Arquivo da tag: flavio anselmo

AOS AMIGOS, OS FAVORES DA LEI – CRÔNICA DE FLÁVIO ANSELMO.

Flávio Anselmo é jornalista, escritor, advogado e pós graduado em docência superior e especialista em técnicas de redação.

Este artigo foi copiado do blog DE PEITO ABERTO, o qual recomendo a todos, por tratar-se de um dos jornalistas mais sérios de nosso estado.

http://flavioanselmodepeitoaberto.blogspot.com/2010/03/aos-amigos-os-favores-da-lei.html

Vamos ao que diz o prezado Flávio Anselmo:

O TRIBUNAL PLENO de Justiça Desportiva ignorou a lei, as normas da Fifa, e absolveu o Cruzeiro da perda de pontos. Bem feito pra mim que acreditei na possibilidade de se aplicar com honestidade a lei do futebol. Mas, este filho do puro Sodico esperava o quê?

NO PAIS DE Marcos Valério, de Maluf, Roberto Jefferson, Arruda, e mil outros espertos como Clésio, Eduardo Azeredo, Collor, José Dirceu, Genoino, se haveria de esperar que a lei fosse aplicada justo no futebol, onde o mais bobo dá nó em pingo dágua?

NÃO SE DEVE esquecer nunca que este é o País, este é o Estado do Serial Killer que já havia matado um bebê de três meses, foi artífice do latrocínio que matou um taxista pai de família ; já havia trocado tiro com a Polícia e apesar de tudo isso vivia tranquilo com a mulher e cinco filhos até estuprar e matar cinco mulheres inocentes.

É O PAIS onde a Justiça devolve os feéricos automóveis comprados com dinheiro do tráfico porque não havia mais vaga no estacionamento da polícia. Não precisamos de terremotos devastadores: vivemos cotidianamente no epicentro de um 11,9.

UM DOS ARTIFÍCIOS que aprendi com o doutor Geraldo Barrote em meus 25 anos de advocacia é que “aos amigos aplicam-se os favores da lei; aos inimigos, a lei”. No Brasil tal artifício nem é lembrado.

PELO CONTRÁRIO, há sempre os favores da lei. A torcida do Cruzeiro comemorou e esqueceu-se do essencial: a grandeza de seu clube foi arranhada com o erro infantil cometido na escalação de Wellington Paulista.

QUALQUER DIA desses, o fato repete-se na Libertadores e aí não terá o Cruzeiro os amigos do Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva pra pisotearem a lei, num esquema corporativista que livrou a cara do presidente do órgão que, indevidamente, transformou em ração, talvez pra animal, a pena que a lei impõe automaticamente ao jogador expulso.

MORRO DE vergonha! Não pela punição do Cruzeiro, deixo bem claro. Pelo golpe aplicado na lei. Espero que o Procurador não entre nesse jogo de corporativismo e faça sua parte com um recurso para o STJD, em defesa da dignidade do esporte.

AOS QUE me execram neste instante, por acreditar na lei, repasso a história contada por Krisnamurti: “o homem encontrou outro homem que, de posse de uma vassoura, varia em torno de si apenas, apesar do empoeirado local.

DISSE-LHE : “Meu senhor, por que varres apenas em torno de si, se todo salão está imundo?-

E O OUTRO respondeu o outro: “Não faço por egoísmo, mas por falta de condições físicas. Assim, deixarei ao menos meu lugar limpo para os novos que chegarem”.

PODEM rir de minha futurologia à vontade, mesmo porque não estou varrendo em meu redor. Eu torço pra que todos os que machucam a lei continuem vivendo nesta merda e a passem em frente aos novos céticos que virão.

COMENTÁRIO DO BLOGUEIRO: Ah, se todos os nossos jornalistas tivessem a isenção de Flávio Anselmo. Seria o mundo ideal… ou uma utopia!

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE NO GALO À DIREITA DA PÁGINA.

Anúncios