Arquivo da tag: TV

COM A PALAVRA, JONES GUERRA AGRADECE

colunadoGuerraO meu agradecimento vai para a Fox Sports, canal detentor das transmissões da Copa Libertadores de 2013. Não sou de ficar babando ovo de imprensa, mas esta empresa merece um MUITO OBRIGADO de um atleticano das antigas.

A Fox Sports abraçou o GALO desde o inicio e a maioria dos seus integrantes não colocou o GALO em segundo plano. Claro que quando os clubes de Rio e São Paulo ainda disputavam o torneio, eles dividiam suas atenções para todos. Mas não vi, em nenhum momento, alguma gozação ou critica maldosa, mesmo tendo, na equipe da Fox, jornalistas que torcem para outros times.

A Fox, através dos programas Fox Rádio e o De Primeira, além dos jogos, ficaram sempre ao lado do GALO. É só ver a quantidade de VTs que eles passaram, além de vários vídeos e chamadas deles. Obviamente que havia o interesse comercial, mas mostravam que também acreditavam e incentivavam nas oitavas e até a final da Libertadores.

Já xinguei e muito, critiquei e zoei demais a imprensa, mas nunca, NUNCA mesmo na minha vida vi uma emissora jogar junto com o GALO. Com o abraço que a Fox Sport deu no GALO, outras emissoras como Globo, Sportv e Band, para não ficarem pra trás e perder pontos no Ibope, foram obrigadas a acompanhar. E a Fox Sports até hoje permanece com VTs, programas e chamadas para a campanha do GALO.

Obrigado, FOX SPORTS. Ganharam meu reconhecimento e um espectador até que pisem na bola! Não sei o nome da turma, mas parabéns a todos. Críticas nós do Atlético aceitamos, ou seja, nós mesmos somos críticos ferrenhos do GALO, mas não aceitamos nada que nos prejudique em um jogo ou o nosso CLUBE.

A maioria da imprensa acha que somos bobos e inocentes! ESTAMOS DE OLHO.

Lembro aos amigos atleticanos: nós estamos classificados para a Libertadores de 2014, Recopa e Mundial. Estamos prontos para disputar bem o Brasileirão e a Copa do Brasil. EU ACREDITO.

Um abraço de Jones Guerra.

Anúncios

A MÍDIA MINEIRA SOB O FOCO DA CÂMERA ATLETICANA.

Quando um jornalista esportivo faz parte de uma equipe de TV ou de rádio, tem de absorver uma premissa básica, que se aprende nas salas de aula:

A sua credibilidade depende tão somente de sua imparcialidade quanto aos fatos!

Se o profissional da mídia _ como todo ser humano _ tiver um time de coração, que isso não influencie naquilo que tem para dizer.

A imprensa esportiva falada e escrita tem a obrigação de ser imparcial, até porque está entrando em residências aonde as pessoas torcem para vários times diferentes.

Portanto, o comentário que distorce a verdade em prol de suas preferências  agride aquele torcedor que é racional e conhece o futebol.

Eu não incluo aí os jornalistas que atuam em programas do Galo ou do cruzeiro, de forma alguma. Nem assessorias de imprensa. Estes estão ali para debater e divulgar o dia a dia de seus clubes e nada mais.

Falo daquela mídia que se diz neutra, que leva notícias e comentários a todas as torcidas destas Minas Gerais e que estabelece os preços para captação de patrocínios baseados nos seus níveis de audiência, programa por programa.

Como blogueiro atleticano, eu não sou imparcial. Eu não gosto do cruzeiro e tenho verdadeiro desprezo por suas coisas. Eu gosto mais de um pano de chão encardido do que da asquerosa camisa azul.

Então, não esperem de mim nada elogioso ao rival nem quando ele merece, na realidade. Mas eu não faço parte da mídia.

Contudo, a grandiosa nação atleticana tem o direito de EXIGIR de alguns integrantes da imprensa mineira muito mais imparcialidade do que temos visto por aí. Vejam que eu não estou generalizando.

Mas já me cansei de ligar a TV e ser agredido por opiniões  flagrantemente tendenciosas de cruzeirenses escondidos sob peles de pseudo-comentaristas.

Tem um programa então que, embora comandado por uma repórter de valor, possui uma bancada de comentaristas verdadeiramente ridícula, cujos integrantes só faltam se apresentar uniformizados de estrelinhas dos pés à cabeça.

E vomitam as maiores baboseiras como se estivessem direcionando o programa somente aos que, como eles, habitam o outro lado da lagoa. Ora, façam-me o favor, respeitem a inteligência dos que não têm o mesmo time de coração!

Já não aguento mais ouvir em rádios que se dizem com “coragem pra dizer a verdade” as maiores acusações e críticas ao Galo, quando na toca da raposa acontecem coisas piores e nem se abre o bico.

Parece mais um feudo medieval, onde quase todos os pontos de vista  são modelados no formato exato das opiniões do rei.

Se acostumaram a chutar cachorro morto sem que nada acontecesse. Só que agora o cachorro ressuscitou e virou outra vez um Galo Forte Vingador!

Longe de mim incluir nestas críticas todos os profissionais. Existem muitos que são realmente isentos nas suas colocações, embora tenham lá as suas preferências clubísticas. E isso é perfeitamente natural.

Tenho os nomes destes verdadeiros jornalistas esportivos, mas não vou citá-los, por uma questão de ética e respeito, pois uma simples citação os tornariam antipatizados em um ambiente onde eles deveriam ser a regra, não a exceção.

O que sei é que nós, atleticanos, bem como todos os torcedores do estado, somos merecedores de uma imprensa esportiva imparcial e digna de credibilidade. É pedir muito? Será que nem isso merecemos?

Esperar que a mídia que cobre o futebol mineiro seja formada somente por profissionais adeptos de uma análise isenta é UTOPIA?

Aguardo que você, leitor e amigo do L&N, me ajude a responder a essa pergunta.

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE >>> robertoclfilho