GALODEPENDÊNCIA

colunarobertolopes2Eu tenho, tu tens, ele tem. Nós temos, vós tendes, eles têm.

O torcedor do Galo está dependente. Psicologicamente afetado pela campanha do time. Quimicamente viciado na adrenalina dos jogos.

Para muitos de nós, nunca houve ano tão feliz. Todos aqueles que não viram Reinaldo, Cerezo, Éder e Luisinho jogarem, não viram nada parecido com o que é o Galo de hoje. Eu vi e o vício nunca mais passou. Nas épocas de vacas magras, vivi, qual bebum meio recuperado, um dia de cada vez. Hoje, alguns dias sem vitória dão tremedeira.

Agora, o quadro mudou de vez. Ronaldinho Gaúcho, em carne e osso, declarou que nunca foi feliz como está sendo aqui. Parece pouco? Soa como mentira para ouvidos calejados pela zoação de adversários? Pois eu garanto que representa muito, e é verdade.

É verdade porque está na cara de qualquer um que queira enxergar. Vejam os melhores momentos do jogo com a Ponte. Reparem na festa que Ronaldinho faz para Danilinho no primeiro gol. Notem como ele ficou contrariado com o empate, não deu entrevista protocolar, não falou de 3 pontos, nada disso. Foi seco: – “vacilamos”. Estava pê da vida. Você fica pê da vida com algo que não lhe importa?

Lembrem-se da comemoração longa, depois da arrancada fenomenal que as marias nunca mais vão esquecer. Ronaldinho ciscou no gramado. Ele está feliz.

E os efeitos disso? Pense no Bernard ouvindo o cara, que ele colocava no time do Playstation, dizendo que jogar no Galo é o melhor que está tendo. Pensou? Agora vá além, pense no menino-craque que está surgindo na base de qualquer outro time do Brasil, ouvindo isso. Não é óbvio que qualquer um que ouça vai se perguntar “por quê”?

Por quê um craque, um monstro da bola, com a história que ele tem, com as conquistas que tem, diria isso? E a resposta é o time sim, e é o momento dele também, mas é, ao mesmo tempo, a estrutura, a seriedade da administração e a força da torcida, que não tem igual.

Não vamos nos deixar abater pelo empate com a Ponte. Isso acontece, infelizmente. Vamos curtir o momento e apoiar o time, porque não há nada mais ATLETICANO a se fazer. Se você está vivendo isso pela primeira vez, deixe-se levar e esqueça sua corneta em casa.

É por isso que eu tenho, você tem, todos temos e, agora, Ronaldinho também tem Galodependência.

PARA SEGUIR O COLUNISTA NO TWITTER, clique aqui

SIGA ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER clicando aqui

Anúncios

3 comentários sobre “GALODEPENDÊNCIA

  1. Esse é um post antigo q continua atualizadíssimo ou é novo mesmo?

    Enviado via #R49

    >

  2. Bom dia

    Me chamo Tatiana e trabalho em uma agência de Marketing Digital. Meu trabalho é buscar blogs com conteúdo interessante e único para participar de uma campanha editorial no Brasil. Seu trabalho seria escrever um post sobre a Copa do Mundo no Brasil. Se está interessado por favor entre em contato comigo.

    Abraços

  3. Sinceramente não vejo nenhuma perspectiva de melhora desse time.
    Precisa de mudanças. Autuori Não´tem perfil para o Galo!
    P.S Ta rolando um abaixo assinado para excluir o traíra do dadá maricon daquele programa alterosa esporte que tem como finalidade denegir a imagem do glorioso e da massa e o tal de dadá é um dos que tem contribuido para isso.
    Um tremendo baba ovo das marias
    POR FAVOR VAMOS MOSTRA A FORÇA DA MASSA. ESPALHE ESSE ABAIXO ASSINADO EM TODAS AS REDES SOCIAIS!!!
    http://www.peticaopublica.com.br/pview.aspx?pi=BR69462

Os comentários estão desativados.