Arquivo da tag: 2011

Escrito entre o preto e o branco (todo atleticano sabe)

TEXTO ESCRITO POR ANA CRISTINA GONTIJO, COLUNISTA DO L&N.

2010 despede-se da história do Clube Atlético Mineiro como um gigante malvado, fortão e metido a besta que tentou botar banca, fez de tudo para macular nosso livro, mas acabou fraco, raquítico.

Agora sai de fininho, falando baixo, pedindo desculpas. Este ano, filho de uma ronca e fuça, entregou-nos seus últimos dias feito um vilão em fim de novela, fingindo de bonzinho para ver se esquecemos o que ele nos fez.

Agradecemos o mimo, o alívio das últimas vitórias e a esperança das novas contratações, mas pronto, já deu. Não queremos mais nada com 2010, embora reconheçamos que nesses meses aprendemos muitas coisas; crescemos fortes.

O último ano da primeira década do terceiro milênio não passa de um coitado. Ele tombou, o alvinegro mineiro vive. O gato é o bicho que tem sete vidas, mas, verdade seja dita, é vivendo o dia-a-dia do meu Galo que assisto à beleza de renascer tantas vezes, sempre inteiro.

Hoje, dia 31 de dezembro, nós atleticanos arregaçamos as mangas, percebemo-nos fortes e espichamos os olhos para tentar enxergar o próximo ano pela fresta que se abre.

Vem aí a próxima década, aquela que nos devolverá a grandeza roubada por dirigentes maus caráteres, jogadores desinteressados e indignos de vestir nossa camisa.

A década que toca nossa campainha esconde muitos segredos. Olhamos para este punhado de anos a nos convidar para o baile: “coreografem-nos, inventem-nos, dancem-nos!” Convite aceito.

Nas arquibancadas, cantaremos o hino como se fosse um grito de guerra. Unidos, dançaremos a coreografia dos vencedores.

Juntos, filhos, pais, mães, amigos, irmãos, nossa voz se fará única, celebrando a mais pura alegria: a de levar nosso escudo junto ao peito, aquelas três letrinhas que valem mais do que dez mil tríplices coroas.

Que 2011 desvele cenários jubilosos, que nossos guerreiros tenham orgulho da camisa que veste sua nudez e os faz realmente grandes. E que nossa torcida reviva seus dias de glória, porque o Clube Atlético Mineiro é e sempre será grande.

Por fim, e principalmente, que jamais novamente precisemos pedir raça aos jogadores, porque eles saberão que esta é a marca da nossa história. Raça é uma palavra que se esconde em nossa camisa, nas fibras do tecido, ali entre as listras pretas e as brancas. Nós sabemos. Pergunte a qualquer atleticano: ele já nasceu sabendo!

Feliz nova década ao senhor das alterosas, soberano alvinegro, o Galo de nossas vidas.

PARA SEGUIR A ANA CRISTINA NO TWITTER, CLIQUE >> @anacrisgontijo

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> robertoclfilho

Anúncios

LÁ VAMOS NÓS EM BUSCA DE NOSSO DESTINO. FELIZ 2011!

O ano de 2010 foi uma madrasta para o Galo.

Não obtivemos grandes conquistas e por estarmos fugindo do rebaixamento no campeonato brasileiro, fomos obrigados a abdicar da Sul-Americana.

E tropeçamos na Copa do Brasil, no compasso preguiçoso  e inoperante de Vanderlei Luxemburgo.

E, apesar de todos os percalços e decepções do velho ano, vislumbramos 2011 com olhos de muita esperança.

Com a mente cheia de planos e fantasias.

Com o coração pleno de amor e paixão desmedida.

Vai começar tudo de novo e a pulsação nervosa do peito alvinegro anseia por ver o time, novamente, no campo de batalha.

Outra vez estaremos juntos em mais uma jornada, quer seja ruim, quer seja maravilhosa.

Pois não medimos a nossa lealdade pelos títulos conquistados ou pela beleza do preto e do branco irmanados e estampados numa camisa.

É quase inexplicável este amor, mas percebemos sua poderosa existência quando o nome Clube Atletico Mineiro é pronunciado.  O sangue ferve nas veias e a adrenalina, tal e qual uma grua, faz o coração se elevar de orgulho infinito.

O orgulho de permitir que o coração, muito mais do que a boca, grite o nosso mantra ungido de paixão: GAAALLLOOOOOOOOOOOOOO!

E nesta toada, vamos entrando no ano que se inicia.

Neste embalo, lá vamos nós em direção ao destino desconhecido, que nos aguarda em algum recôndito. Imperceptível, misterioso e discretíssimo quanto aos acontecimentos futuros.

Mas não tem importância. Nós, atleticanos, sabemos de antemão o que vai acontecer:

Nós estaremos com o Galo em qualquer situação, seja na saúde ou na doença, na alegria ou na tristeza, na vida ou na morte!

Como um casamento indissolúvel. Juntos para sempre!

Que 2011 se transforme em um ano de conquistas e de grandes realizações. Afinal, tem todos os ingredientes para isso.

Que os erros capitais de 2010 sejam assimilados como meio de crescimento e se tornem agentes dos acertos de 2011.

Que Deus nos proteja no novo ano. Que não se percam mais vidas por causa de um esporte. Que possamos conviver em paz!

Aproveito para desejar a todos os amigos do L&N, muita paz, saúde e sucesso em 2011, extensivos às suas famílias. Agradeço, de coração, a oportunidade de conhecê-los, mesmo que virtualmente e tê-los sempre presentes neste espaço. Muito obrigado.

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> robertoclfilho