Arquivo da tag: Hino do Atlético Mineiro

HISTÓRICO PRA QUEM?

Domingo dia 04 de dezembro, última rodada do Campeonato Brasileiro, pode ser uma data que ficará marcada por muito tempo. Atlético x Cruzeiro se enfrentam na Arena do Jacaré decidindo a permanência ou não do clube celeste para a Série A do ano que vem. Uma partida histórica.

Histórica pra quem?

Obviamente que todo (repito: TODO, sem exceção, generalizadamente) torcedor do Atlético quer uma vitória e a queda do rival. Mas para a instituição Clube Atlético Mineiro este jogo não vale absolutamente nada. Vale para a torcida. Não para o clube.

Vamos entender: O Atlético não decide título neste jogo. Não decide a permanência para a Série A de 2012. Não decide vaga em Copa Sul Americana (que apesar de importante, todo mundo sabe que é sempre deixada de lado na hora H). O Atlético não tem nada a perder com este jogo. Absolutamente NADA. A não ser a chance de decretar o rebaixamento do maior rival. Mas repito: isso não é título. Isso não entra para as páginas de 103 anos de glórias do Atlético. Entra para as da torcida, que caso isso aconteça, será um fato que daqui a 60 anos ainda se ouvirão comentários acerca do fato. Mas encaro isso como absolutamente natural e não como um jogo decisivo.

E mais: esse jogo só entra para a história no caso de derrota e queda do Cruzeiro. Sob qualquer outro aspecto, será só mais um Atlético x Cruzeiro para a galeria das centenas desde 1921.

Em caso de vitória do Cruzeiro, logicamente veremos carreata, queima de fogos, carnaval, por parte da torcida que diz que nunca, jamais, em hipótese alguma, comemoraria permanência na primeira divisão, mas é coisa de torcedor, perfeitamente entendível.

Em caso de vitória do Atlético e queda do Cruzeiro, o torcedor comemorará pela RIVALIDADE que sempre existiu (e que deve ser comemorada, pois é disso que vive o futebol), mas não como uma conquista pessoal do Atlético. Não vale nada. Não é troféu. Não é glória para o Clube como instituição. É unicamente festa pra torcida. É unicamente, lenha na fogueira da eterna rivalidade Alvinegra x Azul. Só isso.

Logo, conclui-se que o jogo vale infinitamente mais para os rivais do que para o Atlético. O Galo já fez a parte dele neste campeonato. Parte essa, ridícula por sinal. Portanto, vejo o jogo de domingo apenas como mais um jogo. Que deve ser encarado com a seriedade e o profissionalismo que um clássico mor de Minas Gerais exige.

O Atlético tem que vencer. Mas não por quem quer que seja. Tem que vencer, pois essa é a obrigação do Clube Atlético Mineiro registrada em seu hino. E porque é um clássico.

Que vença o Galo!

Para seguir este colunista no twitter, clique aqui

Siga este blogueiro no twitter clicando aqui

Anúncios