Arquivo da tag: Jonatas Obina

ATLÉTICO 2 X 0 AMÉRICA – SEM ILUSÕES.

Aqui dentro da Arena, a poucos metros de uma torcida enfurecida, é fácil correr atrás de uma bola.

Quero ver se na Vila Belmiro, em terreno adversário, a disposição será a mesma.

De todo modo, tanto em postura, quanto em formação tática, o Atlético se apresentou bem ontem contra o co-irmão mineiro.

O 3-5-2, temerariamente lançado por Dorival Júnior _ pois foi treinado apenas uma vez _ propiciou fluidez ao time.

Os laterais tiveram liberdade para atacar e Patric, principalmente, aproveitou para jogar quase como um atacante. E foi muito bem desta forma.

Guilherme Santos também melhorou a sua performance, embora ainda não tenha atingido aquele esplendor das primeiras partidas.

Este esquema caiu como uma luva para Daniel Carvalho, que, de repente, não precisou locomover todo o seu peso para compor o meio defensivo. Ficou liberado para organizar os ataques e jogar com a bola nos pés.

Enfim, vi um meio de campo mais compacto, mais pegador. Tanto que o América incomodou Giovanni apenas uma vez em todo o jogo.

Richarlyson atuou dando suporte à zaga e à lateral esquerda. O mesmo fez Réver pela direita, assessorado por Serginho.

O 3-5-2 não é um esquema defensivo. Muitas vezes, torna-se muito mais ofensivo, ao mesmo tempo em que blinda a defesa. Eu sou totalmente a favor, sobretudo quando se constata que, no posicionamento anterior, bolas estufavam em profusão as nossas redes. Tinha virado festa.

Afinal, levar 11 gols em apenas 3 jogos não é para qualquer time não. Tem de ser muito, mas muito ruim para sofrê-los!

A vitória foi boa, claro. As vitórias sempre serão bem vindas. Mas não me iludo nem um pouco.

Falta à equipe aquela consistência dos grandes esquadrões. Aquela auto-confiança que traz o cheiro da vitória antes mesmo de subir as escadas do túnel para entrar em campo.

O conjunto alterna exageradamente bons e maus momentos dentro de uma mesma partida. E isso martela o emocional dos jogadores como se fosse um irritante bico de pica-pau.

Não é um time confiável, por enquanto. E quando será? Não dá para saber.

Se Dorival Júnior não descartar o 3-5-2, o que eu não duvido _ pois o nosso treinador tem a mania de trocar tudo de uma hora para outra como se fosse um gênio  ou um Graham Bell _ teremos sempre a necessidade de um homem de área.

E nesse aspecto, Jonatas Obina foi uma grata surpresa para mim. Meio desengonçado, um tanto desarticulado, corre parecido com Dadá Maravilha.

E tem uma pedrada na perna esquerda. Acabou marcando um gol e dando assistência para o segundo. O cara trouxe o que nos falta. É sortudo demais!

Excelente produção para quem chegou totalmente desacreditado e alvo de piadinhas na Internet.

Jonatas Obina foi o destaque inquestionável da equipe nesse jogo. Entretanto,  ainda tem muita lenha para queimar e não quero ser precipitado.

Em suma, foi mais uma vitória sobre um dos times considerados mais fracos neste campeonato. Dos fortes nós só levamos bordoada, até o momento.

Mas não deixa de ser saudável colocar 3 pontos na sacolinha… e esperar que a omissão imperdoável da diretoria em reforçar a equipe, não nos faça lotar capelas e igrejas em busca de ajuda divina!

Pois reafirmo novamente: Se este time não for fortalecido, nós vamos lutar para não cair!

E para a torcida, será mais uma dolorosa via-crucis,  jogo após jogo! Merecemos?

Com a palavra, o leitor e amigo do L&N.

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> robertoclfilho

Anúncios