? O descaso com a torcida não foi somente no último jogo, ele já estava aí, sentado ao lado direito do Kalil.

    O trapalhão dos gramados, o presidente “Não vou deixar acontecer mais”. Sr. Alexandre Kalil. Pedirá aos céus, a todos os Santos e a Iemanjá, na virado do ano, PARA QUE O CUCA DEIXE DE SER DEPRESSIVO/DESERTOR E QUE SEUS JOGADORES FAÇAO UMA ÓTIMA TRANSFUSÃO DE SANGUE!

  3. Roberto ! musica boa que nem ela só. Óia ai e dispois me fala hehehe!!!!

    1. Eu fico com uma terceira opção, alternativa, e que não tem nada a ver com o esporte em si (ou poderia ter tudo a ver), com as paixões por um dos dois rivais, mas pela proteção à transparência do objeto de consumo tão caro que nos é vendido (Código de Proteção e Defesa do Consumidor). Vai além de uma simples desculpa para um vexame ou de quem ganhou no campo ou no bolso. É preciso buscar a verdade, investigar. Nem que seja para destruir todos os conceitos sobre uma rivalidade histórica.

  4. Eu não sei é de mais nada
    Tem hora que penso!!! foi comprado o jogo
    Diretoria não venderia.
    Será que os jogadores venderiam.
    Nem todos jogadores, se sujeitariam a tal sujeira
    Lá dentro tem alguns, que tem carater e não aceitariam.
    Mas no dia, sinceramente, ninguem jogou nada.
    Todos erraram e muito, então, acho que foi ruindade mesmo, má vontade e desprezo ao adversário, menosprezaram, e se fuderam, ou melhor fuderam toda a torcida.
    Mas também, vem aquele pensamento na minha cabeça, nunca gostei de cantar vitoria antes do tempo, e foi o que TODA a torcida, tava fazendo, e para mim isto que é ARROGANCIA, que sempre a torcida decanta, que tem do lado de la e que o Kalil é, ahí veio o CASTIGO, é isto ahí gente o Castigo e veio a cavalo, com arreio e tudo mais. TOMA DISTRAIDO.

    E o justo paga pelo pecador

    Quem não foi arrogante, pagou também, assim aprende a não cantar vitoria antes do tempo VIU TORCIDA DO GALO, mais respeito é bom e todo mundo gosta, inclusive as marias.

Os comentários estão desativados.