Arquivo da tag: sócio torcedor

REAJUSTE DO GNV – UM TIRO NO PÉ?

money-tree-2-300x257O GNV (Galo Na Veia), programa de sócio-torcedor do Atlético, que deu tão certo desde sua criação, sofreu um reajuste. Foi de R$ 200,00/mês para R$300,00 mensais.

Um aumento de 50%!!

Quando o plano foi acionado, o time não tinha os jogadores que tem hoje. Portanto, o plano, para a época, era caro. Mesmo assim, a Massa aderiu e fez dele um sucesso de vendas.

Agora sim, com os nomes que figuram no elenco do Galo, o valor de R$ 200,00 por mês seria justo. Um aumento de 25% (R$ 250,00/mês) talvez fosse absorvível pela maioria.

Mas 50% de reajuste, na minha modesta opinião, é abusivo. Muitos que o adquiriram, mesmo à custa de sacrifícios pessoais, serão obrigados a abrir mão do GNV em prol da minoria endinheirada que paga R$ 300,00 com um pé nas costas. Resta saber até quando, pois, do mesmo modo que o mundo dá voltas, as fases dos times também.

A diretoria do Atlético deixou (ou impôs) uma opção: caso o sócio pague o valor anual à vista, pagará o valor antigo: R$ 200,00 X 12 = R$ 2.400,00.

Se pagar parceladamente, o valor anual subirá para R$ 3.600,00. Um absurdo, pois se adquirir um empréstimo de R$ 2.400,00 no banco, você pagará em torno de R$ 258,00 mensais!! Ou seja, no total seriam R$ 3.096,00, bem abaixo dos R$ 3.600,00 estipulados pelo Galo.

Em suma, muitos encherão os cofres dos bancos em detrimento de ajudar o próprio clube simplesmente porque o time do coração, ao invés de aumentar as mensalidades com alguma racionalidade, resolveu sangrar os bolsos dos atleticanos de uma maneira que eu considero vil e desumana.

Sabemos que o futebol já se converteu, há tempos, em “business”. Mas, ao mesmo tempo, entendemos também que, no futebol,  para sustentar qualquer grande negócio é necessário ter um público fiel. Aquele torcedor que segura a barra até nos piores momentos. E, na minha visão, o Clube Atlético Mineiro está descartando justamente essa parcela da torcida.

Está desprezando aqueles que pagaram mais do que merecia o valor inicial do plano. Pouco a pouco, a qualidade da equipe foi se ajustando ao preço cobrado. Mas agora, com esse aumento estratosférico, a diretoria do Galo define: nós não precisamos de vocês, que nos ajudaram no início! Futebol é dinheiro… e SÓ dinheiro! Descartamos vocês, embora nos tenham dado a mão quando precisamos!

Há que se ter limites para tudo na vida, ainda mais quando tratamos com o coração atleticano, um coração que sangra há 42 anos sem um título brasileiro. Se seguir por essa lógica, teríamos de ser ressarcidos com R$ 300,00 mensais X 42 anos!!

Futebol é negócio, entendemos, mas nunca deixará de ser paixão! E receio que desprezar esse detalhe importante pode acabar se tornando um tiro no próprio pé!

SIGA ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER clicando aqui

Anúncios