SEM MEDO DE SER FELIZ

Por José Gama Jr. –  Advogado de profissão e atleticano de coração

Em 1977 houve quem dissesse que nunca mais voltaria ao Mineirão para ver o Galo depois daquela terrível disputa de pênaltis que nos custou o campeonato brasileiro.

Jogamos hoje em um estádio que é o caldeirão do Galo. Fizemos da Arena Independência o nosso terreiro. Lá temos a força de uma fanática torcida e um aproveitamento recorde.

Em 1980, ainda menino, vi um time de craques como Reinaldo, Éder, Cerezo, João Leite, parar nos pés de um Flamengo igualmente recheado de craques, mas favorecido por uma arbitragem tendenciosa e inescrupulosa.

Hoje continuamos sendo mais prejudicados que auxiliados pela arbitragem. Mas com a televisão em todos os jogos e uma diretoria mais atuante (méritos para o Presidente Alexandre Kalil, tão criticado em outras temporadas por ser aguerrido e até radical em suas posições) já não há tanta brecha para manipulações no apito.

Tantas vezes paramos no meio do caminho, chegamos quase lá, mas não fomos campeões.  Eram campeonatos que pareciam mais copas, com disputas em mata-mata em que em dois jogos todo o trabalho de um ano podia ser jogado fora. Chegamos ao absurdo de perder o título de campeão brasileiro invictos, fruto de regulamentos confusos e injustos.

Em um campeonato por pontos corridos como o atual Brasileirão, a melhor equipe, salvo raríssimas exceções, é a campeã. O acaso pode beneficiar algum time que cresça em determinado ponto e arranque para o título, mas em quase dez anos nesse regulamento o que se viu foi que o melhor trabalho, o melhor plantel, a melhor equipe é que leva a taça.

Temos hoje um centro de treinamento que é considerado o melhor do Brasil. Temos uma comissão técnica de altíssimo nível. Temos craques como Ronaldinho Gaúcho jogando ao lado de revelações como Bernard. Temos um banco de reservas que seria titular na maioria dos times do campeonato.  E o trabalho vem dando resultados. O Galo é líder, mesmo com um jogo (estranhamente adiado) a menos.

É hora de ousar. De querer ser campeão mais do que qualquer outra coisa. De afastar todos os obstáculos internos, de passar por cima de todos os problemas, de criar uma união dentro e fora do gramado. Da torcida mais uma vez empurrar o Galo para as vitórias.

É hora de ter espírito de vencedor. Para chegar e ficar no topo, onde é o nosso lugar. Com trabalho, com suor, com mérito e com alegria. Com a alegria de campeão. É hora de ser mais uma vez campeão brasileiro, Galo!

PARA SEGUIR O AUTOR NO TWITTER, clique aqui.

SIGA ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER clicando aqui

Anúncios

2 comentários em “SEM MEDO DE SER FELIZ

  1. Dr José Gama, a quem posso chamar de simplesmente, José Gama por sermos irmãos atleticanos.
    Parabéns pelas palavras, bem colocadas e justas! Também, como você, ví todos estes craques em ação assim como, nossas lutas terem sido em vão, por vias obscuras…
    Mesmo menino ainda, com 8 anos, pude sentir e aprender, ainda tão novo, a emoção de uma torcida maravilhosa, a aquecer o time ainda nos vestiários, e aprendí a amar essa coisa maravilhosa que se chama Clube Atlético Mineiro!
    Fui feliz, me emocionei, cantei, gritei pelo Galo como também, sofrí, chorei e gritei por justiça e honestidade dentro do futebol.
    E agora, com meus completos 50 anos ( 19.08 ) e olhe que o Galo é de 1908 rs, posso voltar a sentir na pele, como sentí em 1971, a emoção de ao menos estar a caminho de uma conquista maravilhosa e, em relação à 1977 e 1980, mesmo com as já conhecidas tentativas obscuras de nos prejudicar, medo algum estou sentindo, apesar dos olhos abertos a tudo e a todos!
    Sou neto da Vovó Tita, a Vovó do Galo, que foi uma das homenageadas no centenário do Galo por ser prima de sangue de Margival! E por aí vai, são inúmeros motivos, pelos quais amamos o Galo, pela torcida enfim, por tudo o que nos faz, ao longo do tempo, imortais!
    Dezembro é logo alí… Continuemos a nos blindar, diretoria, comissão técnica, jogadores e torcida pois, unidos, chegaremos lá e Bi Campeões!
    Um abraço.
    mauricio toledo

  2. Enfim ,estamos próximos de terminar os embates inacabados de 77 ,80 e 81, os quais por forças obscuras, foram interrompidos á fórceps – não deixaram que fossem terminados de maneira natural . Melhor ainda, é ter a certeza de que ,independente de qual for o resultado lá em dezembro,o GALO FORTE E VINGADOR está de volta , quebrando tabus e estufando o nosso peito de orgulho . #GaloSempre

Os comentários estão desativados.