Arquivo da tag: Vila Belmiro

SANTOS 3 X 1 ATLÉTICO. E MAIS UM ADEUS…

Com toda sinceridade do mundo, eu vou confessar.

É duro para este blogueiro escrever sobre uma derrota que não estava nos planos. A tristeza apodrece o raciocínio e sabota a força de vontade. Mas, apesar disso, vamos ao batente.

Para mim, foi uma desclassificação inesperada, pois eu botava fé que o Galo repetiria na Vila as atuações anteriores.

Mas não foi assim. Surpreendentemente, o time sentiu a pressão do ambiente. Estranho, porque a equipe não é feita de garotinhos. É um grupo experiente, que já deveria ter alcançado um patamar de imunidade às pressões em terrenos adversários.

O Galo, no primeiro tempo, parecia nervoso com o peso da decisão e não conseguiu encaixar a marcação no meio e nem concatenar jogadas de ataque ininterruptamente, como fez muitas vezes em outros jogos.

A dinâmica imposta do primeiro ao último minuto não aconteceu desta vez. A consistência não se repetiu em nenhum setor do campo.

Alguns jogadores, como Ricardinho, por exemplo, pareciam perdidos em campo. Até Zé Luis jogou mal, pasmem os senhores.

Tardelli e Muriqui não foram municiados  e acabaram se distanciando demais um do outro.

Às vezes, notava-se um crescimento de triangulações e trocas de passes objetivos de toda a equipe. Mas só durava um átimo. Os passes errados logo voltavam a caracterizar o time que eu vi jogar ontem.

O primeiro gol do Santos aconteceu em um lance irregular duas vezes. Houve falta em Carlos Alberto e depois Neimar estava impedido.

E cedo demais, como sempre. Se o nosso adversário necessita de fazer determinado placar, ele o alcança logo no princípio do jogo. Já foi assim em inúmeras partidas no passado, principalmente contra Botafogo, Flamengo e agora contra o Santos.

É uma sina, só pode! Juro que vou checar se Nostradamus profetizou algo a respeito!

No meu entendimento, o Santos mereceu ganhar. Quando fez o terceiro gol, o Galo não reagiu de forma incisiva e não partiu para cima dos santistas. Ali eu comecei a vislumbrar o pior.

Pois o Santos estava mais perto do quarto gol do que o Galo do segundo!

A nossa defesa se mostrou insegura a maior parte do tempo. E eu senti saudades do esquema 3-5-2, confesso. Não só para povoar a nossa área, mas também porque libera os alas para atacarem pelos flancos.

Talvez ontem fosse a melhor estratégia para enfrentar um time que, flagrantemente, tem peças de extremo talento e possui um conjunto sólido.

Mas, enfim, não é o fim do mundo. O fim do mundo são esses foguetes pipocando durante toda a madrugada e no dia de hoje.

Tem simpatizantes que não têm um time para torcer de verdade. Todavia, gastam uma grana em foguetes para torcer contra.

É o supremo orgasmo da imbecilidade! É se apequenar demais!

Ainda teremos muitas oportunidades de conquistas este ano. A sul americana reservará vaga na Libertadores ao campeão. O Brasileirão já está batendo à nossa porta.

O time será muito reforçado e certamente, com o comando firme do Luxemburgo, fará uma excelente campanha.

Não há tempo para lamentações. Algo mais glorioso nos aguarda!

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE ->-> @robertoclfilho

Anúncios

DAQUI A POUCO, ATLÉTICO X SANTOS. E VAMOS VENCER!

Está chegando a hora da decisão na Copa do Brasil.

É agora que vai se estabelecer a diferença entre meninos e homens. Entre puberdade e maturidade. Entre brincadeira lúdica e seriedade.

Se a onça está com sede, ela vai beber água é agora. Pois não há mais tempo de pensar em nada que não seja atropelar o Santos nesta quarta-feira com o jogo bem jogado das últimas partidas e seguir para o confronto na vila Belmiro com um polpudo saldo na poupança.

O Santos não é imbatível. Se você botar os nomes dos jogadores  do Peixe no papel, não dá para acreditar que estão fazendo esse sucesso todo.

Do meio para trás, o time paulista é apenas razoável. Nada que salte aos olhos ou acelere os batimentos cardíacos.

Do meio para frente, ao contrário, é uma equipe de respeito e há de se tomar todos os cuidados em todos os minutos, todos os segundos, todos os décimos e centésimos de segundos.

Pois são realmente ensaboados. Ou por outra, são encardidos até na medula. O Santos é hoje, o time com o melhor aproveitamento de chances de gol dentro de um jogo.

Então, toda atenção é pouca. A equipe atleticana precisa, neste jogo, de muito mais concentração do que técnica. Porque técnica é algo natural e inerente aos habilidosos, mas concentração mental é característica dos vencedores.

O nosso time já melhorou, da água para o vinho, o conjunto e a dinâmica de jogo. Luxemburgo também já deu um jeito na compactação do meio de campo e no posicionamento dos defensores.

E o ataque também está funcionando, pois está criando incontáveis chances de gol durante as partidas.

O que está faltando, _ e que é a minha principal preocupação _ é botar as bolas para dentro da casinha. Estamos perdendo gols inacreditáveis.

Se os gols que perdemos contra Sport e Ipatinga entrarem contra o Santos, iremos para a Vila Belmiro só para administrar os 90 minutos, tenham a certeza disso.

Nós temos um trunfo a nosso favor quase inigualável. É o nosso treinador, Luxemburgo. Ninguém conhece mais o adversário do que ele e se existe  alguém capaz de dar um nó de marinheiro nas pernas dos meninos da Vila, este alguém chama-se Vanderlei Luxemburgo.

E eu acredito nisso, uma vez que o nosso time tem uma característica bastante alentadora: além de muito técnico, é raçudo. Não entrega a rapadura sem luta.

Hoje, Junior deu a seguinte declaração: “Será o confronto da experiência contra a juventude. Que vença a experiência!”

Sendo assim, que os alevinos (pois filhote de peixe é alevino) tremam em um  Mineirão com mais de 40.000 torcedores atleticanos ecoando o grito de Galoooooo durante todo o embate.

Eu já vi times muito mais experientes amarelarem que nem camaleão no Minera. Pois não duvido nada que aconteça novamente. Afinal, esses garotos não são ET’s vindos de outro planeta como nos filmes de George Lucas.

Quero ver a massa travar a respiração dos alevinos e transformar seus joelhos em gelatina!!!

Só para complementar, Luxemburgo relacionou os seguintes jogadores para a escaramuça:

Goleiros: Aranha e Carini
Laterais: Carlos Alberto, Júnior e Leandro
Zagueiros: Benítez, Cáceres, Jairo Campos e Werley
Volantes: Correa, Fabiano, Jonílson e Zé Luís
Meias: Evandro, Giovanni, Ricardinho e Renan Oliveira
Atacantes: Diego Tardelli, Marques e Muriqui

Convenhamos, não dá para este blogueiro dar um “chute” na escalação, porque Luxemburgo surpreende a todos nós, repetidamente.

Mas os comentaristas deste L&N podem fazer as suas apostas.

Qual será o time que entrará em campo para mais uma batalha da Copa do Brasil neste ano de 2010? Vamos encarar o Santos no 4-4-2 ou no 3-5-2?

Arrá! Peguei todo mundo agora, né??

Uma sugestão: Vamos gritar o nome do ZÉ LUIS antes de todos os outros. O cara perdeu o pai ontem e mesmo assim, se apresentou para a guerra. Não é para qualquer um. É só para quem tem sangue no olho!!

Vamos pra cima deles, meu Galo querido!

PARA SEGUIR ESTE BLOGUEIRO NO TWITTER, CLIQUE ->-> @robertoclfilho