FINAL SERÁ NO INDEPA OU NO MINEIRÃO? DR. JARBAS RESPONDE.

JarbasO dr. Jarbas Lacerda sempre surge naqueles momentos em que o nosso conhecimento não é suficiente para entender com clareza o que se passa. Neste caso, ele estudou profundamente o regulamento que norteia a Copa Libertadores da América e indica em qual estádio será a final em Belo Horizonte.

Vamos ao que ele disse no twitter:

O Galo vai jogar a final no Independência ou no Mineirão? Bom, analisando-se o regulamento da competição, temos algumas conclusões: sigam:

1 – O art. 9º do regulamento prevê que a aprovação do Estádio para as partidas depende de dois requisitos: condições de jogo e capacidade.

2 – A condição de jogo é o item mais importante considerado pela Conmebol. Porque? Mesmo havendo capacidade, não há jogo sem condições de segurança.

3 – Todos os estádios indicados pelos clubes dependem de prévia aprovação pela Conmebol. Os dois estádios indicados pelo Atlético (Mineirão e Indepa) estão aprovados pela Conmebol para os jogos da Libertadores.

4 – O item 9.2 prevê que nenhuma partida pode se realizar em local que não tenha capacidade para 10.000 torcedores, além de condições de jogo (padrão FIFA).

5 – O item 9.4 do regulamento é claro em exigir capacidade mínima de 40.000 lugares para jogos finais, segundo inspeção feita pela Conmebol.

6 – O item 9.11 confere a possibilidade de veto a estádio que não reúna condições de conforto e segurança, mas não veda capacidade inferior.

7 – Conclusão: a) o Indepa está aprovado pela CONMEBOL em relação ao requisito principal, condições de conforto e segurança; b) não atende ao mínimo de capacidade, mas este requisito pode ser flexibilizado pela Comissão Técnica da CONMEBOL. Há possibilidade de se jogar a final do Indepa? Sim, mas isto é decisão exclusiva da Comissão Técnica da Conmebol.

Afinal, onde será a final?

Creio que a CONMEBOL não vai aprovar a final no Indepa por termos em Minas outro estádio em totais condições em relação aos dois requisitos exigidos: a) condições de conforto e segurança e b) capacidade de público.

Portanto, preparem-se para assistir a final do Libertadores 2013 direto do Estádio Governador Magalhães Pinto, o MinasArenão! É lá que vai ser. Abraços.

Para seguir o dr. Jarbas Lacerda no twitter, clique aqui

SIGA ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER clicando aqui

Anúncios

5 comentários em “FINAL SERÁ NO INDEPA OU NO MINEIRÃO? DR. JARBAS RESPONDE.

  1. Dr. Jarbas, é estádio Governador Magalhães Pinto. Mário Filho é o Maracanã. Sei que você sabe disse, mas é apenas para corrigir o lapso!!!! saudações alvinegras.

    1. Vejo que já corrigiram!!! Foram rápidos, mas eu fui mais…. kkkkkk saudações alvinegras!!!!

  2. O que eu acho um absurdo, afinal, se o Independência está aprovado para a final da LA, a Conmebol não deveria interferir na escolha do Atlético Mineiro, já que ele é o mandante da partida e escolhe aonde quer jogar!!! FATO!!!
    E a contradição maior, é o fato de, já que o requisito “capacidade”, também não é atendido pelo estádio Defensores, porque então a primeira partida será realizada lá?????
    Deveria então, o Departamento Jurídico do Galo, impugnar a realização da partida lá, já que no Independência não pode! São estes detalhes que, somados aos péssimos e tendencikosos árbitros escalados, que não assinalam penalidades claríssimas, na cara deles, que fazem com que entidades como CONMEBOL, CBF, STJD …são desacreditados por ilicitamente beneficiarem a alguns times e prejudicar a outros, a seu bel prazer….
    Absurdo!!

  3. Em casa, já na oitava Bud, o jogo seguia em um réquiem para mim, piorava mais, quando a câmera mostrava as fisionomias temerosas da MASSA na arquibancada.
    Quando faltou iluminação, a nona Bud foi aberta e Fabiola Brito reclamou: “Você não acha que está exagerando, não!?” As crianças dormiam no quarto e eu esperando um lampejo do R10, um arranque do Bernard, uma luz do Jô ou que o senhor FDP de apito na boca seguisse a regra, não a do Arnaldo, mas a de uma partida de futebol.
    O Fato é que, os refletores voltaram para iluminar os caminhos do gramado.
    Cuca já com Luan em campo, tirou Tardelli e Bernard.
    Nem sei se reclamei, se xinguei ou se abri a décima Bud.
    Fabiola ameaçava: Se acordar as meninas, você vai tomar conta, cal!
    O jogo era tenso e não engrenava.
    Pensava alto, se Réver tivesse em campo lá na Argentina e aqui no Horto, o Galo não passava este sufoco e para piorar, Cuca tira Diegol e Bernard para entrada destes caras, porra!
    Do meu lado, percebi Fabiola torcendo, eu com uma Devassa na mão e ela nem reclamava mais. De repente, ele, aquele moço, o Guilherme bate uma bola de fora da área que entra, onde deveria ter entrado e GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLLL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! GAAAAAAAAAAAAAAALLLLLOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!
    O meu grito sumia na minha voz, rouquidão!
    A Devassa na minha mão foi tomada por Fabíola que provava de minha devassidão.
    As meninas acordaram e os vizinhos não deixei dormir.
    O Grito saia pela janela e ganhou Salvador até…………o Horto.
    Gol do Galo, minha filha!
    Enquanto eu pulava na sala com Larissa no colo e Raphaela já no sofá.
    Meio caminho andado e as lembranças de 1977 pararam a minha euforia.
    Ainda tem os Pênaltis, Fabíola.
    Na primeira cobrança, gol do Alecsandro.
    Gol do Scocco, quando reclamei do Victor ( Porra, Victor, mexa a cintura, moço. Escolheu um canto e facilitou para o cara, caceta!)
    Guilherme que saiu de bandido para herói, mais uma vez, fez o seu, alívio.
    Os argentinos não têm os deuses atleticanos e o resultado parou no 2×2, por forças sobrenaturais.
    No mosaico alvinegro, eu via João Leite defendo duas penalidades e logo em seguida, Jô e Richarlyson mandarem os seus para os ares.
    Com as duas filhas no colo, a Devassa nas mãos de Fabíola e…….gol do R10. Não sei se a Devassa foi bebida ou esquentada em outras mãos. Só sei que Larissa chorava no meu colo, Raphaela reclamava e Fabíola na devassidão roubada de mim.
    Victor escolheu o canto certo e desligou minha TV que sintoniza 1977.
    Eu jogava Larissa para cima, gritava e ela chorava, ela chorava e eu gritava ou não sei qual era a ordem das alegrias, pois, nas comemorações uns choram e outros gritam.
    Drenado e na devassidão da loira nas mãos, as mulheres de minha vida conseguiram dormir às duas da madrugada e eu as cinco da matina, fuçando a net a Fox, SporTV e até a plim…plim…e vibrando pela minha libertação, quando vivia preso desde 1977.
    Durante este tempo de prisão, recorri muitas vezes e todas elas negadas pelos juizes FDPs. Hoje, rouco, dando explicações por onde ando e já em liberdade rumo à vitória, pois, eu acredito nela.
    Em fim, Livre!
    @cabrito2606

    1. kkkkkkkkkk Irmão atleticano!!! Assim estamos até agora, extasiados, rindo e chorando ao mesmo tempo por tantas alegrias e emoções fortes vividas nesta Libertadores…
      Aliás desde 2012, quando o nosso Galo garfadíssimo pela CBF corrupta, municiado pelo sem moral STJD e com uma ANAF totalmente manipulada, teve que deixar os malditos cariocas do Florminense serem campeões forjados naquele ano….desde lá, a gente vem sofrendo por ódio, por angústia e repugnantes manipulações de jogos, resultados…todos em prejuizo ao nosso Glorioso…
      Mas Deus guardou estes momentos da Libertadores para mostrar ao Brasil, ao mundo, quem é a verdadeira melhor equipe do país…
      E com a graça de Deus, sempre D’Ele., estamos assim, anestesiados pela alegria, uma sensação incontida de euforia, a qual, tenho praticamente a certeza, de que aumentará ainda mais, fazendo com que a gente acorde não só Salvador e Belo Horizonte, aliás, não deixemos o Brasil inteiro dormir, nas madrugadas dos dias 17 e 24 deste mês…
      kkkkkkkkkkk
      Duvidoooooo que exista amor maior de algum torcedor por seu clube, do que o nosso por este Clube Atlético Mineiro…
      Adorei seu comentário…rí e me emocionei……
      Um abraço…..Saudações Atleticanas…..

      Viva o nosso GALOOOOOOOOOOOOO

Os comentários estão desativados.