Arquivo da tag: Democrata-GV

ATLÉTICO 3 X 0 DEMOCRATA/GV

Ou o Atlético corrige urgentemente o índice de passes errados ou os passes errados serão causa de choro e ranger de dentes em 2012.

Porque não há defesa que resista a constantes bolas perdidas na linha do meio de campo e na entrada da zona do agrião.

Fosse o Democrata um time de qualidade técnica idêntica aos grandes deste país e a história teria sido outra.

Fora isso, a equipe tem nítida dificuldade de tramar jogadas inteligentes no ataque. Falta criatividade.

E na falta de um toque de classe que ilumine mentes e jogadas, ficam trocando bolas sem nenhuma imaginação na intermediária.

Hoje, esse jogo morno e monótono só foi quebrado com a entrada de Neto Berola, que não tem paciência para esse estilo e parte para dentro da defesa adversária.

E foi o que salvou a partida. E ainda meteu dois golaços.

Por isso mesmo, Neto Berola, na minha modesta opinião, foi o único destaque positivo de um jogo chato de assistir. Destaques negativos houveram aos montes, sobretudo em relação à apatia e falta de vontade demonstradas. E em alguns momentos, até seriedade.

A verdade é que depois que Bernard se contundiu, aquela velocidade dos primeiros jogos desapareceu como num passe de mágica.

Com Bernard em campo, Guilherme e André não jogariam juntos. Seria um ou outro, pois eles não se entendem e ocupam o mesmo espaço.

Para terminar, não consigo confiar na força do time na forma em que está. Sem reforços, vamos cortar um dobrado.

E nesta semana, Eduardo Maluf _ que dissera haver contratações importantes nas duas últimas semanas _ se desmentiu sem um pingo de vergonha e declarou que estas não chegarão para o campeonato mineiro. Até aí, vá lá, pois o mineiro não é lá essas coisas.

O problema é que, não contratando para o regional, estaremos fragilizados em grande parte da Copa do Brasil (se seguirmos em frente) e uma parcela importante do campeonato brasileiro.

E, pelo que vejo, apesar de Kalil prometer não repetir os enganos anteriores, a coisa está se encaminhando na mesma direção e com os mesmos erros de avaliação ocorridos em 2010 e 2011.

Nem burro tropeça no mesmo lugar duas vezes. Mas a diretoria do Galo…

Siga este blogueiro no twitter clicando aqui

Assistam aos gols da partida:

Anúncios

DAQUI A POUCO, ATLÉTICO X DEMOCRATA-GV

Neste sábado, o Galo muito provavelmente entrará em campo com Aranha, Carlos Alberto, Werley, Jairo CAMpos e Leandro; Zé Luis, Correa (Junior), Ricardinho e Renan Oliveira; Tardelli e Muriqui.

Tanto a Copa do Brasil quanto o campeonato mineiro estão se afunilando. Já não há tempo para pensar. Agora é tempo de agir.

Por isso, o Galo hoje não pode ficar administrando o 0 a 0, que lhe dá a classificação. Tem de entrar em campo determinado a ganhar, com a faca entre os dentes.

Se ao final, o empate persistir, aí tudo bem. Que defenda o que lhe é mais conveniente. Mas só ao final. Antes não.

Luxemburgo tinha dito, logo após o jogo contra o Sport, que Junior seria preservado contra o Democrata-GV para descansar um pouco.

Todavia, hoje se mostra disposto a aproveitá-lo. Deve ter conversado com o veterano jogador e, diante da disponibilidade deste, mudou de idéia.

Como Fabiano se recupera de uma leve torção no joelho e não vai pro jogo, é possível que Correa seja escalado.

Porque se Correa não entrar jogando, o meio será formado por Zé Luis, Junior, Ricardinho e Renan Oliveira. Um meio de campo puramente decorativo no quesito marcação.

Pois dentre estes, só Zé Luis realmente marca e toma a bola. Os outros só fazem figuração na ocupação de espaços. Cercam, mas não tomam bola de ninguém. Nem pirulito de criança. Sem a bola, eles sequer aparecem na fita.

Não acredito que Luxemburgo leve a campo um time tão sem pegada no meio. Então, na linha deste raciocínio, Correa deve jogar.

O Democrata-GV é um time encardido até não mais poder. Embora tenha perdido o primeiro jogo, é um adversário de respeito, que desde o início do campeonato vem fazendo partidas consistentes.

Não está nas semifinais por acaso. Longe disso. E tenho certeza absoluta que o Democrata ainda não entregou a rapadura. Vai vender caro a derrota e antes que esta aconteça, utilizará todas as garras e dentes que uma pantera tem.

Não se iludam. O jogo de logo mais será um pega pra capar com foice afiada.

O Galo está cansado fisicamente e o Democrata usufruiu de toda a semana para repor o oxigênio perdido no primeiro jogo.

Entretanto, ainda assim, acredito que o Atlético vai saber usar a seu favor a imensa diferença técnica que existe entre os dois times.

Cansado ou não, o Galo vai partir para dentro da pantera.

E é exatamente por isso que ganharemos o confronto!

Vamos pra cima deles, meu Galo!!!

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE ->-> @robertoclfilho

ATLÉTICO 2 X 1 DEMOCRATA-GV. É PARA FICAR TRANQUILO… OU NÃO?

Neste exato instante, já era para nos considerarmos classificados.

Daria até para botar o time de dente-de-leite para jogar a segunda partida.

Pois o Democrata tinha caixa para 4 ou 5 e seria impossível  reverter no Mineirão, se fosse esse o placar.

Um primeiro tempo do Galo bastante razoável, em que vimos maior rapidez e troca de passes em velocidade.

E vimos um Muriqui perder um gol que até a minha avó faria. E outro que Tardelli, cara a cara com o goleiro, desperdiçou.

Assistimos a uma defesa firme, um meio de campo tentando dar gás ao time e organizar o jogo. E um ataque incisivo, com Muriqui e Tardelli dando sangue em busca de um bom resultado.

Tardelli, especialmente, correu mais e chegou a marcar o volante deles no campo do Galo, além dos deslocamentos constantes  para livrar-se da marcação.

Mas os gols perdidos na primeira etapa fizeram uma falta medonha na segunda.

Por incrível que pareça, quando tudo indicava que iríamos detonar uma goleada histórica, novamente tomamos um sufoco. O time se retraiu, passou a jogar atrás da linha da bola e o Democrata foi para cima.

Os jogadores do Democrata, a exemplo do que tinham feito no primeiro tempo, chutavam a gol de todos os lugares do campo.

Seria por não confiarem em Aranha? Claro que sim. Se Aranha não tem a confiança da própria defesa, vai ter do adversário?

E, surpreendemente, após marcar o seu gol, o Democrata reduziu o ritmo. A pressão que exerciam evaporou e o Atlético pôde respirar um ar mais puro e menos quente em Ipatinga.

Não deu para entender. De duas uma: ou o Democrata cansou da correria ou projeta ser possível ganhar do Galo em pleno Mineirão. Só pode!

E depois que o Democrata desistiu do jogo, o Galo ativou o modo “banho-maria”, que foi o mesmíssimo  estilo que nos tirou a vitória contra o América. Não conseguimos aprender com os erros, não é mesmo?

Entretanto, vencemos, revertemos a vantagem e isso é o mais importante. Mas a equipe continua devendo futebol bem jogado. Aquele futebol onde se vê o dedo do técnico. Tramas ensaiadas, 1-2 bem feito, enfiadas de bola, coberturas perfeitas, etc. etc, etc…

Confesso que até agora não vi o tão famoso dedo de ouro do técnico.

Convenhamos, o posicionamento do time tem problemas. Os jogadores jogam longe demais uns dos outros. Há espaços sobrando para o adversário desfilar, destilar seu veneno e mostrar as suas armas.

Como repete à exaustão o grande amigo Jones Guerra, não temos tabelas bem feitas e o 1-2 não existe.

Dificilmente temos 2 ou 3 contra um. Na verdade, sempre temos 1 contra 2 ou 3. E uma dificuldade imensa de acertar os passes mais agudos de primeira. Aqueles que podem definir um jogo.

Podemos até tramar bem e trocar passes, mas o toque de enfiada (de primeira), aquele para pegar o atacante na cara do gol, esse não existe. E quando surge, morre facilmente nos pés do zagueiro.

Se depender de Renan Oliveira para concatenar essa jogada, podemos esquecer e ir embora para casa.

Por falar em Renan Oliveira, não adianta marcar o gol mais bonito da rodada ou do mundo, se não contribui para o time. Hoje, ele jogou bem até os 30 minutos do primeiro tempo, depois sumiu em campo. E não voltou para o segundo. Estão todos procurando-o até agora. E olha que Ipatinga não é uma cidade tão grande assim!!!

Mas não foi o único que se omitiu na segunda etapa, sejamos justos. Tardelli e Muriqui conseguiram enrolar todas as jogadas, Ricardinho se transformou numa enceradeira no meio e o único que esteve em campo nos dois tempos foi o Zé Luis. Este sim lutou como poucos.

Correa entrou se esforçando para acertar e Marques correu muito, embora a bola tenha sempre chegado quadrada aos seus pés.

A entrada de Junior não somou e nem subtraiu. Se Ricardinho foi inoperante, Junior foi insosso. Tentou enganar atrasando bolas para os zagueiros. Não fez uma jogada sequer digna de registrar a sua presença em campo.

Achei que Leandro, após aquela jogada fantástica do primeiro gol, fosse deslanchar no jogo. Incrível, mas não deslanchou. Desandou uma série de passes errados de dar dó.

Enfim, apesar da vitória, o time não foi bem. Não adianta eu vir aqui e por causa de uma vitória despejar confetes no time. Nunca farei isso se a minha consciência não permitir.

Eu analiso a capacidade do Galo em fazer frente a grandes equipes do país. Eu penso grande. Eu quero, tanto quanto vocês, ser campeão brasileiro, pô!!

Enquanto vejo o Galo jogar contra um Democrata, eu vou pesando as nossas possibilidades contra Santos, Flamengo, São Paulo e por aí vai.

Não olho só o jogo em si. Estou sempre antevendo os nossos pontos fortes e os nossos pontos fracos.

E enquanto via o Galo jogar contra o Democrata, eu via o Democrata vestindo a camisa rubro-negra do Sport.

Um time que é muitíssimo superior à equipe de Governador Valadares.

E depois do jogo de hoje, você é capaz de dizer que está tranquilo para a partida contra o time pernambucano pela Copa do Brasil, sendo que o segundo jogo é lá em Recife?

Ou está com um pé atrás?

Diga-me com toda a sinceridade que você é capaz. Seja realista e não tape o sol com a peneira!

Se um time como o Galo volta para o segundo tempo contra um Democrata jogando atrás, tomando sufoco, o que você acha que vai acontecer contra grandes times deste país jogando fora de casa?

Por favor, me tranquilize, porque eu estou deveras preocupado!!!

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE ->->-> @robertoclfilho